terça-feira, 26 de abril de 2011

Ressurgir das Cinzas – Superação

Bom amigo(a)s, para quem vem acompanhando o meu blog, tenho postado aqui algumas histórias de pessoas que se superaram na vida através das corridas, por exemplo a da Cristina Rodrigues - Uberlândia e da Mônica Otero - São Paulo que inclusive também venceu um câncer no intestino.

Agora vou contar a história da amiga Shirley Tozato Lemos, moradora do Rio de Janeiro e que através das corridas superou-se e que é exemplo para muitas pessoas também. Vale a pena conferir mas esta história de superação, boa leitura:
Como muitos ... sempre tive uma vida linear ... conheci meu marido ... e aí vieram nossos objetivos de vida ... casa ... faculdade ... filhos ... ser mãe era um dos meus sonhos ... acho que é o sonho de todas as mulheres ... é uma fase da vida em que somos mais materialistas ... em que colocamos o ter no lugar do ser ... até que um dia surgiu um divisor de águas ... fui mãe pela primeira vez ... e foi uma confusão de sentimentos de emoções ... e os projetos continuavam ... primeira a "Gabi" e depois o "Arthur" e logo em seguida minha faculdade ... assim era a ordem de meus sonhos ... a Gabi veio e permanece até hoje me trazendo alegrias ... Já o Arthur ... não ficou por muito tempo ... lembro-me como se fosse 2001 ... grávida ... conversava todos os dias com o meu filho ... coisa de mãe ... realizada ... pois tinha a sorte de ter uma menina e um menino ... mas o destino não quis assim ... passei minha gravidez inteira passando mal ... sempre conversava com meu marido ... minha intuição de mãe dizia que algo não ia bem ... mas todos achavam que era coisa de minha cabeça ... até a minha própria ginecologista ... então chegou o dia do parto ... passei mal ... não queria ir para a mesa de operação ... era como eu soubesse que iria perder o meu filho se ele saísse de dentro de mim ... faz tanto tempo que não falo sobre isso ... agora estou chorando ... mas vamos lá ... ele nasceu e não chorou ... teve quer ser reavivado ... por eu ter passado muito mal me deram um sedativo e não pude ver nada ... quando acordei minha irmã estava comigo e percebi que todas as mães estavam com seus bebês e eu era a única que não tinha o meu bebê em meus braços ... então minha irmã me disse que ele havia nascido com probleminhas, mas que tudo iria se resolver ... ele ficou na UTI por 45 dias pois ele havia nascido com problemas cardíacos ... órgãos invertidos ... era o primeiro caso do mundo ... ficou para estudo, segundo a doutora do Hospital da Laranjeiras ... ele tinha plano de saúde mas teve que ir para o Hospital Federal, pois em Laranjeira e São Paulo são os lugares em que tratam de casos específicos ... não estou dramatizando os fatos ... estou narrando exatamente como aconteceu ... mas posso garantir que vivi momentos de horrores ... mas seria impossível descrever tais sentimentos na íntegra, pois só quem perde um filho sabe realmente a dor que é ... enfim foram dois meses de agonia, sofrimentos e esperança ... até que chegou um dia e os médicos falaram "Mãe sinto muito mas não podemos fazer mais nada" ... isso era 15 horas da tarde e fiquei me despedindo dele até até a tarde do dia seguinte e cada vez que eu entrava na UTI ele estava indo ... cheio de placas escuras ... pois quem morre de doença de coração fica assim ... fiquei dois meses na casa de minha irmã e não queria saber nem da minha filha e nem de meu esposo ... até que meu cunhado me mandou embora literalmente ... eu agradeço a ele por isto ... agradeço aos meus familiares e todos aqueles que nunca desistiram de mim ... tive momentos de loucuras ... mas passou ... além de passar por tudo isso fiz laqueadura ... não posso mais ter filhos ... foi duro até eu chegar nesse estágio que estou hoje ... a vida continua ... posso dizer que no início o que me acalmou foi o meu artesanato ... ficava até três da manhã ... mas fui depressiva por seis anos ... eram cinco dias deitada sem fazer nada e dois bons ... então fui fazer faculdade para ver se eu melhorava e estava nos meus projetos ... ocupei o meu pensamento ... mas a dor ainda estava ali ... meu casamento sofreu, balançou e quase acabou ... até que resolvi ser de fato uma fênix ... ressurgir das cinzas... estava acima do peso 75 Kg ... gordinha, sem brilho ... eu não me importava comigo ... comecei a andar ... e sempre via uma moça correndo e aquilo me intrigava ... até que um dia parei para perguntar ... como faço para começar a correr ... então nunca mais parei ... nunca mais tive depressão e me sinto viva ... nunca mais chorei pela perda de meu filho ... apenas lembro-me com saudades ... a não ser agora em que as lágrimas insistem em cair ... hoje sei o porquê ele veio e se foi ... tudo faz sentido ... faz parte da minha evolução ... cresci ... mudei meus valores ... sou feliz ... tenho minha família ... passei no concurso público ... participo de corridas ... me sinto viva ... por isso é que minha frase atual é "Sou um ser de luz ... sou uma Fênix ..." hoje ajudo pessoas ... de várias maneiras ... devo a corrida o meu renascer ... o meu reencontro comigo mesma ... não corro só para falar que corro ... corro porque amo ... porque tem um valor sentimental ... a corrida para mim ... "cura minha alma, eleva meu espírito, saúda o meu corpo físico e minha mente ... "sinto-me conectada com Deus"... hoje estou na planilha dos 21 Km mas não quero parar nunca mais ... quero ser quando crescer como a Tomiko e o Jorge ... rsss ... vocês conhecem??? rsss ... hoje choro não de tristeza mas de saudades e por saber que tudo que passamos na vida é um aprendizado ... hoje aprendi que a única hora que deixamos de pensar na gente é quando pensamos no outro ... no próximo ... isso que faz a vida valer a pena ... CORRER ME FEZ RESSURGIR DAS CINZAS...

Parabéns Shirley você é uma vitoriosa, que Deus te abençoe e te ilumine e que você continue firme nos seus propósitos!!!

38 comentários:

Carlos Castro disse...

Um belo depoimento, Jorge, e um grande incentivo para aqueles que estão "em baixo" ou que estão indecisos se devem ou não começar a correr.

Muito bom contributo! Parabéns!

Estivison disse...

sem palavras ...
fica o reconhecimento da força.

Alessandro S Silva disse...

Essas histórias são sempre bastante inspiradoras.

Obrigado por compartilhar.

Boas Corridas!!

Alessandro
http://blog42195.blogspot.com/

Ricardo Hoffmann disse...

Muito bonita a história da Shirley. Me trouxe lembranças incríveis. Obrigado a você Jorge, e a Shirley por compratilharem essa história conosco.

Jacqueline disse...

Umas das história de superação mais LINDAS que eu já li na vida! Parabéns pela sensibilidade Jorge ... e Shirley você é uma guerreira ... virei sua fã! :)

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Muito tocante Jorge...

Parabéns Shirley, é preciso muita coragem e força e tu tiveste!

Um beijo de Portugal

Ana Pereira

Flechinhas disse...

Já dizia Napoleão - "A vitória pertence aos perseverantes"

Parabéns

Ingrid disse...

Jorge,
As palavras não alcançam os sentimentos..
Fica o pesar pelo passado da Shirley, mas uma celebração pela sua superação e volta por cima.
O Esporte foi uma ferramenta importante, mas a força interna dela é que motivou toda a real mudança.
Bjo carinhoso pra Shirley e obrigada por nos retratar lições de vida como essa.
Ingrid

Everaldo Motta disse...

Parabéns Shirley, voce conseguiu superar a difícil dor de perder um filho e que sua estoria sirva de exemplo para muitas pessoas em dificuldade.
Deus te abençoe sempre!!
Valeu meu amigo Jorge, pelo post!
Um forte abraço.
Everaldo

Daniel disse...

Parabéns à Shirley por sua belíssima história de superação. Um exemplo para todos nós!!!

Dart Araújo disse...

Jorge a leitura de cada história dessa só nos faz pensar o quanto nossos problemas não são maiores que os dos outros, todos enfrentam e tem seus momentos de superação, por isso nossa cruz nunca é maior. E podemos sim superar qualquer problema, basta querer!!

Thiago Melo disse...

Shirley, vc provou que todos podem superar os problemas. Fica o exemplo, se tiver problema, tristeza, qualquer coisa, saia para correr que de alguma forma as coisas melhoram!
Somos corredores e podemos tudo!!!
Abraço,
Thiago Melo
http://corredoraprendiz.blogspot.com/

Kátia disse...

Concordo plenamente com o Thiago, quando tenho algum problema eu saio para correr. Agora, a história da Shirley é uma inspiração para todos e quase uma repetição de motivos que nos levaram a correr. Tenho certeza que a corrida nos ajuda a superar todos os obstáculos que aparecem. Por isso eu adoro correr e não vivo mais sem esse esporte.

Abraços fraternais a todos.

Kátia.

Jorge disse...

Shirley,
sua história é um exemplo de superação, de fibra.
Obrigado por compartilhar esta vitória conosco.
Uma postagem vitoriosa no blog de um vitorioso!!
Abraços.
Jorge Monteiro

Verinha disse...

Vc é uma flor de Lotus!!! Muita Luz e bons treinos!!!

Marcus,Realengo disse...

Shirley, parabéns pela superação de uma dor que parece não ter cura. A corrida tem o dom de curar o corpo e a mente. E vc Jorge, não sabe o quanto faz bem pra quem tem a história contada em seu blog, eu falo pq já tive a minha e, se não desisti de correr devido a várias lesões que tenho tido, foi pq o incentivo que vc me deu, e me dá, me faz perseverar.

CANELAFINA disse...

Valeu meu dia este depoimento
Fico feliz por conhecer esta historia de superação.Um grande abraço. Eduardo

Fabi disse...

Shirley,obrigada por contar sua história,que a corrida continue a te fazer ressurgir.

Beijos
Fabi

Joka disse...

Muito legal Jorge, parabéns aos guerreiros !!!

Celio disse...

Grande Ultra Jorge . Parabéns pela força que tem dado aos corredores,
voçe é uma grande personalidade.Eu Parahyba e Antonio, o admiramos muito. abraç..

FABI disse...

Impressionante a história da Shirley, um exemplo de superação e determinação, apesar de todo o drama vivido. Parabéns Shirley! Você é um exemplo verdadeiro sobre como o esporte melhora a qualidade de vida das pessoas e não falo apenas da parte física, falo principalmente da parte emocional. Desejo MUITO sucesso a você, e tenho certeza que Deus está o tempo todo do seu lado. Tudo de bom! Abçs, Fabiana

Avicor disse...

Infelizmente Eu senti na pele o que a Amiga shirley sentiu ., o caso foi parecidissimo meu 1° filhote nasceu com uma doença rara chamada gastrosquise que só foi descoberto quando o medico tirou o bebe pra fora ., ele ficou 45 na Uti ., Mas senpre fui uma pessoa forte que controla bem as emoções e consegui rapido dá avolta por cima ., mas como nada acontece por acaso ., Eu senti que meus laços familiares ficaram bem mais fortes depois desse acontecimento !! Sou solidario e compartilho com a Shirley esse sofrimento .,

Parabéns Grande Jorge pelo espaço e pela oportunidade que vc sempre dá para os corredores !!!

Abraços e bons treinos a todos !!

Romildo

Claudio Vieira disse...

mto bom ler historias assim, me dao força para querer sempre mais... parabens Shiley..... fenomenal sua vida...

Leonardo Nista disse...

Uau!!
Que post foi esse!

Que mulher guerreira é essa!?

O que nasceu dela não foi um filho e sim um anjo! Um anjo que veio para mudar e rumar sua vida!

Força guerreira!

Muitos Kms pra você e sua família!!

bjos

Leonardo Nista
www.corroporcorrer.com.br
@lenista

marli disse...

•●ॐ●• Namastê • ٠•●ॐ●•
Shirley, Parabéns por resurgir das cinzas linda Fenix, Deus sempre tem um plano de amor para seus filhos e não seria diferente para com vc, eu fico muito feliz de saber que a corrida fez vc mudar muito...
Como disse a verinha acima, vc é flor de lotus, que a cada dia vc possa ter mais e mais força para conquistar seus objetivgos e que a felicidade seja sua ETERNA companheira!

\o/ simbora correr!
Bons treinos,
Boas energias,
@marlipalugan
www.marlipalugan.blogspot.com
..... ~o
......<\_
...(_)/(_) meu transporte diário!

Fabio e Luciana disse...

Mande os parabens para Shirley, e que ela seja, a Fenix, de muita gente, da mesma forma que viu a menina correndo e a motivou este depoimento com muita clareza e principalmente feito com a alma e a garra de quem venceu as dificuldades.

Abraço

Sergio disse...

Uma história muito tocante de alguém que deu a volta por cima! Obrigado Jorge por nos trazer esse depoimento.
grande abraço,
Sergio
corredorfeliz.blogspot.com

Lucas Andrade disse...

Olá Jorge,

A Shirley é um grande explempo e inspiração para as pessoas que dizem não ter tempo, que não se cuidam, que acham que não podem fazer nada no estado atual.

Essa história vale ouro para essas pessoas e deve ser passada à frente com certeza, para que elas possam saber que existe um luz no fim do tûnel, basta apenas calçar um par de tênis e sair para caminhar...


Um forte abraço!


Parabéns Shirley!!!!!



Lucas Andrade
http://varapido.blogspot.com/
@lucasandradeti

Jô Zanotelli disse...

Ei amigo!!
Agradeço imensamento pelo maravilhoso artigo. A SUPERAÇÃO não é simple para qualquer um e adorei ter a certeza que nada é impossível ao olhos de quem Fé.
Minas considerações a sua amiga e exemplo de vida Shirley.
Agora terei tempo para postar e participar do seu blog.
Parabéns amigo por este maravilhoso espaço, onde a troca de informação e aprendizado é muito importante.
Com carinho,
Amiga Jô Zanotelli

Dori disse...

Parabéns amigo pelo excelente trabalho.Amei o artigo superação, show.
Bjs

Felipe de Souto disse...

Caralho, esse foi de doer na alma...Importante para pensar um pouco na vida...Tanta gente que enfrentam situações complicadas e que nem fazemos ideia...Obrigado, mais uma vez, pelo relato dessa mãe/corredora...
Felipe

ALEX disse...

Excelente depoiamento. Você Jorge é um garimpador de diamantes raros.

Decio Oliveira disse...

Nossa sem palavras, é totalmente inspirador. Lindo post, lindo mesmo. valeu. Bons treinos e boa corrida...

http://nerdcorredor.blogspot.com/

Mãe do Noah disse...

Shirlei, sua história é incrivel... Agora percebo o quanto vc é vitoriosa e guerreira!!!
Vc é um exemplo de que tudo podemos superar!!!
Brigada por compartilhar sua historia! E claroq seu bb era um anginho q veio te fazer esse SER ILUMINADO que és!!!

bjaum!!!
=)

Alan Ricardo disse...

Corredora de corpo e alma esta mulher!
Que volta por cima hein...
Coisas que o esporte proporciona!
Parabéns pelas conquistas e sucesso sempre!

Anônimo disse...

Ultra Jorge, grande guerreiro, a história dessa moça aí é impressionante. Ela também é uma grande guerreira. O filho dela está lá no céu com certeza. Abraço forte a todos, inclusive ao guerreiro Romildo pela sua história. Boas corridas a todos. (Àureo - Go)

pavaroti disse...

QUE A LUZ SEMPRE CAMINHE A SEU LADO UM ABRAÇO.

Fabiana Amorim disse...

Ah, não... Logo agora que ganhei meu primeiro troféu... Punição para os desonestos!

Nós, corredores de bem, não podemos nos prejudicar por conta de meia dúzia.

abraços,
Fabiana

bora21.wordpress.com