quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Relato de Carlos André sobre A MURALHA UP AND DOW MARATHON

Por Carlos André
Rio de Janeiro - RJ

Workout 404 A MURALHA UP AND DOWN MARATHON 
Hoje foi dia de começar uma nova caminhada, e não foi fácil!!! É a  minha 5° Maratona, e a primeira fora da cidade maravilhosa, com um percurso deslumbrante, porém técnico e difícil. Como já diz o seu batismo "UP AND DOWN", prova recheada de aclives e declives vertiginosos que exigiram bastante dos músculos, tendões e articulações, sem contar com uma temperatura bem baixa que castigava a todos nos primeiros kms, nem o aquecimento permitiu que o corpo esquentasse.

E assim foi dada à largada, às 6 horas da manhã em ponto, logo no início encontramos pequenas oscilações até chegar um aclive mais íngreme lá pelo km 4 e, já já iria piorar, a partir do km 8 era morro acima literalmente até o pico máximo de 1.300m de altitude. Então tudo que sobe, tem que descer, e quem acha que descer é mole, tem que participar, para sentir, o quanto é doido, e fomos por mais de 12 kms dando porrada nas estruturas ósseas. E pra quem achava que ficaria mais fácil, depois do km 25, se enganou, voltamos a subir e descer, hora mais brando, ora mais forte, até o seu final.

Ah, falando em final,  já ia esquecendo, ao longo da prova havia mais três missões, vencer seus dois pontos de corte (km 12 e km 30) e encerrar a prova com no máximo 5h 59' 59". Mas graça à Deus chegamos até o fim, com certeza tem a mão dele, empurrando-me passada por passada, revezando entre  corrida, trote e caminhadas nos trechos mais insanos.

Além de Deus não posso esquecer nunca do meu amor @julia_romero08 que ficou na minha torcida, esperando cruzar à linha de chegada, com aquele sorriso que tanto amo e ao meu querido @prof.ton que está por trás da minha preparação para os desafios desse ano.

Então chega de testamento, o mais importante VENCI A SERRA, foi sofrido? Foi desgastante? FOI, mas prazeroso do mesmo nível, que venha 2020 para o BACK TO BACK e conquistar a tríplice medalha....

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Em busca do número preto...Parte 2

Uma maratona cheia de simbologia e significados, com áurea e alma que encanta a todos que a desafiam em corrê-la. Em um visual espetacular que a cada ano inverte o sentindo, porém no mesmo percurso, que a torna a prova difícil, porém não impossível de corrê-la. Essa maratona é tão fantástica que nos proporciona sentirmos emoções diferentes. Esse grupo está unido desde a primeira edição (2016), com um só objetivo em comum: A busca por Fidípedes. Para nós só falta 6 provas para conseguir o tão sonhado número preto.🏃‍♂️🏃‍♀️💨

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Competição nº 460 - 4ª edição A Muralha Up And Down Marathon 2019

Distância: 42,195 Km;
Tempo: 3 horas e 44 minutos e 01 segundo;
Local: Penedo à Visconde de Mauá - Rio de Janeiro;
Colocação Geral: 73°;
Colocação Faixa Etária: Não teve;
Total de Corredores:  618 concluintes (488 homens + 130 mulheres).


Foi realizado nesse final de semana domingo dia 18 agosto 2019, na região serrana de Visconde de Mauá à Penedo - Rio de Janeiro à 4ª edição da A Muralha Up And Down Marathon.

Como tenho relatado aqui no Blog a cada ano o percurso dessa prova inverte e dessa vez fizemos o percurso descendo, começando em Visconde de Mauá e terminando em Penedo, foi a minha 4ª participação seguida nessa maratona. Saí do Rio com o amigo Alexandre por volta das 10:30h da manhã rumo a Penedo, chegamos  lá por 14:30 horas, nos hospedamos no Hotel Sino (hotel de ótima qualidade) e fui tratar logo de almoçar porque estava cheio de fome...rsss, após almoço fui pegar o meu kit e fiquei no Congresso Técnico. Como almocei de tarde preferi não jantar e tratei logo de descansar, porque iríamos acordar de madrugada para embarcar nos ônibus para à largada em Visconde de Mauá.
Kit da prova
Acordei por volta das 2:30h, me aprontei, tomei o café da manhã e fui pegar o ônibus da organização da prova. Chegamos em Visconde de Mauá às 5:00h da manhã, fazendo um baita frio (4 graus) e dessa vez muito mesmo que penei...putz..argg😫.Chegando lá guardei minha mochila no guarda volumes, fiz um breve aquecimento e fui para a linha de largada, mas o aquecimento não adiantou muito não devido o frio estar intenso. A estratégia era fazer um tempo menor que em 2017 quando fiz nesse percurso 3h24min. Faltando cerca de uns 10 minutos para à largada a organização colocou o hino nacional para tocar e às 6 horas em ponto ao soar do Sino houve à largada. Nem sei quantos graus estava fazendo naquele momento, mas das 4 edições dessa prova esse ano a temperatura foi pior, pois estava fazendo muito frio, com o aquecimento que fiz antes da largada não adiantou muito não as minhas mãos estavam congeladas, os dedos dos pés estavam dormentes e quando iniciou a prova estava correndo todo travado, mas que droga nunca corri assim desse jeito, mas como não tinha jeito prosseguimos, veio uma pequena subida de um local chamado Gragoatá e como o corpo ainda frio vários corredores subiram andando nessa subida. Por volta do Km 4 deu uma vontade de urinar procurei o mais rápido possível fazer as necessidade e retornei correr. Como estava fazendo muito frio, também evitei de hidratar muito durante o percurso para não ficar parando para urinar. Os Kms iam se passando até chegar na subida que dá acesso a Penedo chegando próximo ao cume alternei caminhadas com trotes, só eu não vários corredores, tão logo cheguei ao cume da subida veio a descida já naquele ponto era o Km 12 ae o corpo aqueceu, era hora de sentar a lenha na velocidade montanha abaixo, acelerei o máximo que podia, ultrapassando vários corredores e os que conhecia dizia tá na hora de soltar o freio às pessoas ficavam impressionadas com a minha velocidade na descida enquanto eles com medo de correr forte na descida, eu ia descendo correndo muito forte o Kms mais rápido na descida o GPS marcou 3 min 53 seg. Chegamos num local chamado Capelinha no plano onde tentava manter a velocidade. Após a Capelinha veio alguns sobe e desce nas subidas ia devagar e na descida corria forte não lembro bem qual local do percurso mas após a Capelinha me deu uma ânsia enorme de vomitar, onde parei na estrada e tentei vomitar mas não saia nada, mas o jogo tinha que continuar e prossegui correndo chegamos numa descida onde já era Penedo, a partir dali era um retão no plano e continuei correndo por quase 2 ou 3 Kms até chegar num posto de gasolina onde entramos a direita passando por um ponto de cronometragem a partir dali era plano com subidas e descidas o corpo já não via a hora de concluir a prova, já estava esgotado e foi assim até concluir a prova, concluindo em 3 horas 44 minutos, não deu para quebrar o meu recorde pessoal em descida de 2017 que é de 3 horas 22 minutos, mas fiquei  feliz em ter finalizado a prova, conseguindo conquistar a medalha de prata e a placa escrito Busca de Fedipedes e o jogo continua na busca do número preto.🏃‍♂️💨
Segue as minhas parciais por Km:
  1° Km⇨ 4 min 34 seg;
  5° Km5 min 43 seg - 25 minutos e 36 segundos;
10° Km8 min 07 seg - 55 min 09 seg;
15° Km 4 min 09 seg - 1 hora 28 min 29 seg;
21° Km 4 min 01 seg - 1 hora 54 min;
30° Km 5 min 13 seg - 2 horas 39 min 20 seg; e
42° Km3 min 44 seg - 3 horas 44 min 01 seg.
Partindo para Penedo...Valeu Alexandre
 Hotel de ótima qualidade em Penedo e que recomendo
 Na busca do Kit da prova

Esse ano foi percurso DOWN - DESCENDO
 
Na largada em Visconde de Mauá

Durante o percurso...Valeu Reginaldo pelo registro
 Mais uma missão paga!!!


Avaliação da Prova:
Inscrição: R$ 350 reais. Eu fui convidado da prova a minha foi gratuita...Ponto positivo;
Kit: O kit foi entregue 2 dias antes no local da chegada em Penedo.  Para a retirada foi necessário todos os corredores doar 1 caixa de leite para doação de uma instituição de caridade local, ótima iniciativa...Recebemos: 1 camisa de dri fit de ótima qualidade de todas edições dessa prova, achei essa camisa a melhor, 1 número de peito, 4 alfinetes, 1 chip descartável e 1 boné...Ponto positivo;
Guarda volumes: A organização disponibilizou na largada um local para os atletas guardarem seus pertences. As Staffs escrevia os nossos números de peito numa folha de papel, pegavam nossas bolsas, colocava dentro de um saco grande transparente e com um lacre, lacrava o saco e guardavam dentro de um container, tanto na entrega como na devolução não tive problemas algum...Ponto positivo;
Altimetria: Difícil...Apesar do percurso ser descendo ao longo do percurso também tem subidas e quem não treina em subidas e descidas nesse momento sofre bem como vi vários corredores sofrendo e para quem nã treinou em subidas considera esse ponto como ponto negativo;
 Percurso da prova: O percurso à largada dessa vez deu-se em Visconde de Mauá e finalizamos em Penedo.  Percurso de asfalto, com uma pequena parte de paralelepípedo e a parte final de grama. Corremos em meia pista fechada pela Guarda Municipal local, no percurso nas bifurcações tinha vários staffs indicando a direção certa a seguir, durante o percurso só vi duas placas de marcação de Kms no 15 e no 3 não. ...Ponto positivo;
Posto de hidratação: Muito bom, a organização colocou um total de 16 postos de hidratação durante o percurso com água em copos fechados e gelado, em alguns postos tinha isotônicos em saquinhos fechados, em 2 postos de hidratação teve garrafinhas de coca-cola geladas e na chegada com água, isotônicos em copos abertos e para quem bebe foi disponibilizado um copo grande de chopp artesanal...Ponto positivo;
Posto Médico: A organização colocou 1 ambulância na largada, durante o percurso vi uma em movimentoe outra e na chegada com Equipe Médica...Ponto positivo;
Banheiros: Na largada foi disponibilizado banheiros químicos, durante o percurso após o Km 12 teve banheiro químico e na chegada teve 2 banheiros com ar condicionado...Ponto positivo;
Lanche:  Além das frutas (banana e maçã) distribuídas em alguns pontos de hidratação no percurso na chegada tinha também maçãs e bananas servida para os corredores...Ponto positivo;
Medalha de participação: Todos atletas que cruzaram a linha de chegada antes das 6 horas como prevê o regulamento receberam suas respectivas medalhas de conclusão, mas apenas os que fecharam o percurso completando back to back receberam a terceira medalha de conclusão, já quem correu pela quarta vez ganhou a medalha e para nossa surpresa a organização nos presenteou com uma plaquinha colocada na medalha, com o desenho da TRISLICE e vindo escrito NA BUSCA DE FEIDIPEDESAs mesmas foram entregues de acordo com a conclusão do tempo que os corredores iriam concluindo. Os corredores do 1° ao 10° receberam medalha de ouro Masculino/Feminino, os que completaram até sub 2h59min receberam medalha de prata/ouro, os que completaram até 3h59min receberam medalha de prata, os que completaram até 4h59min receberam medalha de bronze e os que completaram acima de 5 horas até 5h59min receberam medalha de cobre. A medalha foi grossa e redonda na frente vindo o desenho da trilice, o nome da prova, vindo escrito Visconde de Mauá à Penedo, vindo escrito Mente, Corpo e Coração, a Distância: 42,195, vindo com uma fita personalizada de várias cores (Branco, Vermelho e Amareolo e vindo o nome escrito da prova. Sugiro à organização que a fita seja na cor verde e amarelo representando as cores do Brasil parece com as cores da bandeira da Alemanha...Ponto positivo;
Premiação: A organização premiou os 5 primeiros colocados no geral Masculino/Feminino com troféus...Ponto positivo;
Premiação na Faixa Etária: Não teve, só houve na primeira edição, mas na torcendo que volte porque todos merecem serem premiados...Ponto negativo;
Resultado da Prova: A prova foi cronometrada pela Chip Vale, teve 4 tapetes de chips no percurso: 1 na largada, 2 durante o percurso e mais 1 na chegada o resultado encontra-se nos seguintes sites: www.chipvale.com.br...Ponto positivo;
Prova: Esse ano prova a organização da prova colocou ma feira de produtos esportivos vendendo: bonés, camisas de outras edições da prova, casacos corta vento e canecas de louça com o símbolo da prova...Muito boa essa iniciativa da organização e além da feira da organização da prova tinha outra feira vendendo produtos esportivos e os Corredores aprovaram. A Muralha tem um lindo percurso de tirar o fôlego, mesmo sendo descida durante o percurso tem algumas subidas e o atleta que não treinar seja em subidas e descidas passar um perrengue danado, passamos correndo por uma área de conservação estadual do Parque da Pedra Selada e uma reserva da Mata Atlântica. Tem uma altimetria desafiadora, prova bem puxada e técnica. A prova exigiu muito dos corredores força, resistência e a mente bem treinada. Para mim foi um pouco difícil no início por causa do frio mas depois que cheguei no Km 12 o corpo aqueceu e deu para render bem até cruzar a linha de chegada foi bom demais e ano que vem tem mais rumo a busca do número preto. Nessa prova teve 618 concluintes, sendo 488 homens e 130 mulheres. Parabenizo o Marco Campos e toda sua equipe por essa belíssima e desafiadora prova, eu só tenho agradecer pelo apoio, muito obrigado. Parabéns a todos que também concluíram essa prova. E para quem gosta de desafios e ainda não correu essa prova recomendo a todos irem correr ano que vem vale muito a pena. A Muralha é mais do que uma Maratona. Show!!!

Nos vemos na próxima linha de largada.🏃‍♂️🏃‍♀️💨

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Em busca do número preto...

Nesse final de semana domingo dia 18 agosto 2019 em Penedo será realizada a 4ª edição da A MURALHA UP AND DOWN MARATHON, dessa vez estaremos correndo no sentindo DOWN descendo, essa será a minha quarta participação nessa prova e estou em busca desse número preto acima para eternizar o meu número. Também a organização da prova tem diferenciado os corredores pelos números de cores  à seguir.
NÚMERO BRANCO 2016 
Na primeira edição recebemos o número branco.
NÚMERO BRANCO 2017
O corredor que corre pela segunda vez não importa que seja subida ou descida ele receberá um outro número branco. A partir da segunda prova ele estará qualificado para fazer o back to back: termo usado para todos os atletas que completaram um sentido na prova e no ano consecutivo irão tentar completar o outro sentido. Mas há a necessidade de serem consecutivos dessa forma garantindo que o atleta fará os dois sentidos da prova. Ao lado do número estará gravado no mínimo A1 sinalizando que o atleta já anotou ao menos uma participação efetiva na prova. Ao completar a prova dentro do tempo limite de 6 horas o atleta toca o sino, recebe a sua medalha respeitando o seu tempo de conclusão e recebe a terceira medalha...A Medalha do Back to Back!
NÚMERO AMARELO 2018 
Para os que já correram as duas edições receberá o número amarelo com a sigla "A2" e para os iniciados na A Muralha Up and Down Marathon o número amarelo é a cor do seu cartão de visita, ou seja para todos que irão correr a prova à primeira vez independente do percurso Up ou Down você usará o número amarelo. E ao lado do número a sigla "A0" demonstrando que esse atleta ainda não anotou nenhuma participação na prova.
NÚMERO VERMELHO 2019
O número vermelho é par aos resistentes. Depois de ter corrido com o número branco, ter vencido a guerra do back to back surge o momento de um novo desafio. É chegada a hora de fardar-se novamente para o combate e estrear o número vermelho. Para todos aqueles que irão buscar o número de fidipedes, durante 7 edições da prova, sejam elas UP ou DOWN, consecutivas ou não esses atletas usarão esse número...essa cor...Note que ao lado estará gravado no mínimo "A3" indicando que esse atleta já passou pelo back to back, estando agora pronto para buscar o registro de seu nome eternamente na A Muralha Up and Down Marathon!
NÚMERO PRETO 2025

Por mais longa que seja a caminhada é necessário o primeiro passo. Após a conquista do back to back, o atleta que somar mais sete participações efetivas na A Muralha Up and Down Marathon, ou seja, nove no total, com conclusões dos 42K dentro do tempo de 6h, esse atleta então será convidado a usar a última cor do número da prova o tão sonhado número preto, que indica que a sua décima participação na prova. Esse número permitirá guardar o seu número de peito para sempre, garantindo que nenhum outro atleta usará esse número nas demais edições da prova por toda eternidade. Esse número nunca mais será utilizado por outro atleta e estando insentdo da taxa de inscrição da prova. Eu estou em busca desse número também...hehehe.

A todos os atletas que estarão na busca dos números acima citados...Que a coragem de todos vocês seja maior que seus medos e suas forças do tamanho de sua determinações...Boa prova a todos.🏃‍♂️🏃‍♀️💨

Treino na ZL dos Afonsos puxando 2 pneus

Treino na parte da manhã puxando 2 pneus e  realizando 3 voltas na ZL dos Afonsos.🏃‍♂️💨