domingo, 5 de setembro de 2021

Competição nº 490 - 9° Ultradesafio de SANA 80K

Distância: 80 Km;
Tempo: 11 horas 15 minutos;
Local: Sana à Glicério - Região Serra de Macaé - Rio de Janeiro;
Colocação Geral: 10°; e
Total de Corredores: 60 Corredores.
Foi realizado nesse final de semana, Sábado dia 4 setembro 2021 à 9ª edição do Ultradesafio de SANA 80K, na região Serrana de Macaé - Rio de Janeiro, prova realizada pela ASCOM (Associação de Corredores de Macaé).

O Arraial do Sana, também conhecido como Sana (paraíso das águas) que é 6° distrito quê se localiza-se no município de Macaé, a 165 km da capital do estado do Rio de Janeiro. É muito divulgado por suas matas e cachoeiras que englobam uma gigantesca área de preservação ambiental que tem várias opções de trilhas para praticantes do montanhismo, destacando-se a subida ao Pico do Pombo, com 1.120 metros de altitude. Você pode ir a muitos lugares legais, como visitar igrejas antigas, cachoeiras e sítios arqueológicos. Também não poderia deixar de falar aqui do município de Glicério, porque a prova passa por esse local incrível também. Glicério e o 4° distrito da Serra Macaense o lugar é famoso por suas corredeiras, procuradas para a prática de canoagem. Por ter muita natureza também atraí muitos turistas que vão em busca de paz e tranquilidade. Há tantas coisas interessantes para fazer e ver nesses dois lugares que, com certeza, você vai gostar muito de conhecer.

Eu, Cirilo, Renato e Cristiano Cupira saímos dos Rio na Sexta-feira dia 3 setembro por volta das 13 horas da tarde, pegamos maior engarrafamento na estrada devido o feriado prolongado de 7 setembro e chegamos em Sana por volta das 18:40 horas da noite bem cansados da viagem, fomos logos pegar o Kit e jantar, pois como tinha feito lanche na estrada e com o estômago cheio, preferi não jantar, logo em seguida fomos para a Pousada SANANDUM nos hospedar. Preparei as coisas rapidamente e tratei de cair logo na cama para descansar, pois estava muito cansado da viagem.
Chegando em SANA
Kit da prova
Acordamos às 2:40h da manhã de Sábado, dia 4 setembro para o grande dia, correr mais um desafio de 80K nas montanhas de Sana e Glicério, só conseguir dormir umas 4,5 horas e não deu tempo de descansar direito, ainda estava cansado, nos preparamos rapidamente às 3 horas da manhã foi servido o café da manhã, a única pousada em Sana que serve café nesse horário, ainda bem, preferi não comer muito para não correr pesado e não acontecer que nem aconteceu em 2019 que durante o percurso tive que fazer uma parada para fazer o número 2, perdendo tempo e sendo ultrapassado pelos outros corredores, mas dessa vez deu tudo certo, não deu vontade de fazer o número 2. Por volta das 3 horas 50 minutos da madrugada nos reunimos na praça de Sana para à largada, o MP3 nada de ligar putz que droga, após algumas palavras da organização e após uma oração às 4 horas em ponto foi dada à largada, liguei o GPS e lá fomos nós correndo cada um no seu ritmo. Corremos por ali em Sana, passamos por uma ponte local, subimos olhei no GPS marcando 550 metros, fizemos o retorno passando novamente em frente à largada e rumamos  para Glicério correndo. A temperatura estava muito agradável para correr, já sabíamos que a temperatura quando o dia clareasse iria esquentar e como esquentou. Nessa edição fui conservador não acelerando muito, vários corredores ligaram o turbo e foram embora correndo rápido, como já corri todas às edições e sei das dificuldades do percurso ainda mais com a temperatura alta muito iriam quebrar a frente, dito e feito e aconteceu.
O percurso da prova: Largada em SANA e chegada em GLICÉRIO
Já por volta das 5:30 horas da manhã o dia já estava clareando, hora de desligar a lanterna. Após uma grande descida chegamos em Frade com 19,5K, primeiro posto de controle da prova, nesse posto preferi não parar para não perder tempo, pois a mochila ainda estava abastecida com água na prova a minha  colocação era a vigésima, como era um treino de luxo para a prova principal que é a Cassino Ultra Race no final desse mês, continuei no correndo, por cerca de 1 Km atrás vinha dois corredores, não sei se queriam me ultrapassar mais não dei chance continue correndo. Quase próximo do segundo posto de controle da prova consegui ultrapassar mais um corredor passando ser o 17° colocado na prova. Cheguei no segundo posto de controle em Bicuda Pequena com 38,37 Km com 4 horas 26 minutos, já tinha um corredor quebrado sentiu por ter largado forte na prova. Quando cheguei ele saiu andando, o staffs me falou que ele já estava ali parado há um bom tempo, preenchi a minha bolsa com água peguei um lanche e quando já estava saindo chegaram 3 corredores. Fui correndo e mais à frente ia andando o corredor que estava no segundo posto de controle da prova parado, quando cheguei nele, perguntei se estava tudo bem? Ele falou que foi a coca cola que tomou e deu caganeira nele, estranhei porque tanto em 2019 como esse ano ele largou forte e acabou quebrando...Fui embora deixando ele para trás já eu em 16° colocado na prova prossegui correndo.
Na largada
Por volta dos 45 Km com o sol a pino já torrando o celébro passei num bar parei rapidamente e comprei água com gás e uma coca cola que bateu muito bem, ao olhar para trás vinha dois corredores, voltei logo a correr e por cerca de 1 Km a frente iam mais dois corredores, quando cheguei neles perguntei se estava tudo bem eles disse que estavam cansados devido o calor, ultrapassei eles, passando a ser o 14° colocado na prova. Cheguei no terceiro posto de controle da prova na entrada de duas barras com 51 km com 6 horas, onde tempos que correr mais uns 6 Kms de morro acima para pegar a xuxinha, quando cheguei nesse posto, tinha um corredor sentado se hidratando e recuperando as forças para subir também, falei com os Staffs que iria deixar minha mochila no posto e na volta eu pegava, um dos Staffs perguntou mais como você vai se hidratar lá em cima? Eu disse falei com ele que bastava subir com uma garrafa e que da outra vez em 2019 eu subi somente com uma garrafa dágua e deu certo eles ficaram impressionados...rss...Já era o 13° colocado na prova...Fui subindo para pegar a xuxinha e vinha descendo o primeiro colocado da prova o Cristiano Cupira, tava vindo já bem esgotado e por cerca de uns 500 metros atrás vinha descendo o Clóvis o segundo colocado na prova, fui subindo e quando passei por uma nascente dágua, refresquei à cabeça e vinha descendo o Leonardo Seabra o terceiro colocado na prova, falei com ele e continuei subindo ao fazer a volta antes de chegar na cachoeira, passei por um corredor com câimbras sentado e ele dizendo que iria desistir da prova, falei com ele, não desista não, suba andando, chegou até aqui para desistir? Ele levantou e começou a subir andando devagar, passei ser o 12° colocado na prova, eita assim tá ficando bom...rsss...Quando cheguei na cachoeira aproveitei para jogar água no corpo e vinha outro corredor atrás de mim, hora subia andando nas partes mais difíceis, hora subia trotando cheguei no quarto posto de controle para pegar a xuxinha e vinha descendo mais um corredor já quebrado na prova, cheguei no quarto posto de controle com 57Km com 7 horas peguei a xuxinha.
Subindo a Serra de Duas Barras para ir pegar a xuxinha
Em algum ponto da Serra de Duas Barras
Xuxinha em mãos bora descer
O corredor que vinha atrás de mim pegou a xuxinha rápido com a staff e começou a descer andando, fiquei em 13° lugar, mas fui descendo e consegui ultrapassar mais 2 corredores sendo o 11° colocado na prova ao descer de duas barras chegando no posto de controle com 61,12 Km, já ia saindo no posto de controle mais um corredor andando e quebrado a temperatura alta estava fazendo todos que largaram forte quebrarem. Peguei a minha mochila e fui tentar passar esse corredor que estava quebrado, sendo que cerca de 1 Km depois fui ultrapassado sendo o 12° colocado na prova, mas à frente consegui ultrapassar mais um corredor e ficando novamente em 11° colocado ao cheguei no início da última montanha serra escura com 60 Km.
Saindo da Serra de Duas Barras e indo para subir a Serra Escura
Antes de subir a serra escura comprei num comércio local água, coca cola e um sorvete que aquela hora, com aquele calor caiu muito bem, mas já estava muito cansado, fui subindo caminhando e apareceu outro corredor mais atrás de mim subindo caminhando, fui até o 65 Km e as pernas já bem esgotada e ainda por cima bateu um sono, sentei alguns minutos numa sombra para descansar e recuperar as energias, ao sentar um corredor me ultrapassou, ficando eu em 12° colocado na prova, fiquei sentado por cerca de uns 10 minutos, quando levantei vinha mais dois corredores que me ultrapassaram e virei o 14° colocado da prova, mesmo cansado tentei acompanhar eles mais não consegui e fui subindo mais atrás, quando cheguei no cume da Serra Escura e comecei a descer em Glicério não vi mais os três corredores que tinham me ultrapassado nessa subida, cheguei no último posto de controle da prova e vejo o Syan estirado no chão descansando perguntei se ele estava bem e se iria continuar na prova? Ele disse que estava recuperando as forças, comecei a descer já sendo o 13° colocado na prova, falei comigo mesmo se tiver 1% de ultrapassar esses 3 corredores que me ultrapassaram na subida serei o 10° colocado na prova, não sei dá onde vou tirar forças, mas vou conseguir,  mas abaixo na descida da serra com 77,87 Km consegui ultrapassar mais 2 corredores ficando em 11° colocado que beleza e depois mais abaixo quase chegando no asfalto consegui ultrapassar mais um corredor ficando eu em 10° colocado, o que me animou mais ainda tentar buscar outros corredores mais a frente, fui correndo e observando, mas não tinha mais ninguém para ultrapassar, finalizei o Ultradesafio de Sana 80 k em 10° Colocado Geral em 11h 15min, foi um feito inédito, um ótimo treino para a Cassino Ultra Race 230K.
Descendo  da Serra Escura
Mais uma conquista!!!
Obrigado Vera e Aprígio
Avaliação da Prova:
Inscrição: De R$ 280 à 320 reais de acordo com os lotes. Eu fui convidado da prova e a minha foi gratuita...Ponto positivo;
Kit: Entregue 1 dia antes juntamente com o Congresso Técnico em um restaurante local. Recebemos 1 bolsa plástica pequena, 1 camisa de manga longa, 1 número e 4 alfinetes...Ponto positivo;
Guarda volumes: A organização disponibilizou uma pick-up de apoio da prova, onde os corredores deixaram seus  pertences, tanto na entrega como na chegada não tivemos problemas algum...Ponto positivo;
Altimetria e Percurso da prova: Muito difícil...O percurso tem um belo visual, porém difícil o atleta que não realiza treinos de montanhas sofre muito. Pois à largada deu-se às 4 horas da manhã em frente à Pousada Sanadum em Sana corremos cerca de uns 550 metros até numa subida próximo de um Camping e retornamos pelo mesmo caminho, passando em frente a Pousada que dormimos e rumamos para Glicério, passamos correndo por vários bairros: Frade, Bicuda Pequena, Bicuda Grande, Duas Barras, Alegria, Serra Escura e finalizando  a prova  em Glicério - Macaé, percurso tem 90% de estrada de terra batida e 10% de asfalto/paralelepípedo, com terreno plano, várias subidas/descidas íngremes e se o corredor não dosar durante o percurso paga o preço e teve vários corredores que largaram forte e pagaram o preço, pois o corredor tem que estar bem preparado, durante o percurso teve 2 carros e 1 moto de apoio da prova, também todo o percurso é demarcado com fitas, placas e setas pintado com tinta nos postes e cercas e não tivemos problemas...Ponto positivo;
Posto de hidratação: Muito bom, a organização colocou 3 pontos de hidratação durante o percurso (19Km, 38Km, 51Km0 Km) com copos de água gelados e coca-cola. Também durante o percurso tem várias nascentes e cachoeiras para se hidratar, nessa prova de montanhas o Corredor não sente sede...hehehe...Ponto positivo;
Posto Médico: O organizador é socorrista, além dele tinha ambulância e dentro da pickup tinha vários itens de primeiros socorros caso alguém precisasse de um socorro, mas não foi preciso ser utilizado...Ponto Positivo;
Banheiros: Na largada usamos os da Pousada Sanandum que ficamos hospedamos, caso alguém precisar durante o percurso pode utilizar o mato e na chegada na Praça de Glicério usamos o banheiro de uma academia local...Ponto positivo;
Lanche: Durante os pontos de apoio no percurso e por causa da pandemia a organização ofereceu aos corredores sacos lacrados contendo biscoito de sal pit stop, um sacolé com azeitonas, 1 paçoca e uma bananada e também teve água em copos fechados gelados e coca cola geladinha...Ponto positivo;
Medalha de participação: Todos os atletas que completaram o desafio receberam uma linda medalha de metal vazada na frente vindo escrito o nome da prova, ano 2021 e a edição da prova com o desenho da montanha de SANA, atrás o símbolo da ASCOM e vindo com uma fita personalizada nas cores verde escuro e clara com o nome da prova...Show......Ponto positivo;
Premiação: A organização premiou os 5 primeiros colocados no geral Masculino/Feminino com lindos troféus com base de madeira e corpo de metal vindo escrito o nome da prova. Já o cinturão da prova como não houve quebra de recorde vai ficar para o ano de 2022...Ponto positivo;
Premiação na Faixa Etária: Não teve, mas todos que iam completando a prova ia recebendo um lindo troféu com a base de madeira e corpo de metal de acordo com sua chegada e colocação na prova ...Ponto positivo;
Resultado da Prova: A organização irá divulgar em seu site (www.ascommacae.com), depois com tudo acertado como faz, mas me foi divulgado os nomes dos 5 primeiros colocados masculino e feminino sem contar que todos também quando iam chegando sabiam de sua posição no resultado....Ponto positivo;
Prova: A prova é numa das montanhas lindíssimas da Região serrana de Macaé aqui no Rio de Janeiro, com subidas, descids, estradas de chão batido, paralelepípedos, asfalto, riachos e trilhas técnicas nas matas, percurso é bem punk, tem que se treinar muito em montanhas para uma prova dessa, prova extremamente duríssima e desafiadora quem largou forte quebrou mais à frente, prova que exige muita força e determinação foco e superação do corredores; 
Agradecimentos: Agradecimentos à Deus e mais uma vez muito obrigado Vera Motta, Adenilson Aprígio e a toda equipe da ASCOM que sempre estão me apoiando em suas provas. Mesmo com todas às dificuldades a prova saiu super bem em 2022 estaremos aí novamente nessa serra encantadora e desafiadora.

Parabéns a todos que concluíram esse grande desafio dos 80K nesse final de semana...Nos vemos na próxima linha de largada.⛰️🏃🏾‍♂️💨🇧🇷

11 comentários:

  1. Realmente prova belíssima, ano que vem voltarei para desafiar novamente a serra Macaense.
    E parabéns Jorge, continue pois você nos motiva a continuar nessa jornada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giovanni que bom que gostou da prova. Parabéns também a vc e a Helena. Obrigado!!!

      Excluir
  2. Caramba... que prova hein... troca troca de posições... mas conseguiu... respondendo sua pergunta... de onde vem sua força... vem de Deus.. Parabéns...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É amigo Marcelo foi um troca, troca danado o sol arrepiou, mas no final valeu a pena. obrigado!!!

      Excluir
  3. Desafio da ultra de Sana não é corrida de asfalto, uma prova de muito desafio onde que o atleta mesmo preparado sofre nesta montanha tão árdua, os pontos mais difíceis a busca dessa tão formosa xuxinha e a serra escura, onde suga toda energia do atleta, você aí que quer ultra maratonista treine bastante e antes fazer a inscrição pense com carinho, que até mesmo meu amigo Jorge Cerqueira que já vem desde da 1°edição senti esse desafio. Desafio de 2019 vim administrando não em busca de ser o primeiro, mais vim trotando todos pontos possível acesso até o fim da prova mesmo vindo de desafio 1 semana antes, UAI. Mais neste desafio de 2021 já comecei a sentir desgaste já 2Pc,da li trotava e caminhava até o 3Pc, dali partiu xuxinha, onde suga toda a energia do atleta,vencer ou desistir, e mexe muito com o seu psicológico e desgastado houve até uma voz da desistência, isso massacra mais o corpo, desci já com as articulações dolorida sentindo muito, lá amigo Cirilo ofereceu o gelou que deu uma aliviada e prosseguimos para o próximo desafio serra escura, onde que tem que pedir a Deus forças, e o ponto que suga toda reserva de força, é muito cruel esse último ponto desafiador. Subi amigo Cirilo até o topo encontramos um camarada deitado, até pensei o cara morreu, chegarmos perto dele perguntamos se precisava de ajuda, aí que ele levantou e prosseguiu juntos na descida. Cirilo se recuperou, porque antes estava passando mal e foi trotando para o final e eu continuei com esse campanha que encontramos até a chegada, em fim treine bastante,que mesmo preparado o desafio dessa serra de Sana, vai te sugar, ouça as dicas do UltraMaratonista Jorge Cerqueira que você vai ser da bem.

    Orgulhe-se das suas cicatrizes, elas provam sua força e capacidade de superação. Os grandes feitos são conseguidos não pela força, mas pela perseverança.⛰️🏃🏼‍♂️☠️🇧🇷

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renato vc mesmo com a dificuldade com a mochila furada vc se superou e terminou a prova. Parabéns amigo. Vlw

      Excluir
  4. Parabéns Jorge. Saudades de você meu amigo.
    #secuida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande amigo Ernani, muito obrigado, também estou com saudades amigo. Se programa para vir correr essa prova ano que vem e bater o recorde. #secuida.

      Excluir
    2. Muito bom fazer parte dessa história, honrado em correr com você, top D+ meu amigo!!

      Excluir

Sejam bem vindo(a)s ao meu Blog de Corridas. Participe seus comentários serão muito importantes para mim e para outros participantes interessados no mesmo tema.

Todos os comentários serão bem vindos, mas, reservo-me no direito de excluir eventuais mensagens com linguagens inadequadas ou ofensivas.

PS: Caso queira entrar em contato, me mande um e-mail para jmaratona@jmaratona.com

Obrigado,

Jorge Cerqueira
Ultramaratonista