terça-feira, 3 de março de 2015

Competição nº 344 - AUDAX RIO 200K 2015

Distância:  200 Km;
Tempo:  13 horas 07 minutos;
Local: Rio de Janeiro;
Colocação Geral:  Nesse tipo de competição não existe colocação (vide relato);
Total de Ciclista:  115.

Nesse Domingo dia 01 Mar 2015 no aniversário de 450 anos do Rio de Janeiro, participei de minha primeira competição com minha ultra magrela Caloi Sprint 20. Evento esse realizado pelos Representantes do Rio (Thiago Matheus, Frederico Ultra e seus apoiadores). Os ciclistas puderam optar pelos seguintes distâncias 90k e 200K é claro que estreei logo nos 200K...rsss...

Bom tomei conhecimento desse desafio através dos amigo(a)s Aline Carvalho daqui do Rio de Janeiro e Alberto Cross de São Paulo (ambos já realizaram o Audax cada um em suas cidades). Convidei alguns amigo(a)s para participarem desse evento, mas o único que se propôs foi o amigo Luiz Casini, realizamos nossas inscrições e também procurei tirar o máximo de dúvidas com os organizadores e com os amigos acima citados do qual já tinham participado!!!

Um dia antes teve às 16 horas da tarde teve a entrega do kit e o Congresso Técnico, onde o Thiago Henriques (Diretor da Prova) reuniu a galera em um bar na Glória. 
Kit Audax Rio 200K
Pois essa prova não é uma competição contra outros atletas como nas corridas de rua, o que se busca em um evento desse é a superação pessoal, é vencer o próprio limite, e nos superarmos, pois o atleta compete consigo mesmo para completar o desafio onde tem que passar por vários PCs (Posto de Controle) em que o Ciclista ao chegar nesses postos o Fiscal anota o número e a hora que o ciclista passou no passaporte e na lista dele e também nesse postos tem abastecimento de água e comida muita farta(ver esse item na avaliação da prova).

Fui junto com o Luiz Casini para essa competição deixamos o carro na Glória, montamos as nossas bikes e quando a amiga Raquel Noronha passou para nos desejar boa competição (obrigado amiga) e partirmos para à largada no Largo do Machado. Chegamos por volta das 07:30h da manhã onde já se encontravam vários ciclistas com suas speeds e MTB, passamos pelo checkin (fiscalização da bike), enquanto não chegava o horário da largada dei mais um confere na bike para ver se tava tudo certo.
Na largada praça do Largo do Machado
O tempo estava maravilhoso para pedalar fazendo aquele belo sol, então às 08 horas da manhã foi dado à largada, eu e o Casini não ficamos na frente, nos posicionamos mas para o meio da galera, onde no decorrer do evento fomos ganhando velocidade e ultrapassando vários ciclistas, como éramos novatos nesse desafio e não conhecíamos todas as ruas que iriamos passar a estratégia foi seguir quem estava pedalando mais forte na frente para não errarmos o percurso e deu certo (depois que descemos a Floresta da Tijuca já conhecíamos o percurso e foi mais fácil) fomos em direção ao PC1 (Primeiro Posto de Controle e Abastecimento no alto do Sumaré), após à largada passamos pelo: Aterro do Flamengo, Rua 1º Março, Chegando na Av. Presidente Vargas onde dois Ciclistas se chocaram caindo no chão, mas não aconteceu nada graças à Deus, prosseguimos pela Praça da Bandeira, Tijuca até o pé da subida do Sumaré e que subida, logo no início dessa subida tinha um bueiro cortando a rua de um lado ao outro com tampa de concreto, sendo que muitos como eu tivemos que descer da bike para não deixar a roda cair nesse bueiro, mas alguns que passavam pedalando, teve um que não deu sorte a roda bateu no buraco e afundou a roda esse deu sorte por não ter quebrado a bike. No vídeo que estou editando vocês verão como esse percurso do alto do Sumaré é brabo é bem íngreme, durante a subida vários ciclistas desceram de suas bikes e começaram a subir empurrando suas bikes, eu pedalei uma boa parte fazendo uma brutal força até quando podia, mas também em algumas partes eu tive que descer da ultra magrela para caminhar, após uma longa subida chegamos no PC1 e abastecimento Sumaré às 10 horas e 04 minutos com 29 Kms tempo de 02h 04minutos, chegamos no tempo previsto, o fiscal carimbou o nosso passaporte, nos hidratamos, comemos banana, amendoim enchemos as nossas garrafas, ficamos por cerca de uns 10 minutos nesse PC1 e partimos para o PC2.
Pedalando pelo Aterro do Flamengo...Vamos Casini!!!
Após uma longa subida veio a descida...ufaa...rsss..., alguns loucos desceram na velocidade brutal eu também desci, mas desci com cautela freando um pouco porque tem muitas curvas e carros subindo a Floresta da Tijuca, descemos até a praça do Alto da Boa vista onde passei pelos amigos corredores Ana Luiza e seu Esposo Alexandre cumprimentei eles e prossegui para a outra subida da Floresta da Tijuca o Casini aumentou a velocidade e prosseguiu como eu não conhecia o percurso bem e ainda tinha muitas subidas íngremes fui com cautela, não sei dizer bem, mas ao chegar numa parte do percurso tinha duas bifurcações de ruas eu e outro ciclista não sabíamos qual direção pegar, perguntamos para o Guarda do Parque a direção e ele disse que viu alguns ciclistas desceram e nos falou para descer, só que eles nos informou errado descemos cerca de quase uns 3Km e lembramos que nessa parte tinha o PC2 do alto do Bom Retiro e resolvemos retornar foi quando encontramos alguns ciclistas que tinham ido ao PC2 e eles nos perguntaram se nós estávamos perdidos, dissemos que sim, e os mesmos disseram a direção certa, maldito guarda...rsss...E fomos até o PC2 no meio do percurso encontro o Ultraman Alexandre Ribeiro cumprimentei ele e o mesmo me deu força...e às 11h 05min da manhã alcançamos o cume do Bom Retiro PC2 completando 39 Km. Ficamos cerca de 5 minutos nesse PC2 e iniciamos a descida só que dentro desse Parque o asfalto muito irregular e tivemos que ir freando para não furar o pneu, descemos uma parte da Floresta.
Subindo o Sumaré...super dificil 
Após a descida fomos em direção a subida da Mesa do Imperador, descemos passando pela Vista Chinesa, foi quando passei por um ciclista que estava na prova e o pneu da bike dele estourou, perguntei se precisava de ajuda e o mesmo disse que estava perto de uma casa de consertos e que iria até lá o pior é que ele estava de sapatilha e correndo daquele jeito com certeza iria danificar a sapatilha, acabei chegando no PC3 às 12:06 horas completando 56 Km que estava na Padaria Século XX em frente ao Jardim Botânico (único PC que não tinha água e nem frutas), nesse PC o fiscal carimbou o passaporte e seguimos em frente.

Após o Jardim Botânico pegamos a Av. Niemayer, São Conrado e mais uma subida íngreme Estrada do Joá onde pedalamos até um certo ponto e andamos e pedalava até chegar a descida, outra estrada que não estava com o asfalto bom e com curvas, desci com cautela novamente. Pegamos toda a extensão da Av. das Américas, fizemos uma força brutal porque o vento estava contra, até comentei com o Casini se aqui está ventando assim desse jeito, imagina quando nós chegarmos na orla da praia? chegamos no PC4 dando 87,9 Km chegando às 13:44 horas no Recreio onde o PC estava em frente ao Sup. Zona Sul. Nesse PC tomei um guaravita e um sanduíche que tinha levado de casa, fiz alguns alongamentos pois o joelho esquerdo tinha começado a doer e fiquei torcendo para que nada de ruim acontecesse, após tudo alinhado caímos na estrada novamente retornando todo o trajeto até chegar no PC5 quebra mar da praia da Barra.

Chegamos no PC5 às 15:03 horas, até nesse posto deu 105 Km, foi quando um ciclista informou que estava desistindo porque estava sentindo muitas câimbras, falei para ele pois não desiste não, tenta fazer uma massagens, veja se estica as pernas e volta a pedalar, mas ele foi enfático dizendo que tava desistindo, que pena...Bom  fizemos o que tinha que fazer e dessa vez o pedal seria pela orlas da praia da barra, reserva do Recreio até a Praia da Macumba no PC6. Já nesse trajeto na parte da orla da barra eu e o Casini fomos pedalando pela Ciclovia até chegar no PC6 não tinha vento contra o que ajudou pacas a desenvolver a velocidade.
Hidratando!!!
Quando chegamos na praia da Macumba, nós não avistamos o PC6 e fomos em direção ao final da praia, foi quando a PM que estava lá nos avisou que o PC6 estava do outro lado da rua, agradecemos e paramos para nos abastecer, e disse com o fiscal que a organização poderia em certos PCs alguma identificação para que o ciclista visualizasse como por exemplo balão a gás ou uma bandeira, ai o fiscal disse que precisava rever isso, mas sem problemas, o pior que achei foi os ciclistas que tinha chegado na nossa frente que deve ter nos visto e não falaram nada, mas tudo bem, nesse PC6 chegamos às 16:05 horas da tarde completando 126,2 Km, aproveitei para me hidratar porque o sol não estava brincadeira, me deliciei bem com melancia que estava lá, quando estávamos saindo chegaram mais ciclistas foi quando um deles disseram que mais um  ciclista tal estava desistindo, fiquei grilado, o amigo do ciclista disse que ele estava sentindo muitas dores porque estava com a clavícula quebrada, como assim? O cara disse que tinha quebrado a clavícula uma semana antes e que o médico disse para ele que ele só estaria liberado uma duas semanas depois, mas não é que o cara foi pedalar assim mesmo, só foi uma pena que teve que desistir.

Dessa vez fomos em direção ao PC7 Barra de Guaratiba, fomos por um lugar que desconhecia pegamos o Piabas, Vargem Grande até chegar numa subida enorme que dava acesso a Barra de Guaratiba, já nessa subida o Casini resolveu ir empurrando a bike porque já estava cansado, disse a ele que iria subir pedalando e que iria esperar ele lá no alto e assim fiz, aguardei ele chegar e montamos na bike e descemos montanha acima, também nessa estrada não tinha como colocar muita velocidade por causa do asfalto novamente irregular e nós com medo do pneu bater em algum buraco e furar...rssss...Chegamos em Barra de Guaratiba PC7 às 17:11 horas da tarde completando 143,9 Km...Nesse posto tinha a macarronada aproveitamos e mandamos ver caindo novamente na estrada.
O macarrão estava delicioso
Até chegar o PC8 quebra mar da orla da praia da Barra foi a parte em que tivemos que ter mais cuidado porque era a parte da noite, pois tão logo pedalarmos alguns Kms no plano, tínhamos que pegar o percurso de uma subida novamente bem íngreme que dava na praia de Grumari, só que antes de subirmos verificamos que tinha uma ciclista que saiu de Barra de Guaratiba na nossa frente e a mesma pegou o caminho errado, falei com o Casini que iria ir um pouco a frente para avisa-la pedalei, gritei e assoviei a beça e nada da ciclista dar atenção, parei um carro que estava indo na direção dela e pedi para a motorista avisá-la e ela disse que iria avisar...Eu e o Casini subimos essa subida íngreme empurrando a bicicleta porque nós não tínhamos mais forças, chegou no alto desta subida descemos pedalando até chegar na praia de Grumari, ontem tivemos que pedalar uma parte na terra batida pois nesse percurso é de paralelepípedo e um descuido poderia furar o pneu speed. Chegamos na Prainha já estava anoitecendo ligamos o pisca alerta das nossas bikes e continuamos a pedalar o Casini preferiu ir pela rua e eu disse que iria pela ciclovia até nós encontramos novamente na reserva do Recreio e o vento forte contra era tanto, mas tanto que fizemos uma enorme força para pedalarmos e a escuridão era tanta que mesmo com as luzes dianteiras em nossas bike redobramos a atenção...Finalmente chegamos no penúltimo PC8 orla da Praia da Barra da Tijuca, chegamos às 19:50h da noite com 175,4 Km.

Como só tínhamos 1 hora e 30 minutos para concluirmos o tempo da prova e estávamos bem cansados o corpo apresentava algumas dores, mas fizemos o impossível para pedalar e pedindo a Deus forças para completar o desafio dentro do horário previsto e torcendo para que o pneu não furasse...rsss...Subimos o alto do Joá outra enorme subida íngreme, já estávamos sem pernas...rsss...subimos com passadas largas empurrando as nossas magrelas, descemos o Joá, pegamos São conrado já no final da mesma alguns ciclistas pararam porque um pneu deles furou...putz...Apreensão começou a tomar conta, perguntamos se queriam ajuda os mesmos disseram que não precisavam, seguimos em frente subimos a Av. Niemayer, descemo no Leblon e no final da ciclovia de Ipanema avistamos os amigos Sheila Zanesco e César Castro correndo falamos com eles rapidamente porque faltava uns 35 minutos para finalizar o desafio, o desespero começou a bater mais uma vez pensando que não iria dar tempo de concluir, pegamos toda a extensão da praia de Copacabana, Botafogo, uma parte do Aterro do Flamengo até chegar o destino final no Largo do Machado finalizamos às 21:07 minutos...Total 200Km em 13 horas e 07 minutos feliz da vida e comemorando muito o primeiro desafio completado!!! Muitos não conseguiram completar foi uma pena, mas fazer um AUDAX desse Urbano não é fácil, pois foram muitas subidas íngremes, nas descidas não podíamos descer forte por causa dos carros e o asfalto que não estava bom. Mas pedalar esse Audax Rio com os amigos e passando por belo visuais foi bom demais!
Taí o passaporte em que comprova que passei em todos os PCs.
Pronto Brevetado no desafio Audax Rio 200K concluído...Show!!!!
Parabéns Luiz Casini...Você mandou bem!!!
Seção amigo(a)s muito bom conhecer e pedalar com vocês:
Eduardo Bustamante
Thiago Henriques o organizador do Audaz Rio
Marciano Diniz
Amiga Daniele
Cristiano
Simoni Rodrigues
Frederico Ultra e sua esposa Rosana Amaral
Avaliação da Prova:
=>Inscrição:  De R$ 100,00 à R$ 170,00 reais de acordo com os lotes das datas paguei R$100,00 reais...Para um evento desse até que foi barato...Ponto Positivo;
=>Kit: Recebemos 01 camisa de algodão, 01 número plastificado, 04 arames, 01 passaporte e 01 mapa com as ruas que deveríamos passar dentro de um saco plástico zip lock...Ponto Positivo;
=>Guarda volumes: Nesse tipo de prova não há necessidade de guarda volumes;
=>Altimetria da prova: Super difícil, o ciclista que não tiver preparado chora...rsss...Ponto Negativo;
=>Percurso: A maioria foi de asfalto, com percurso plano e muitas subidas bem ingrimes, o trânsito não foi fechado, mas no Congresso foi falado sobre isso e nos foi recomendado a cautela e o uso do material de segurança, em alguns pontos da cidade alguns Guardas Municipais que estavam no sinais nos auxiliaram. Sugiro que a organização do Audax aonde tiver ruas antes de chegar ao PCs que geram dúvidas como a do Bom Retiro que tem bifurcações de qual rua seguir que colocam staffs ou setas indicando a direção certa que nem é feita nas Ultramaratonas em montanhas, pois acabamos errando o percurso, no PC do Recreio se não fosse a PM não tínhamos achados o PC, seria bom que identificasse os Pcs com alguns balões a gás ou bandeira ou então que os Fiscais ficassem de olho para não deixar o ciclista passar direto, bom espero que melhore nesse aspecto, mas não tirou o brilho da prova;
=>Posto de hidratação: Muito Bom...A organização disponibilizou nos 8 Postos de Controle e Abastecimento muita água sendo que no primeiro posto a água não estava gelada, mas nos demais postos estava geladíssima, muitos copos de guaravita e no PC do Recreio para quem quisesse tinha até energético...Ponto Positivo;
=>Posto Médico: No Congresso Técnico nos foi falado que iria ter uma ambulância com equipe médica, no dia eu não reparei se tinha, mas com certeza tinha porque na hora da largada mais atrás ouvi por alguns minutos o barulho da sirene...Ponto Positivo;
=>Banheiros: Nesse tipo de prova não tem como ter banheiro até porque a prova rola de por vários lugares;
=>Lanche/Alimentação: Excelente em todos os PCs teve banana, amendoim, bananada, doce de leite, maçã, pera, no PC 6 do Recreio também tinha melancia e no PC7 em Barra de Guaratiba teve fartura de Macarronada com molho a bolonhesa, quatro queijo, ovo cozido, queijo parmesão e podia comer a vontade...Ponto Positivo;
=>Premiação: Todos que completaram a prova receberam medalha Audax Rio, Certificado de conclusão e o Passaporte é mandando para a França para ganhar o selo...Ponto Positivo;
=>Resultado da Prova: O resultado já encontra-se no Site da prova www.audax.rio.org.br dos 115 que largaram somente 48 ciclistas completaram os 200Km e 46 desistiram e somente 15 ciclistas completaram o percurso de 90 Km e 6 desistiram...Ponto Positivo;
=>Prova: Minhas considerações sobre esta prova, pois como disse no inicio desse post, foi a minha primeira prova de Ciclismo, foi uma prova super difícil, percurso foi duríssimo, desafiador com quase 3.400 m de subidas acumuladas, trechos com trânsito, muito vento contra nas praias e também tinha que ficar concentrado no mapa da navegação para não se perder, pois o ciclista que não tiver preparado para um Audax Urbano como esse chora porque o percusso de 200Km é nível Hard, fico imaginando os demais percursos...rsss, mas com treino tudo se consegue, só não irei no próximo de 300K porque já estou inscrito em uma Ultra de 12 horas, digamos que esse desafio dos 300K foi adiado e com certeza farei no próximo. Foi um dia especial pois foi o primeiro Audax e no Rio e ainda por cima o Rio de Janeiro completando 450 anos. Pois organizar um Brevet Urbano e principalmente no Rio de Janeiro não é uma tarefa tão simples os Organizadores do Audax Thiago Henriques, Frederico Ultra e todos os envolvidos na Organização dessa prova estão de parabéns e mais uma vez obrigado pelo apoio;e
=>Agradecimentos: A Deus porque sem ele nós não somos nada, a Aline Carvalho daqui do Rio de Janeiro e ao Alberto Cross de São Paulo enchi o sacos deles tirando dúvidas...rsss, ao amigo Luiz Casini pelo apoio parabéns amigo foi difícil mas conseguimos e a todos amigo(a)s que torceram por nós!!!

Parabéns a todos os ciclistas que completaram esse difícil Audax Rio e minha solidariedade para aqueles que não conseguiram completar e ficarei na torcida para que na próxima vez consigam!!!

Nenhum comentário: