segunda-feira, 7 de junho de 2021

Ultramaratona de 24 horas de Natal

Nesse  final de semana Sábado e Domingo, dias 05 e 06 junho 2021, o CARN (Clube de Atletismo do Rio Grande do Norte) da cidade de Natal - Rio Grande do Norte, realizou à 1ª Ultramaratona de 24 horas de Natal. Competição aconteceu na pista de atletismo do CAIC - Lagoa Nova. A prova foi homologada e com permit da CBAT. O evento seguiu todas as normas e procedimentos conforme Protocolo de Controle a Pandemia COVID 19. 

Às 8 horas da manhã foi dada à largada e os atletas que participaram dessa competição foram em busca de índices para correr o Mundial de Ultras na Romênia que acontecerá em Outubro 2021.

Sob um fortíssimo calor os atletas correram em buscas de suas marcas e no final das 24 horas o Campeão foi o Felipe Costa da Silva fazendo 580 voltas totalizando 232,079 Km  e no Feminino à Campeã foi à Viviane Regina Motta fazendo 509 voltas, totalizando 203,774 (Parabéns)
Campeões Masculino
Resultado  da prova Masculino 
1° Felipe Costa da Silva - 580 voltas - 232.079 Km;
2° Jailson Vieira da Silva - 559 voltas - 223, 641 Km;
3° José Adailton Barbosa - 508 voltas - 203,361 Km;
4° Francisco de Assis Pontes - 421 voltas - 168.401 Km;
5° João de Deus Rodrigues da Silva - 415 voltas - 156,390 Km;
6° Anderson Silva dos Santos - 411 voltas - 154,405 Km;
7° José Carlos da Conceição - 403 - 161,440 Km;
8° José Ivanilson dos Santos Fernandes - 383 voltas - 153,345 Km;
9° Augusto Carlos de L. Brito - 380 voltas - 152,006 Km;
10° Augusto C. S. Farias - 379 voltas - 151,850 Km;
11° Francisco Carlito do Nascimento Vale - 372 voltas - 149,095 Km;
12° José Ildo de Assis Silva - 371 voltas - 148,727 Km;
13° José Ferreira Neto - 364 voltas - 145,919 Km;
14° Joel Estevam da Silva - 360 voltas - 130,065 Km;
15° Artur Maurício Maux de Figueiredo - 325 voltas - 130,065 Km;
16° Josias Paulo de Medeiros - 306 voltas - 122,755 Km;
17° Rodrigo Rego Trindade de Medeiros - 304 voltas - 121,920 Km;
18° Pedro Henrique de Souza Moreira - 296 voltas - 115,693 Km;
19° Enoque Israel Oliveira dos Santos - 294 voltas - 117.739 Km;
20° Francisco Caninde Bento dos Nascimento - 242 voltas - 96,847 Km;e
21° André Luiz Correia da Silva - 190 voltas - 76,136 Km.
Campeões Masculino
Resultado  da prova Feminino 
1° Viviane Regina Mota - 509 voltas - 203.774 Km;
2° Allana Kecya Moreira Gomes - 474 voltas - 189,678 Km;
3° Samira Fontes Carneiro - 401 voltas - 150,707 Km;
4° Anna Carolina Tavares de Menezes - 372 voltas - 149,037 Km;
5° Zilma Rodrigues da Silva - 350 voltas - 140,120 Km;
6° Alda Maria de Mendonça - 341 voltas - 136,535 Km;
7° Rongilma M. Pínheiro Correia - 313 voltas - 125,480 Km;
8° Renatta Virginia Sousa dos Santos Borges - 293 voltas - 117,261 Km;
9° Suzete Rovira Pereira da Silva - 250 voltas - 100,395 Km;
10° Lusênia Medeiros Miranda de Oliveira - 214 voltas - 85,605 Km;
11° Angelucia Morais de Oliveira - 214 voltas - 85,605 Km;
12° Sandra Regina Barbosa da Luz - 205 voltas - 82,049 Km;e
13° Amanda Muniz - 192 voltas - 77,135 Km.

Parabéns ao Clube de Atletismo do Rio Grande do Norte pela realização do evento e espero que essa ultra fique no calendário de ultramaratonas e independente de qual marca alcançada todos os Corredores que correram essa prova tenho certeza que deram o seu melhor na pista meus parabéns!!!

OBS: 4 (quatro) atletas nessa Ultramaratona de Natal (Felipe Costa da Silva, Jailson Vieira da Silva, Viviane Regina Motta e Allana Kecya Moreira Gomes) conseguiram índices para correr o mundial de Ultramaratona na Romênia, porém nos dias 19 e 20 junho 2021 teremos a 4ª edição da Ultramaratona de 24 horas de Caieiras em São Paulo em que vários atletas também tentaram conseguir índices para a Ultramaratona da Romênia. Já viu né? Às expectativas serão enormes. Boa sorte a todos!🏃‍♂️🏃‍♀️🏃‍♂️💨🇧🇷


sexta-feira, 4 de junho de 2021

Memórias de um Corredor - Parte 40

Domingo, dia 3 junho 2021.

Como está se aproximando da Ultramaratona de 24 horas de Caieiras, nesse final de semana foi dia de acordar cedo para fazer aquele longão, dessa vez o longão de 100 km foi na Pista de Atletismo da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA).

A CDA está localizada dentro da Universidade da Força Aérea aqui no Rio de Janeiro (RJ), é uma unidade militar da Força Aérea Brasileira. A Organização é responsável por: orientar e controlar a instrução de educação física, aplicar testes para ingresso na Força Aérea, gerenciar cursos, programas de educação física e promover o desporto militar. Nas instalações da CDA, nós militares contamos com 2 pistas oficiais de atletismo, duas piscinas (1 coberta e outra descoberta), 1 sala de musculação, 2 ginásios e mais um percurso em torno da ZL dos Afonsos para corridas de 5,7 Km.

Cheguei na pista de atletismo às 6:30 horas da manhã, como iria treinar o dia todo e sozinho e para não ficar parando toda hora indo ao bebedouro, levei umas 10 garrafas e fui encher às garrafas no bebedouro com água gelada. O dia estava muito lindo e com certeza iria fazer um forte calor. Tudo preparado para o treino, liguei o GPS e às 6:45 horas da manhã dei início ao treino. A estratégia era fechar os 100 Km com um tempo de 10 às 11:00 horas. 

Não larguei forte porque a temperatura iria esquentar muito, fui dando voltas e mais voltas na pista, o pace estava em torno de 5:30 à 5:40 minutos por Km, passou a primeira, segunda hora tudo Ok, tudo conforme planejado, a cada instante o sol imponente no alto e triturando meu cérebro, por volta das 9:00 horas peguei o meu boné legionário, tirei a camiseta e praticamente corri o dia inteiro sem camisa esquentou muito.  Por volta das 11 horas da manhã já com a metade do treino percorridos (50 Km) comecei a sentir uma dor debaixo do pé direito...Putz que droga, não é possível...Não adiantou tive que fazer uma breve parada para fazer massagens nos pés, como a dor não parava e tinha que cumprir a missão dos 100 Km, retornei para a pista e fiz algumas voltas caminhando, como a dor não parava de jeito nenhum e tinha que fazer a outra metade do treino, não teve jeito comecei a correr um pouco lento que vez com que o pace por km aumentasse. Quando cheguei nos 60 Km a vontade de parar era imensa, mas relutei com a mente e continuei correndo, hora fazia a volta andando, hora fazia a volta correndo.

Por volta das 16 horas apareceram 2 militares para fazer um treino na pista o que ajudou bastante o psicológico, não lembro bem o Km que estava mais ao fazer uma determinada volta à tarde, derepente olhe para outro lado da pista e não percebi a barra de ferro solta no canto da pista, acabei tropeçando levando um tombo, ralando o joelho, que droga...Levantei rapidamente, quando bateu 18 horas já estava com 70 e poucos Kms percorridos a dúvida era se a noite a pista iria ficar muito escuro, mas às luzes ao redor da pista não deixou ficar muito escura o que ajudou bastante, por volta dos 77 Km a alma já tinha transcedido do corpo, a dor no pé era tanta peguei o celular e mandei uma mensagem para o técnico falando que já tinha percorrido 77 Km e perguntei paro nos 80Km ou continuo até os 100Km, torcendo para que ele respondesse rápido e dizendo para parar nos 80 Km, pois a dor era imensa. Depois de alguns minutos o técnico respondeu a mensagem continua até os 100 Km...putz, eu torcendo para ele falar para parar nos 80 Km...kkk...Mas missão dada, então vamos lá cumprir a missão, continuei fazendo voltas e mais voltas na pista sozinho, quando cheguei nos 85 kms dei uma parada para fazer massagens nos pés novamente, feito a massagem resolvi fazer algumas voltas na pista descalço, após algumas voltas as dor no pé aliviou, calcei o tênis novamente continuei correndo. Às 21 horas da noite finalizei os 100 Kms. Pois não foi bem o que eu queria o planejado era finalizar os 100 Km entre 10 às 11 horas, mas com as dores fortes no pé direito, com algumas paradas para fazer massagem no pé, com o pace mais lento e ter que repor às águas no bebedouro o tempo total do treino foi foi de  14 horas e 28 minutos e o tempo líquido em movimento correndo foi de 13 horas e 5 minutos. Mas fiquei feliz por ter concluído a missão e agradecendo muito à Deus.🏃🏾‍♂️💨🇧🇷
Vamos que vamos que o treino jamais deve parar.
Foco na missão
Missão concluída...Muito obrigado meu Deus!!!
Obs: Para quem corre longas distâncias tem que estar muito bem preparado tanto fisicamente como mentalmente para quando acontecer algo de errado você não abortar a missão. Fica a dica!!!

domingo, 30 de maio de 2021

Memórias de um Corredor - Parte 39

Domingo, dia 30 maio 2021, foi dia de treinar com os amigos do Projeto Talentos em Corrida na Fortaleza de São João - URCA - Rio de Janeiro, projeto mantido pelo amigo professor César Couto.

fortaleza de São João da Barra do Rio de Janeiro, também referida como Fortaleza de São João ou Forte São João, localiza-se no lado ocidental da barra da baía de Guanabara, no atual bairro da Urca, aqui no Rio de Janeiro. E atualmente sede do Centro de Capacitação Física do Exército - Fortaleza de São João, unidade do Exército Brasileiro, onde também tem à Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx). que é um estabelecimento de ensino do Exército Brasileiro de graus superior e médio, de especialização, da Linha do Ensino Militar Bélico, Destina-se a especializar oficiais em Edução Física e Desportos e em Esgrima, especializar oficiais médicos em medicina esportiva, sargentos para o exercício das funções de monitor de Educação Física, além de cooperar e realizar pesquisas no campo da Educação Física e Desportos. Ainda falando da Fortaleza de São João é uma obra feita talhada em pedra as margens da Baía de Guanabara e atrás o famoso pão de açúcar lugar lindo demais e com muita história para contar.

Na semana passada treinando no Pico da Pedra Branca em Jacarepaguá com os amigos a amiga Livian Pinho me informou que treinava na Urca com o Professor César Couto, daí falei com ela que conhecia ele já há muitos anos e que era um amigo querido, daí ela me convidou para ir treinar um dia com eles, daí pensei, já fazia bastante tempo que não pisava na pista de atletismo da Fortaleza São João, a última vez que tive lá foi recebendo a condecoração a Medalha Mérito Santos Dumont em 2016 e nesse domingo resolvi ir lá treinar com eles.

Valeu Professor César e Lívia

Saí cedo de casa e cheguei lá por volta das 7 horas da manhã, onde o professor César Couto já estava lá com seus alunos, o professor César me apresentou aos seus alunos nos cumprimentamos e batemos um papo, como não sabia que ele mantinha esse Projeto Talentos em Corridas, aproveitei para entrevistá-lo para divulgação, após a entrevista o treino começou.

Na pista

Me aqueci e fui rodar na pista de atletismo da ESEFEX, liguei o GPS às 8 horas da manhã e comecei dar voltas e mais voltas deslumbrando aquele lindo lugar, foi a primeira vez que treinei nessa pista de atletismo, nunca tinha corrido nessa pista, porque fica longe de onde moro e também no meu quartel tem duas pistas oficiais de atletismo. A temperatura estava ótima para correr, pois o céu estava nublado e ventando pouco, mas depois de uma hora de treino o sol apareceu, peguei o meu óculos de sol e chapéu e continuei treinando, mas depois de algumas voltas o sol desapareceu. Durante o treino apareceu na pista alguns corredores como o Júlio Olmedo, João Gabriel e Clara que quando viram escrito na minha camiseta Ultramaratonista se impressionaram, quando fui no banheiro rapidamente e no retorno conversamos e falei dos meus feitos nas Ultras e eles gostaram, retornei ao treino e após realizar 75 voltas na pista de atletismo finalizei o treino com 30,15 Km. 
Durante o treino
Valeu Júlio, João e Clara
Professor César Couto, grande amigo de longa data e Lívia adorei rever vocês, muito obrigado pelo convite e ter treinado com vocês nesse lugar onde foram e são fabricados vários campeões do atletismo. Parabéns ao Projeto Talentos em Corrida, que Deus abençoe todos vocês, irei retornar mais vezes para treinar com vocês adorei. JoãoJúlio e Clara adorei conhecer vocês...Parabéns pelo treino, ahhh todos conseguem correr Ultramaratonas como eu, pois eu e outros corredores não nascemos correndo Ultras. Pois comecei a levar as corridas a sério aos 30 anos de idade, hoje já são 20 anos correndo se eu e outros corredores conseguiram vocês também conseguem, bastam treinar....Bons treinos!!!🏃‍♂️🏃‍♀️🏃‍♂️💨🇧🇷

segunda-feira, 24 de maio de 2021

Memórias de um Corredor - Parte 38

Domingo, dia 23 maio 2021, foi dia de acordar cedo para cabritar com os amigos no Parque Estadual da Pedra Branca

O Pico da Pedra Branca fica dentro do Parque Estadual da Pedra Branca com 12.500 hectares e 12 manancias, fontes dágua que abastece a cidade do Rio de Janeiro em Jacarepaguá, com a altitude de 1.025 metros de altura e a pedra lá em cima tem 3 metros de de altura é rodeada de vegetação densa, dificultando a visão. Porém lá de cima da rocha da para avistar alguns bairros. Existem vários pontos de acesso para entrar nesse Parque em Jacarepaguá pelas Furnas e pela entrada da sede no final da Estrada do Pau da Fome, pela sede do Camorim em Jacarepaguá, pela entrada de Vargem Grande também em Jacarepaguá, pela sede de Realengo, núcleo Piraquara e por Rio da Prata em Campo Grande.

Há um mês atrás a amiga Karine me solicitou para marcar um treino no Pico da Pedra Branca, pois tinha uma corredora (Alice) que iria completar 48 anos e queria correr 48 Km comemorando com a galera, então reuni todas as informações sobre o Parque Estadual da Pedra Branca e informei a todos que iriam correr, fui até mais além informando que esse parque é  lindo mais o percurso é bem punk e o treino foi realizado ontem.

Domingo de manhã, dia ainda escuro, com o céu meio nublado, Eu e a Karine chegamos no local de encontro (em frente às furnas), por voltas das 5:30 horas da manhã, tivemos a primeira surpresa do dia. O estacionamento externo das Furnas estava fechado, perguntamos ao vigilante o motivo e o mesmo informou que o estacionamento estava fechado porque alguém fez besteira...putz...a solução foi deixar todos os carros ao lado das furnas num gramado. Os amigos corredores começaram a chegar, até fiquei surpreso, porque nesse treino pelo percurso ser tão difícil quase não aparece corredores. Cumprimentamos todos e ficamos aguardando a aniversariante chegar.

Discurso da aniversariante...Parabéns Alice

Antes da largada dei mais um briefing para todos os corredores falando sobre o percurso que iríamos correr, cantamos parabéns para aniversariante Alice e às 6:18 horas da manhã iniciamos o treino, fomos subindo devagar os amigos corredores que ainda não conheciam o Parque Estadual da Pedra Branca foram deslumbrando do visual registrando algumas fotos e a cada momento que avançamos parque adentro os mesmos viam a dificuldade do parque.  Por volta dos 3 Kms morro acima os amigos Casini e Marcelo retornaram pois eles só iriam fazer uns 10 Kms nos despedimos e o restante do grupo retornou a subir morro acima, hora correndo e hora caminhando.

O início,,,Já começa com esse paredão aeee...

Chegamos no primeiro objetivo com 5,6 Km na Casa de Pedra, a galera animada e cada vez mais deslumbrando o visual, e eu falando calma pessoal ainda vem muita pedreira pelo percurso...rsss...Após alguns registros descemos cerca de uns 600 metros e subimos até a torre da divisa entre Pau da Fome (Jacarepaguá) e  Rio da Prata (Campo Grande). Começamos a descer rumo ao segundo objetivo, o sol encoberto pelas nuvens e com a temperatura amena ajudou bastante. Durante o percurso da descida encontramos com o amigo Fernando Ibexes que vinha subindo com outros amigos rumo à Casa de Pedra, nos cumprimentos e cada um seguiu o seu destino. Chegamos no segundo objetivo (Rio da Prata) com 11,74 Km, a turma parou cerca de uns 20 minutos para fazer um lanche e reabastecer num restaurante local.
Aquela parada rápida para reagrupar o grupo

Primeiro objetivo alcançado...Casa de Pedra

Quando já íamos nos preparar para correr novamente apareceram os amigos Marcelo e Rodrigo que se juntaram ao grupo começamos a subir do outro lado de Campo Grande rumo ao terceiro objetivo Vargem Grande, passamos pela cachoeira onde a galera fez uma parada rápida para se refrescar,  passamos pelo vale dos caquis, que pena que não tinha mais para saborear a época de caqui foi no mês passado, quando chegamos lá em cima começamos a descer até a base de Vargem Grande. Quando chegamos lá com 22,13 Km às 13 horas da tarde, mais três amigos (Fatinha, Mônica e Eduardo), se despediram de nós, pois só iriam correr 22 ,13 Km nos despedimos e começamos a subir tudo novamente rumo ao quarto objetivo a chegada no Pico da Pedra Branca, já nessa subida de Vargem Grande nossas pernas já estavam detonadas (cansadas), mas não desistimos, quando chegamos na subida do Rio da Prata foi a vez do Marcelo e o Rodrigo despedir de nós, pois iriam retornar para o Rio da Prata. Continuamos correndo morro acima, não lembro em qual parte foi, mas passamos por um grupo de trilheiros que estavam vindo do Pico da Pedra Branca e inclusive nesse grupo estavam três amigos (Eunice, Max e Frade), conversamos rapidamente, quando cheguei na bifurcação com 32,55 Km que leva ao ponto mais alto da trilha, resolvi aguardar os que vinham mais atrás  para o grupo subir todos juntos. Já o Cirilo, Felipe e Celão rumaram para o Pico da Pedra Branca. 

Segundo objetivo conquistado...Rio da Prata

Aquela parada rápida para se refrescar na cachoeira

Terceiro objetivo conquistado...Vargem Grande

Começamos a subida até o pico, no meio do percurso o Celão resolveu aguardar o restante do grupo, fomos caminhando porque nesse local não dá muito para correr devido o tamanho do grau de dificuldade da trilha. Era por volta das 17:30h da tarde, faltando cerca de 200 metros para chegar até a pedra, vem descendo o Cirilo e o Felipe. Eu e o Celão falamos para eles retornarem que todos iriam descer juntos, mas não quiseram nos ouvir, nos disseram que iria descer mesmo assim, falei para eles para não fazerem isso, porque iriam se perder, chegamos no quarto objetivo, no ponto mais alto da trilha no Pico da Pedra Branca a 1.025 metros de altitude já escurecendo, registramos rapidamente algumas fotos e começamos a jornada descendo, todos com lanternas as ligadas, não dava para descer correndo, até queria descer correndo, mas tinha outros corredores mais lentos só caminhando e não teve jeito, descemos a trilha com todo cuidado para ninguém se machucar. Alcançamos o quinto objetivo a Casa Amarela às 18:50 horas da noite 39 Km à 648 metros de altitude, chegamos no sexto objetivo  Sede do Parque da Pedra Branca às 20 horas da noite com 44,4 Km, faltavam 2 Kms para completar o objetivo final, saímos do parque e fomos correndo a parte final pelo asfalto e finalizando o sétimo objetivo com os 48 Km.

Quarto objetivo conquistado...Pico da Pedra Branca

Quarto objetivo conquistado...Pico da Pedra Branca

Quinto objetivo conquistado...Pico da Pedra Branca


Sexto objetivo conquistado...Sede do Parque
Ao chegar nas furnas tivemos a segunda surpresa do dia, vimos que os carros do Cirilo e o Felipe estavam ainda lá e falei tá vendo, foram dar uma de espertinhos não quiseram esperar a galera e acabaram se perdendo na trilha, ligamos para eles e o Cirilo nos contou o que houve, quando eles chegaram na Casa Amarela pegaram a trilha da direita e começaram a descer, como viram que a trilha estava fechada, tiveram que retornar tudo novamente dei uma bronca neles e falei da trilha certa e mais tarde conseguiram chegar no objetivo final...Ufaaa.

Sétimo objetivo conquistado...Furnas

Independente da distância percorrida quero parabenizar a todos que treinaram ontem no Parque Estadual da Pedra Branca, foi um dia incrível onde revi os amigos que já conheciam e também conhecendo novos amigos. Alice mais uma vez meus parabéns pelo seu aniversário, que aventura que você escolheu hein. comemorar o aniversário correndo nas montanhas...rsss...Parabéns. ⛰️🏃‍♂️🏃‍♀️🏃‍♂️💨🇧🇷

Quero deixar um alerta aqui o Parque Estadual da Pedra Branca é um lugar incrível, muita natureza e ar puro, porém é um local para Corredores experientes se você não está acostumado a sair da zona de conforto procure um outro parque com trilhas leves. Fica a dica.

sábado, 15 de maio de 2021

Competição nº 487 - Desafio das Serras


Distância: 36 Km;
Tempo: 3 horas 09 minutos e 02 segundos;
Local: Praias de Grumari, Prainha e Recreio;
Colocação Geral: 2°; e
Total de Corredores: 40 Corredores.
Nesse sábado, dia 15 maio 2021, foi realizado o Desafio das Serras, nas praias de Grumari, Prainha e Recreio - Rio de Janeiro. Essas  praias são conhecida pelas suas inúmeras praias e são de fato, conhecidas como as praias selvagens do Rio de Janeiro por estarem localizadas em uma área de proteção ambiental e que não possui atividade urbana como bairros e prédios. Um cenário de tirar o fôlego. A principio seria um treinão mas como teve premiação de troféus a galera se empolgou e acabou virando competição, nessa prova teve às seguintes distâncias: 12 Km, 24 Km e 36 Km, competi na seguinte distância de 36 Km. Prova realizada pela AG4 Treinamento Esportivo e Valverde Team Assessoria Esportiva.

Que manhã maravilhosa de sábado que tive nesse final de semana correndo com os amigos no Desafio das Serras. Que adrenalina boa, correndo no pace freneticamente para tentar um lugar no pódio, aquele suor correndo pelo rosto,  finalmente uma competição para sair da rotina. A convite do amigo Alexander fui correr esse Desafio.
 Kit da prova
Fui para essa corrida com o amigo Luciano Cruz (obrigado pelo apoio amigo), chegamos em Grumari por volta das 6:40 horas da manhã, fazendo aquele friozinho, com uma temperatura muito agradável para correr, que maravilha. Em Grumari vimos os corredores que iriamos enfrentar, até tinha corredor de elite lá o Cosme um dos gêmeos, o Adriano da Start e outros. Me aprontei e fui falar com os amigos.
Antes da prova
Após o briefing da organização, às 7:53 horas da manhã foi dada à largada das seguintes distâncias: 24 Km e 36 Km e depois de uns 10 minutos foi dada à largada dos 12 Km.  Na largada tentei dar o máximo de velocidade no plano, mas início de prova com o corpo frio é ruim não dá para render muito na velocidade, mas no decorrer do percurso quando o corpo aqueceu lá fui eu, nas subidas subia devagar poupando fôlego e energia porque eram 3 voltas, mas nas descidas, sentava o aço descendo forte demais o que ajudou bastante no ritmo. Os três primeiros que estavam na distância de 24 Km abriram forte demais, como eu estava nos 36 Km não acompanhei eles para não quebrar, mas fui correndo rápido e de olho neles mas a frente. 
Largada dos 24 Km e 36 Km
Completei a primeira volta de 12 Km, acabei não vendo o tempo marcado no GPS, bebi rapidamente um copo de água no primeiro posto de hidratação e fui fazer a segunda volta, de vez em quando olhava para trás para ver se tinha algum corredor da distância de 36 Kms querendo me ultrapassar mas estava muito longe, graças à Deus...rsss...Na segunda volta fui correndo na mesma velocidade da primeira no plano e nas descidas o ritmo ia a 4 min e poucos segundos por Km já nas subidas o pace aumentava. Realizado o segundo retorno, bebi mais um copo dágua no terceiro posto de abastecimento e retornei tudo novamente. Já na terceira volta só havia os corredores da distância maior (36 Km), a música eletrônica ajudou muito no ritmo, acabei finalizando a prova, no GPS marcando 35 Km em 3 horas 09 minutos e 02 segundos, sendo o segundo colocado geral. Bom demais!!!
Uma das 3 voltas, chegando a Grumari
Partindo para outra volta
Subindo a Prainha
Dever cumprido!!!
Estar no pódio é bom demais
Obrigado pelo evento Alexander e Valverde
Avaliação da Prova:
Inscrição: R$ 60,00 (sessenta reais), pois fui convidado da prova e a minha inscrição foi gratuita...Ponto positivo;
Kit: Kit simples e entregue no mesmo dia sem problemas nenhum. Recebemos: 1 número de peito, 4 alfinetes e 1 pulseira...Ponto positivo;
Guarda volumes: A organização disponibilizou um espaço para quem quisesse guardar seus pertences, mas não houve necessidade, pois deixamos nossos pertences nos caros...Ponto positivo;
Altimetria da prova: Média,,,Porém em alguns pontos punk, mas já se era de esperar...Ponto positivo;
Percurso da prova: O mesmo foi de asfalto e de paralelepído, não houve necessidade de fechar o trânsito. S
obre o percurso das 3 distâncias (12 Km, 24 Km e 36 Km), o percurso foi igual para as 3 distâncias, largamos no final da praia de Grumari, passamos correndo pela Prainha, Serra do Roncador e Recreio e retornamos tudo novamente até a praia de Grumari. Para quem estava nos 12 Kms só fez uma volta, quem correu os 24 Km foram duas voltas e para quem correu os 36 Km teve que correr 3 voltas. O percurso é lindo demais, porém quando chega nas subidas é bem punk, principalmente a do Grumari. Foram 3 subidas de ida e mais 3 subidas de volta, eu que corri os 36 Kms subi e desci 18 vezes olha a adrenalina...Ponto positivo;
Posto de hidratação: Excelente, pois a organização disponibilizou três postos de hidratação, 1 na largada em Grumari (com copos dágua, isotônico e coca cola gelados), 1 posto de hidratação no Km 5 próximo da Prainha com água gelada, e mais 1 posto de hidratação no retorno lá pelo Km 6,5 no Recreio com água gelada...Ponto positivo;
Posto médico: Não houve a necessidade, mas na prova tinha corredor socorrista.
..Ponto positivo;
Banheiros: Foi disponibilizado banheiro local em Grumari...Ponto positivo; 
Lanche: No local da prova em Grumari a organização montou uma tenda com um belo café da manhã. com água, isotônico, pão, requeijão, bananas, tangerinas, bolo, biscoitos...Ponto positivo; 
Premiação da prova: A organização premiou os 5 primeiros colocados masculino/feminino geral dos três percursos 12 Km, 24 Km e 36 Km com troféus lindo demais, personalizados de azulejo (vide foto no início do relato)...Ponto positivo;
Resultado da prova: A organização colocou nas duas extremidades da prova (Grumari e Recreio) staffs para ir marcando os corredores que iam e vinham...Ponto  positivo;
Sobre a Prova: A prova foi organizada pelos amigos Alexander (AG4 Treinamento Esportivo) Raphael Valverde (Valverde Team Assessoria Esportiva), prova simples e bem organizada com muito carinho. Parabéns amigos continuem assim; e
AgradecimentosAo amigo Luciano Cruz, grande amigo e aos amigos Alexander, Valverde e toda a sua equipe de Staffs. Muito obrigado e parabéns mais uma vez que possamos estar mais vezes correndo juntos, evento nota 10.

Nos vemos na próxima linha de largada.🏆🏃🏾‍♂️💨🇧🇷