segunda-feira, 19 de abril de 2010

Competição nº 204 - Ultramaratona Arraial do Cabo 2010

Distância: 66 Kms;
Tempo: 09 horas 13 minutos e 44 segundos;
Local: Arraial do Cabo - RJ;
Colocação Geral:;
Colocação na Categoria: Não teve; e
Total de Corredores: 108.

Domingo passado, dia 18 de abril 2010, aconteceu aqui no Rio de Janeiro à 1ª edição da Ultramaratona de Arraial do Cabo, realizada pela Focus Eventos. Pois cheguei no Sábado a noite em Arraial do Cabo, e fiquei hospedado na Pousada Paraíso do Atlântico, aliás uma pousada muito boa que eu indico a todos, fui acolhido pela funcionária da Pousada (caracas esqueci o nome...rsss...) a quem agradeço muito. Após instalado na pousada me dirigi ao cinema da Prefeitura para pegar o kit e participar do congresso técnico, chegando lá revi vários amigo(a)s.
Já no domingo acordei cedo, tomei um belo café da manhã e rumei para a largada (Praia Grande), pois a mesma estava prevista para ser dada às 07:00horas da manhã, mas a Tv local solicitou que adiasse para uma hora a largada. Pois o sol já estava tinindo já dava para sentir como seria a prova né...hehehe...
No congresso nos foi informado que deu um total de 108 atletas nesta Ultra, sendo que 48 correram solo 66 Kms e os restantes fizeram revezamento se dividindo em duplas ou quartetos. Também ficamos sabendo que o percurso seria de areias das praias, trilhas, Dunas e morros bem íngremes. Às 08:15 horas da manhã, foi dada à largada, pois dessa vez corri a ultra toda com a mochila de hidratação e na primeira volta de 33Kms (Foram 2 voltas pelo mesmo local de 33 Km), levei a máquina e fui registrando. Percorremos um bom trecho na areia da Praia Grande, logo em seguida, saímos da 1ª etapa da praia e passamos por um posto de controle e hidratação, peguei 2 copos, molhei a cabeça e seguimos por uma trilha de terra batida em que tinha algumas poças de água, após esta trilha pegamos um bons Kms de asfalto e logo seguida veio o 2º posto de controle, hidratação e frutas, filmei o posto, me hidratei, peguei uma banana e saí comendo, corremos por uma boa parte de terra batida, até alcançar um cenário exuberante que foram as Dunas de areias...(parecíamos que estávamos correndo no Deserto do Saara)...Showww...

Após sairmos das Dunas, atravessamos a rua de asfalto e pegamos uma trilha para pegar a 2ª parte de outra praia que não sei o nome, de novo percorremos vários Kms pela areia até chegar um posto de controle, hidratação e frutas, me hidratei rápido comi melancias e voltei correndo, foi nesse 2º posto de controle aonde estava a galera do revezamento esperando os parceiro(a)s deles chegarem, pois os mesmo que estavam aguardando bateu palmas para nós, fiz um sinal de Ok e segui em frente por vários Kms (não sei precisar os Kms, pois em ultras não tem placas de marcação de Kms), corri até uma montanha chamada Morro da Antena que acho que não deveria chamar desse nome, abaixo vocês entenderão o motivo. Comecei a subir o morro bem íngreme andando, pois era impossível subir correndo, pois a trilha estava um pouco fechada e era de cascalho e pedras, durante a subida o Márcio Villar me alcançou, fomos batendo papo durante a subida e na descida ele preferiu acelerar e eu acabei ficando em 5º lugar na geral, pois na descida a trilha estava bem fechada e faltando mais ou menos um 01 Km para chegar na 3ª parte da praia, veio um enxame de pernilongos, retirei o boné e comecei a bater no meu corpo, sendo que quanto mais matava mais aparecia pernilongos, nunca tinha visto isso, o que nos obrigou a correr mais ainda durante a descida (esse morro não deveria se chamado de Morro das Antenas e sim Morro dos Pernilongos, eram tantos que nunca tinha visto esta cena). Cheguei no 3º ponto de controle e hidratação com a meia de compressão cheia de sangue de tanto matar mosquitos é mole (fiquei pensando nas mulheres quando passaram por essa trilha). Me hidratei, enchi minha mochila de novo e continuei correndo pela areia da praia já nessa parte da areia já era dura o que deu para acelerar um pouco, tão logo acabou a areia peguei uma estrada de asfalto e veio outra montanha sendo que de paralepípedo em que obrigou a todos a subirem andando, pois o morro é tão íngreme que não tinha como subir correndo, quase na metade do morro, um outro atleta que não sei o nome me alcançando, trocamos algumas palavras até no alto e na descida ele aproveitou para acelarar eu não acelerei porque do outro lado era de cascalho e muito buracos e fiquei com medo de me machucar, tão logo desci, peguei outro pequeno trecho de asfalto e pegamos a 4ª parte da areia de outra praia, cheia de barcos de pesca, quase terminando de correr esta parte da praia, chegamos num quartel da marinha em que tivemos que atravessar segurando na cerca e outra parte tivemos que andar sobre as pedras enormes que deu na 3ª trilha de uma montanha que também não dava para correr por estar com a trilha um pouco cheia de mata e as pedras estava escorregadias, alcançamos uma outra estrada de paralepípedo em que chegamos no 4º posto de controle, hidratação e frutas, enchi de novo a mochila, comi alguns pedaços de melancias e fui até o 5º ponto de controle, e retornei correndo pelo mesmo percurso, passando pelo 4º posto de controle de novo, com várias subidas e descidas, até pegar uma trilha para chegar no ponto de largada, após descer essa trilha, comecei a sentir um cheiro bem forte, e pensei tem alguém fumando uma marola...rsss...tentei prender a respiração mais não deu, pois mas abaixo tinha 02 moleques fumando maconha e os mesmos estavam bem alegres sorrindo pacas...rsss...Cheguei no ponto de largada fechando os 33Kms em 03 horas 58 minutos, parei nesse posto por alguns segundos me hidratei com SUUM e daí um dos diretores da prova me disse que eu estava em 5º lugar e foi daí que olhei para o lado e vi que o atleta que tinha me passado mais atrás, tinha desistido da prova, pois tanto o sol e a subidas acabaram com as forças dele...Esse horário já era por volta do meio dia, o sol estava pior ainda, pedi a D. Lígia esposa do atleta Batista para guardar a minha máquina e saí para completar a outra metade dos 33 Kms, fiz a seguinte estratégia em alguns trechos difíceis caminhava uns 05 minutos e corria o restante, ao passar pela 2ª parte da praia comprei um sorvete de banana e mandei ver...ao passar pelo 2º posto de controle, enchi a mochila, joguei água na no corpo, comi algumas melancias e retornei a correr, passamos por várias praias, desertas e também com várias pessoas e as mesmas não acreditavam no que nós estávamos fazendo correndo naquela lua danada em vez de aproveitar as belas praias, algumas até nos incentivavam nos dando força e com isso nos levantávamos muito a nossa moral, quando já estava alcançando o moro da antena/pernilongo, parei num bar da praia e comprei uma coca cola para me hidratar, comecei a subir de novo o morro, foi que passei pelo um senhor que estava fazendo solo, mais foi só para fazer uma volta, ofereci a ele coca cola mais ele não quis aceitar e continuei subindo o morro, refazendo todas etapas já faladas acima e inclusive sofrendo com várias picadas de mosquitos...Quando cheguei no quartel da marinha em que tinhamos que passar segurando a cerca, numa parte não deu, para encarar e tivemos que andar sobre as grandes pedras eu fui segurando numa parte do muro, pois a maré tinha subido um pouco e que se tornou perigosa a passagem, porque a onda vinha e nos molhávamos e tinha que esperar ela dispersar para ver aonde nós pisavamos...Com isso todos os atletas iriam perdendo tempo...Passada esse percurso, fui em direção ao 5º posto de controle, foi quando o Márcio Villar que vinha em direção contrária a minha, passou por mim e disse Jorge falta pouco você é o 5º colocado, tenha cabeça que você vai para o pódio também, eu agradeci pelas dicas e segui em frente, após passar pelo 5º posto de controle me passa um atleta vindo em minha direção e me pergunta se o posto de controle estava longe eu disse que estava mais ou menos a 01 Km, foi daí que eu pensei não vou querer perder o 5º lugar, não sei da onde tirei forças, pois as mesmas já tinham acabado, comecei acelerar passei pelo 6º posto de controle, hidratação e frutas, pedi para o staff jogar um pouco de água em mim, peguei uma laranja, agradeci e saí em disparada, daí de vez em quando olhava para trás para ver se vinha algum atleta sendo que pelos meus cálculos faltando uns 02 Kms vinha este atleta, acelerei, subi o último morro e desci o mais rápido possível chegando em 5º lugar na geral e concluindo os 66 Kms em 09 horas 13 minutos e 44 segundos...Vibrei a beça na chegada. Fiquei muito feliz pois nesta prova o nível técnico dos atletas eram altíssimo, inclusive os 4º primeiros colocados são atletas de elite e com várias Ultras no currículo.
A consagração dos 5º primeiros nesta ultra (Tomiko representando o atleta Aguinaldo 1º, 2º lugar Sebastião, 3º lugar Luciano, 4º lugar Márcio e 5º lugar Eu. Taí foi bastante dura a prova, mas consegui terminar mais uma... A 5ª Ultra para o Currículo

Avaliação da Prova
=> Inscrição: 150,00 reais;

=> Kit:
Bom (Camisa de poliamida muito legal, Número, garrafa de esqueze, 01 pastilha SUUM, 01 compressa para dor e alguns planfletos explicativos de Arraial do Cabo;

=> Percurso:
Altimetria Hiper Difícil (Areia da praia, trilhas, alfalto, Dunas, paralepípedo, morros e todo percurso estava marcado com placas e bandeirolas indicando a direção em que devíamos correr;

=> Posto de hidratação:
Muito bom (Durante o percurso teve 06, alguns somente com água gelada na primeira passagem + 02 com frutas e um de isotônico);


=> Medalha:
Muito boa, feita de metal e grande;


=> Troféu:
Showww, feita de madeira;


=> Lanche:
Teve 03 postos de frutas durante o trajeto e mais um na chegada;

=> Posto médico:
Pelo que eu vi durante o percurso, teve 01 médico, 07 enfermeiros e 01 ambulância;

=> Banheiro:
Teve vários banheiros químicos na largada;

=> Prova:
Apesar do difícil percurso dessa prova gostei muito, pois nesta prova teve alguns trechos que não dava para correr os morros e a parte que tivemos que passar pelo muro da Marinha, com isso perdemos bastante tempo, passamos por várias praias lindas de água transparente, as Dunas foi um das coisas mais lindas que corri, pena que não deu para nós aproveitarmos dando um mergulho...showww, recomendo essa prova a todos;

=> Obs 01:
Thiago e Válter paraténs pela brilhante prova, desssa vez eu pude constatar que vocês melhoraram muito a prova, espero que vocês continuem organizando mais Ultramaratonas pois o Brasil é carente de Ultras;

=> Obs 02:
Obrigado meu amigo
Paulo Massa pelo apoio, você sabe que sua força foi imprescindível para que eu fizesse uma boa prova; e

=> Obs 03:
Não poderia esquecer de agradecer e parabenizar a Prefeitura de Arraial do Cabo, todos os Staffs, Médicos e todos Guarda Municipais que trabalharam em prol desta prova.

27 comentários:

Paulo disse...

Jorge,

como eu já lhe falei você é um exemplo pra muitas pessoas pela sua garra, dedicação e humildade, além do talento. Nem precisa agradecer, valeu mesmo!

Tudo isso foi representado nessa prova. Achei o seu relato sensacional, ri muito dos mosquitos e da maluquice do percurso!!

Arraial do Cabo é uma cidade que eu amo muito e fico muito feliz de ter sido especial esta corrida lá pra vc!

Parabéns pelo 5o. lugar, como você disse tinham vários atletas de elite, inclusive você!!

Grande abraço,

Paulo Massa.

Joka disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.... ESSA SUA ULTRA, FEZ A MINHA SER FICHINHA JORGE !!!! VEJO QUE ARRAIAL DO CABO FOI UMA PROVA DE SUPERAÇÃO COM MUITA AVENTURA. O MARCIO JÁ TINHA ME FALADO SOBRE O VISUAL DO LUGAR. DOUBLE PARABÉNS, ULTRA GUERREIRO !!!RS

Alessandro disse...

Parabens Jorge, vc é mto guerreiro!

Eu to fora. Se maratona já é insano, ultramaratona nem consta no meu dicionario!

abs
Alessandro

Dani disse...

Ufa, cansei de correr só lendo o teu relato. Jorge, vc está mais do que de parabéns, vc é "ULTRA MEN."
Bjos,
Dani

Ernani Souza disse...

Jorge maneiro esta prove hein, aqui 5º no geral, tah fraco não hein muleque.... rsrsrs brincadeiras a parte saiba que admiro seu esforço e dedicação ao esporte e isso ai irmão vamos com Deus pois com ele estaremos sempre bem acompanhados.
Sorte sempre e bons treinos.

Eduardo Acacio disse...

Meu amigo que ODISSEIA !!! Alias mais uma para seu vasto CURRICULO de provas e belos relatos e imagens sensacionais ... espero até 2012 estar neste seleto clube de ULTRA ... por enquanto vou nas MARATONAS e sonhando com as ULTRAS que a vida irá me proporcionar !!!

PARABÉNS E QUE DEUS SEMPRE ILUMINE SUAS CONQUISTAS !!!

Sempre na Torcida !!!

http://porqueeucorro.blogspot.com/

CANELAFINA disse...

Ultratexto, grande prova, muito dificil o percurso com as variações de piso, distancia longa .
Mas enfim, fostes la e venceste o desafio. Mereces nosso Parabens.

Thiago Melo disse...

Ultra parabéns!!! Excelente relato...bem detalhado...percorrer uma distancia dessas, com trechos na areia e terra, ja parece impossível...e ainda tem que sobreviver aos pernilongos...hehehe...ninguém merece...quem sabe um dia chego a disputar uma ultra com você...Abraços,
Thiago Melo
http://corredoraprendiz.blogspot.com/

Anderson Consenzo disse...

Sensacional, Jorge! Admiro a sua disposição de treinar e competir nas ultras. Não é pra qq um!

Abraço

Fábio Namiuti disse...

Parabéns, Jorjão! Mais uma façanha pro seu currículo. Dá gosto de acompanhar esses seus desafios, cada um mais casca grossa que o outro. Sei que ainda falta muito, mas um dia eu ainda parto pra umas encrencas dessas também (nem que seja pra ficar pelo caminho, hehehe...)

Congratulações também por este grande resultado: um belíssimo quinto lugar no geral, entre os grandes, que é o seu devido lugar.

Abração, bom descanso (se é que você faz isso!) e bom feriado!

Fábio

Corridas e Maratonas disse...

Cara, Jorge!!! Vc é um guerreiro!!! que relato, que histórias, parecem várias corridas em uma só!!! P... que maravilha!! Parabéns, sáude, sucesso, vc merece cara!!! E ainda, realizar toda essa km pegar podium?!!!! Meu, eu conheço o Jorge Ultra!!! é isso ai!!! Parabéns!!! Pri

Anônimo disse...

Parabéns pelo relato, e pela ótima colocação.
Pelo jeito voce tomou gosto mesmo pelas ultras, né?
Vi as fotos de Arraial no album da Maria Rita, e realmente o percurso deve ser pedreira, porém lindo.
Ficou 10 aquela foto de vc correndo nas dunas.
Segue um ultrabraçco e, bom feriado de Tiradentes

Anônimo disse...

Parabéns pelo relato, e pela ótima colocação.
Pelo jeito voce tomou gosto mesmo pelas ultras, né?
Vi as fotos de Arraial no album da Maria Rita, e realmente o percurso deve ser pedreira, porém lindo.
Ficou 10 aquela foto de vc correndo nas dunas.
Segue um ultrabraço e, bom feriado de Tiradentes

Anônimo disse...

Parabéns

Running Free disse...

Saudações Jorge, buenas?

Uau cara, foi uma prova e tanto hein...parabéns pela prova e pela colocação no Geral.

Abraço

Maria Ritah disse...

Jorge...belo relato..realmente a Focus ta de parabens pelo pioneirismo de fazer esta prova..ja penso no proixmo ano...sucesso nas corridas,bjs

Bons Km disse...

Parabens Jorge, superacao total...
vc me surpreende sempre...
relato incrivel...
Bjinhos
Bons treinos
JU

Ultra Sandrinha disse...

Show de bola meu amigo!! PARABÉNS. Adorei o relato e fiquei com vontade de ir também. Que Deus continue protegendo vc para que nos traga mais e mais alegrias. Você é um exemplo a ser seguido. Bjão!

Nadais disse...

parabéns jorge,

o que mais gostei foi:

"pedi para o staff jogar um pouco de água em mim, peguei uma laranja, agradeci e saí em disparada"

caracas!!

nessa altura sair em disparada!

muito bom

valeu!

nadais

Luciana Kremer disse...

Grande Jorge,
Parabéns pelos resultados, pela garra e pelo exemplo de atleta que vc é!

Grande abraço e até a próxima.

Lu

João Carlos disse...

Olá Jorge, Parabéns pela colocação! Eu sou 'aquele senhor' que você encontrou no Morro da Antena e a quem você ofereceu a coca-cola e recusou. Esse é o meu relato pessoal da ultra, que eu enviei ao Thiago da FOCUS: Olá Thiago, Você talvez se lembre de mim, sou aquele senhor de óculos que lhe perguntou no final da apresentação no cinema se poderia usar bastão de caminhada para atravessar as dunas. Gostaria de relatar aqui a minha experiência, pois para mim foi tudo muito confuso... Em primeiro lugar, resolvi me inscrever nessa corrida como um último grande treino antes da Maratona da Grande Muralha que vai ocorrer na China em 15 de maio. Não era minha intenção, portanto, correr rápido demais nem arriscar ter lesões ou torsões que me impedissem de correr depois na China, seria só um último treino forte, de resistência e longa duração. Vi no site ativo.com que a prova teria 56km e duração máxima de 10 horas e achei que seria perfeito para isso. Fiz a inscrição. Os problemas começaram quando vi durante a semana seguinte que o trajeto tinha sido alterado para 66KM. Ora, para um ultramaratonista profissional uma diferença de 10 km não é nada, mas para um amador com mais de 50 anos se preparar para uma corrida 10km maior em uma semana faz muita diferença, achei estressante essa alteração de última hora, principalmente por ter sido feita após a inscrição. No regulamento no site, que também foi alterado (tenho impressa a primeira versão, a de 56 km e 10 horas), dizia-se agora que a prova seria de 66 km e 12 horas de duração. Depois, durante a sua palestra no cinema de Arraial, você disse que a prova começaria não mais às 07 horas, mas às 08 horas, por exigência da Rede Globo, que iria filmar o evento para o Globo Esporte. E que terminaria às 17 horas. Bem, não vi Rede Globo nenhuma e o evento começou às 08:15. Logo, a prova passaria a ter não 12 horas, nem 10 horas, mas 8:45 horas de duração. Além disso, achei a exposição no cinema bastante confusa e cheia de referências locais, que só quem era do lugar conseguia compreender. Mas entendi que haveria sinalização e pessoal suficiente para orientar os corredores e não me preocupei muito. Logo antes da largada, contudo, você (acho que foi você, não tenho certeza) disse, como último aviso: 'Pessoal, não se assustem que não vai haver marcação na praia, mas é só seguir pela praia até terminar a Praia Grande, não tem erro', ou algo assim. Alguns quilômetros depois da largada na Praia Grande, tive problemas com a minha mochila hidráulica e tive de parar para ajustá-la. Isso levou vários minutos e com isso perdi os outros corredores de vista. Mas tudo bem, pensei, me lembrando das suas palavras: 'É SÓ SEGUIR ATÉ O FIM DA PRAIA GRANDE'. Ora, acontece que a praia que começa em Arraial e vai até Saquarema é uma praia só, e para alguém como eu que nunca esteve lá, essa praia era a 'Praia Grande' até o fim da qual eu deveria chegar... Bem, depois de 2 horas correndo pela areia, esperando terminar a praia, que NUNCA terminava, achei que havia alguma coisa de errado. Já havia passado por duas cidades (a primeira, eu soube depois, era Figueira, a outra não guardei o nome, começa com 'm') e resolvi perguntar para alguém quantos quilômetros tinha aquela praia afinal. 'Não sei', o cara disse, 'vai até Saquarema, é logo ali mais adiante.' Aí eu perguntei: 'Mas não é essa a Praia Grande?' E ele respondeu: 'Não, a Praia Grande é lá em Arraial, aqui é a Praia de Massambaba'. (continua)

João Carlos disse...

(continuação)Entendi finalmente o que havia acontecido e comecei a retornar correndo pela praia. Chegando em Figueira, entrei em um bar para tomar água (os 2 litros da minha mochila hidráulica haviam acabado) e perguntei se Arraial ficava muito longe. O pessoal não sabia dizer ao certo: 'é longe, uns 15 ou 20 km'. Mas todos me aconselharam a ir pelo asfalto, pela praia iria demorar muito. E foi assim que voltei correndo pelo asfalto, sem balizamento, até encontrar finalmente o ponto de entrada da Praia Grande e conseguir finalmente ingressar no circuito. Já passava do meio-dia. Expliquei a situação ao pessoal que me indicou o próximo ponto, o trevo, onde havia membros da organização que poderiam me orientar melhor sobre a situação. Pensei logo: 'Bem, acho que posso me considerar desclassificado, pois não passei por um dos pontos de controle, o da entrada da Praia Grande até o asfalto.' Meu único medo é que não me deixassem terminar o percurso, afinal eu paguei pela inscrição e poderia pelo menos apreciar o passeio e a paisagem... No trevo, expliquei a situação a um sujeito que parecia ser o chefe ali e ele me perguntou se eu pretendia desistir, se ele podia me chamar um táxi. Falei para ele que não tinha desistido porra nenhuma (nunca abandonei uma prova em minha vida inteira, sempre chego no final, de uma maneira ou de outra) e que sabia que estava desclassificado mas queria saber se pelo menos poderia chegar ao final do percurso. Ele respondeu que sim, claro, não havia problema. Me indicou o caminho e fui em frente. Logo atravessei as dunas, as praias, os morros todos, enfim, fiz o percurso completo até retornar à Praia Grande, chegando lá pouco depois das 18 horas, quando já estava escuro e já não havia ninguém. No meio do caminho errei o percurso duas vezes de novo: entrei por uma trilha errada no penúltimo morro e tive de retornar para a trilha certa (quase não havia bandeiras vermelhas nesse morro). Teve um ponto também onde entrei na cidade e os guardas não me avisaram que deveria seguir em frente, segui à direita pois a seta parecia indicar esse caminho, depois tive de voltar e perguntar aos guardas o caminho certo. No final encontrei outro corredor que também havia se perdido, pois errou a entrada das dunas e foi parar no aeroporto. Como eu, ele estava com a perna preta de mosquitos e também havia sido atacado por um enxame de abelhas no último morro. Quando voltava com ele, um rapaz da organização parou de carro e me disse que eu deveria informar que meu ponto de chegada havia sido no ponto 5, e que eu e o outro corredor seríamos classificados e receberíamos medalha de participação. Não entendi se ele disse isso por engano ou a sério. Parece que quem terminou o percurso uma vez só também estava recebendo medalhas? A verdade é que não faço a menor idéia de quantos quilômetros percorri no total. Com certeza foram mais de 56. Mas teriam sido mais de 60, mais de 70? Não sei. De qualquer forma, foi um lindo passeio, e um ótimo treinamento para a Maratona da Grande Muralha, e não me arrependo nem por um instante de ter participado do evento. Além disso, aprendi o caminho e no ano que vem espero poder participar com mais conhecimento do percurso. Também gostei muito do apoio e da simpatia que recebi do pessoal de moto, das equipes dos pontos de transição e dos outros corredores, todos gente finíssima. Sem falar na paisagem, claro. Com medalha ou sem medalha de participação, gostaria de lhe agradecer por essa aventura inesquecível. abrs João Carlos Pijnappel P.S.: Jorge, hoje saiu o resultado no ativo.com. O engraçado é que só uns 40 foram classificados e até quem deu só uma volta recebeu medalha... Mas enfim, tudo bem, essa bagunça toda foi muito divertida e foi bom ter conhecido quase toda a praia de Massambaba...Um grande abraço e obrigado mas eu não bebo coca-cola :-)

Mayumi disse...

Parabéns por mais uma ultra! Deve ser muito, muito punk mesmo! Pernilongos... deve ter sido barra, hein? Vou dar uma olhada no video agora! Até mais!

weliton disse...

A cada Post seu de uma nova ultra, fico aqui tentando absorve o máximo possível, pois tive a oportunidade de acompanhar alguns atletas em uma Ultra (Fuzileiros Navais 2009) e posso concluir que você vêm fazendo um ótimo trabalho... abração irmão e fique com Deus

tutta disse...

Ufa, hehe...
Belo relato dessa ultra maratona amigo Jorge.
Parabéns pelo 5º lugar, você é um guerreiro e merece sempre estar no pódio.
Forte abraço, bons treinos e fique com Deus.


tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com

BMW disse...

Isto que é ser ultra.
Mais de nove horas correndo, por difícieis 66km. Parabéns.

Hoje cheguei, entrei no seu blog pra me atualizar das suas façanhas e me empolguei rsrsrs... não consegui mais parar de ler. Parabéns pelos seus feitos, realizações e dedicação com o esporte.

Um abrx, Michel
http://bmw-runner.blogspot.com

BMW disse...

Isto que é ser ultra.
Mais de nove horas correndo, por difícieis 66km. Parabéns.

Hoje cheguei, entrei no seu blog pra me atualizar das suas façanhas e me empolguei rsrsrs... não consegui mais parar de ler. Parabéns pelos seus feitos, realizações e dedicação com o esporte.

Um abrx, Michel
http://bmw-runner.blogspot.com