terça-feira, 24 de março de 2009

1ª Meia Maratona da Cris...

No dia 27 Fevereiro de 2009, Eu postei aqui a História de vida da Corredora Cris de Uberlândia - MG, vocês lembram disso, inclusive o meu blog de corridas bateu o record de mensagens, agradeço a você Cris por isso, para quem não se lembra ou não viu é só clicar no Link abaixo:


Pois é amigo(a)s no dia 08 de Março de 2009, ela completou a sua 1ª Meia Maratona de São Paulo, leiam o relato dela abaixo:

Cris toda de preto, com sua amiga Silvia na Meia de São Paulo
Querido Jorge,

Como vai?

Estava super com vontade de falar com você, pensei várias vezes em te ligar, cheguei até a discar o número mas, desisti por receio de causar algum constrangimento, sei lá...Mineiro é um pouco sistemático...ainda mais Mineira de Goiás. (Cris no tocante a me ligar, não tem problema, podeira ter ligado).


Não te escrevi antes porque o molden de casa não estava conectando e, além disso, meu trabalho me tomou mais tempo, fiquei muito envolvida com alguns bicos, mas te juro: pensei sempre em você!

Recebi o filme sim, já assisti e gostei. Confesso que esperava mais vibração em virtude das emoções fortes, estilo Hollywoodiano que estou vivendo através da corrida, mas aprendi com a Chistine do filme (estou movimentando melhor os meus braços). Muito obrigada pelo envio, valeu mesmo, e estou disponível para reproduzir conforme combinamos.


Ah...Jorge, a minha primeira meia maratona foi boa, mas eu estava muito tensa!! Viajei sentindo o joelho! Eu sentia de verdade, mas o psicológico intensificou a sensibilidade.

C
ompletei mas cometi muitos erros...

Carreguei uma poxete cheia de COMIDA que exagero!!! Rapadura, gel de carboidrato, banana passa, chiclete, pastilha, lenço, dinheiro, documento, filtro solar, sacolinha pra enrolar o meu mp3 se chovesse!!! Rsss e eu não usei nada!!!

Na verdade, eu levei todas essas coisinhas porque o povo meio amador ficava falando: “tem que levar, tem, tem, tem e eu não tinha noção da assistência”...então na última hora fiquei com medo de não levar e passar mal e acabar dando trabalho...


Trabalho mesmo eu que tive com essa poxete!!!! a danada pulava a cada passada era um tal de PUF, PUF, PUF...aquele treco sem parar pulando e rodando no meu corpo.

Ao mesmo tempo que pensava em jogar a poxete fora eu pensava no tanto de coisa que tinha lá dentro.

Meu Deus jogar 03 géis de carboidrato fora?!!!
E as bananas passas?
Além de gostosa é cara!
E se eu comer tudo? Mas eu não consigo! Então pra que eu trouxe?!!!
Jogar fora?!
Poxa vida e meu filtro solar e minha poxetinha (chata, mas bonitinha e ainda por cima nova).
Corri os 21 KM ao som do puf...puf...puf. 21 Km é chão pra caramba !!!!! ainda mais com puf...puf. O percurso da Meia de SP foi muito repetitivo e cansativo, porém bem assistido, bastante água, gatorade e eu ainda tinha minha super poxete!!!

Tinha água até demais!!! A cada posto eu pegava um copinho. Nos primeiros copos eu bicava a água e arremessava o copinho como aqueles atletas de elite que a gente vê na televisão (eu me sentia), depois eu cansei de fazer tipo de atleta de elite jogando o copinho rápido e com força e comecei a fazer o tipo atleta que joga o resto da água na cabeça.

Resultado: molhei meu tênis todinho! No auge dos 12 km percebi que o danado tava ensopado e pesando 1kg a mais.

Meu Deus do céu além do puf, puf, puf tinha o tchek, tchek do tênis molhado...

Aos 18 e 19 km começei a sentir pra caramba as costas e a contar os metros, percebi que preciso de mais preparo, mais musculação e alongamentos. Lembrei da minha irmã dando os importantes tiros atrás do meu afilhado de 02 anos que não pode ver uma piscina, lembrei do meu irmão com a coluna ereta esticado no chão da sala, da minha sobrinha que adora subir e descer a escada do meu prédio. Busquei inspiração no autocontrole e equilíbrio do meu filho Lucas.

Foi uma grande experiência, muito aprendizado e conscientização.

Muita vibração, gente bonita, energia, vida, superação!

Quando passei pela chegada marcava 2:16h fiquei tão contente que não sabia se sorria, se chorava, se tirava a poxete ou se tirava o tênis, ou se deitava no chão e arrumava minha costas... Mas logo me veio a vontade de pegar a medalha pra mostrar pro meu filho.

É que lá em casa ele me deu um beijo gostoso e me disse: mãe concentra e trabalha pra você completar o percurso. O importante é você completar! Concentra que você vai conseguir!

Completei mas, O importante mesmo é meu filho!

E foi assim...Graças a DEUS!

A Você Jorge um grande abraço, tipo aquele abraço longo e carinhoso do final do filme a Longa Corrida que você enviou pra mim.

E parabéns pelos seus treinos.

Um orgulho de ter um amigo que treina como você.

Cris

Essa é mais uma lição de vida que a Cris nos contou, Parabéns amiga que Deus te abençoe e que você continue nesse espírito, mantendo-se firme e forte, quantos aos erros acima que você cometeu na corrida, não ligue não, pois ninguém nasce sabendo, o erros serve para nos lidar uma lição e com certeza você aprendeu e na próxima você saberá conduzir tudo certinho. Parabéns!!!

Se você tem uma lição de vida como a da Cris e a Corrida te influenciou me mande um email: jcmaratona@gmail.com contando a sua história de vida que Eu publicarei aqui.

17 comentários:

Anônimo disse...

Mamae apesar dos errinhos mostrou q é durona, convenceu todo mundo de que é capaz de muita mais coisas
Para mim ela ja provou isso me criando com todas as dificuldades impostas, uma delas é a de ter me educado sozinha (modestia a parte ela educou bem hehe). Mas cabe também resaltar que ela busca motivação não apenas em mim, como também em todos os q à incetivaram nessa nova fase de sua vida (incluindo voce jorge)
Só tenho a agradecer a todos q a motivaram a praticar o esporte da corrida
MUITO OBRGADO
MAMAE EU TE AMO ! S2 S2

joaquim adelino disse...

Olá amigo Jorge.
Parabéns para a Cris pela prova que fez e pela forma como a contou. Foi divertido e revela que teve muitos pontos de descontração que a ajudaram a concluir a prova com êxito.
Obrigado por trazer até nós este post e por estar a divulgar notícias muito interessantes.
Um abraço.

Fábio Namiuti disse...

Muito legal. Parabéns, Cris, pela estreia nos 21K e por esse relato tão divertido.

Também estive nessa mesma prova, se você quiser conferir como foi a minha participação, ela está disponível AQUI.

Obrigado, Jorge, por publicar mais essa bonita história.

Abraços.

Fábio
http://fabionamiuti.hd1.com.br/

...tuttA... disse...

Olá Jorge, mais uma belo post heim amigão?
Quero parabenizar aqui também a Cris, por ter feito uma belíssima prova, apesar dos PUF, PUF e TCHEK, TCHEK.
Valeu Cris.
Boa sorte em suas próximas provas e mais uma vez parabéns Jorge por nos brindar com textos como este.
Abraços paranaenses.

...tutta...
ubiratã-pr.
www.correndocorridas.blogspot.com

cláudia disse...

Parabéns, irmã querida por todas as batalhas e desafios que enfrentou! O plof plof tchek tchek não foi nada perto das mudanças que o esporte fez em sua vida. E perceber essas mudanças tenho certeza que te faz melhor. Olhe para trás e veja a nova Cristina, ela é grande, feliz, dona de si. Com muito orgulho, parabenizo por insistir na prova, insistir em suas inspirações, buscar a sua felicidade.
beijo meu e do gustavo.

railer disse...

nossa, que história linda e muito inspiradora! ainda não fiz minha meia maratona e não vejo a hora de fazê-la!

quanto ao filme comentado na postagem, qual é?

Anônimo disse...

Olá minha irmã atleta!

Então, ri pra caramba lendo sua perfomace na meia maratona. Fiquei imaginando a cena, vc já tinha me contado mas não pensei que foi tão ruim assim (digo: os PUF PUFS e os TCHEK TCHEKS).

Mais uma vez parabêns pela mudança radical de vida, mudança essa pra melhor, muito melhor.

Impressionante saber que há uns 6 meses atrás vc era tão diferente, em todos os aspectos. Já te contei, não me recordo se escrevi no último depoimento: Lembro-me bem que antes de vc iniciar com as corridas, todo domingo de manhã eu ia buscar o Lucas (seu filho) na sua casa para jogarmos nosso futebolzinho e vc estava lá, com aquela cara amassada, camisola horrível e velha, gorda, feia, mal humorada, numa preguiça danada. Hoje quando vou buscá-lo vc está elétrica, roupa de ginástica, boné, tênis, MP3 no ouvido, pronta para superar mais alguns quilometros. A primeira vez que vi isso, me assustei, não tava acreditando. Hoje sei que isso faz parte da sua vida e principalmente, vc sabe disso e têm a noção do quanto é importante para você. Nós todos tbm sabemos.´

Por último, tenho um pedido: Por favor, não para, não desista, não desanime. Eu não quero aquela minha irmã como ela era de volta não. Prefiro a Cris atual.

Rodrigo

Xampa disse...

É de encher os olhos de lágrimas.
Ah, tb ri muito com o puf puf e theck theck.
A minha primeira meia virá no que vem, com certeza.

Everaldo Motta disse...

Olá Jorge, bom dia!
Belo relato da Cris, bem humorado, já ri muito.
Ô Cris! até rapadura na pochete!?
Dia 28 de junho tem a meia maratona do Rio de Janeiro,( O percurso é o mais bonito do mundo, sem exagero) você tá convidada. Ah, não precisa trazer rapadura não, tá? agora se quizer trazer a gente come depois da corrida, não é Jorge?
Parabéns pra Cris por completar a prova e seu filhão pelo incentivo, enfim uma familia nota 10.
Um forte abraço a todos,
Everaldo

Anônimo disse...

Cris vc é muito leve despojada
achei o maximo o seu depo
ri pra caramba

legal o blog do seu amigo
vou visitar de vez em quando
valeu
bj
Leandro

Anderson Consenzo disse...

Jorge,

Parabens por permitir que seus amigos contem suas historias atraves do seu blog. Parabens tmb para a Cris pelo otimo relato

Abraço

Renato disse...

Parabéns caro amigo Jorge, por nos proporcionar esses emocionantes relatos de novos apaixonados pela corrida.
É muito gostoso de ler por nos faz lembrar do nosso próprio início e isso é muito bom.
Obrigado a você pela sua visita no meu blog.
Para a Cris, meus parabéns pela sua estréia na meia maratona, eu também fiz essa prova e posso dizer que ela foi uma heroína, pois o calor nesse dia estava insuportável, mais mesmo assim ela fez um ótimo tempo por ser uma estréia na distância.
Abraços.

Renato
http://www.corridaevida.blogspot.com

Rogério Lagos disse...

Jorge, tudo bem?

Muito legal seu blog também! Vou lê-lo com mais calma hoje a noite, mas pelo pouco que vi percebi que é de primeira linha! Parabéns!

Pode deixar que darei seu recado ao Ricardo e ao P.A.

Abração! bons treinos!

Rodrigo disse...

Estou de volta comentando depois de uns contratempos, como trabalho, estudo, virose, mas deixa isso pra lá.
Li o primeiro post há uns meses atrás da sua amiga e me sensibilizei muito com ele.
Gostei mais ainda do progresso que ela está fazendo. Realmente, uma primeira maratona é algo inesquecível!
Ela só precisa ser um pouco mais bem orientada talvez? Assustou o número de coisas que mandaram ela levar para correr a meia! Mais atrapalhou que ajudou!

Nuno disse...

OI Jorge tudo bem?
Parabens pelo exito da Cris, interessante o relato da prova.
Quanto a GoldMarathon Carlos Lopes, a maratona é falada porque não se sabia se iria realizar. Mas agora já há uma data definida.
Eu vou fazer a maratona de Viena Austria, no dia 19 de Abril. Vou me lançar nas maratonas da europa. Em portugal ainda são poucos os maratonistas. A mais concorrida foi a Maratona de Lisboa em Dezembro teve 1000 atletas.
Bons treinos
Abraço

Samuel disse...

Valeu Cris!

Quando estava lendo o seu depoimento pensei que você havia ido ao mercado e de lá foi direto correr. Bincadeiras a parte....
Parabéns por tudo, e pelo que tenho lido sobre você a sua corrida já começou a bastante tempo e sempre ganhando.
Um grande beijo!

Cris Folgar disse...

Cris,
Que mulher de garra é você, heim ?
Parabéns e estaremos sempre torcendo por você"
Abração

"NAO EXISTE LIMITES PARA AQUELES QUE POSSUEM A CAPACIDADE DE SONHAR E, A DETERMINACAO DE
TRASFORMAR SEU SONHO EM REALIDADE!!!!!
Autor desconhecido"