BLOG

terça-feira, 31 de julho de 2018

A minha outra metade

Por Julio Cordeiro
Maratonista Pernambucano

Hoje, o dia dos meus 50 anos foi muito especial. Uma data verdadeiramente mística. 
E como eu vou viver até os 100 anos, quis dar um passo especial pra essa outra metade que me resta.

E Deus é tão bom na minha vida que me presenteou com a oportunidade de dar muitos passos nesse abençoado dia 29/7/2018.

Hoje, exatamente no dia dos meus 50 anos, corri 45582 passos pelo MEU GPS  e fiz a minha maratona/ultra de número 101.

Esse 1 do 101 é um novo começo, uma nova história…

A contagem agora é regressiva eu sei, mas não estou triste…

Sempre gostei da competição que a corrida proporciona. 
Quero competir até os 100. 
Gosto de ganhar, por isso escolho sempre pessoas gordas e mais velhas pra competir. 
Eu vejo um desses na largada e falo: vou ganhar, e...
Quase sempre ganho!!!

Mas hoje, fui desafiado por um competidor muito mais poderoso e invisível: O TEMPO
Na realidade, o tempo que me resta...
Os meus outros 50 anos...

Meu rival, O TEMPO, tem características imbatíveis: Nunca vai morrer, e é implacável com todos nós. Muito chato…

Eu um simples mortal, mago véi do buchão de guaru e ainda bebedor de cervejas. 
Que competição desleal...

Na largada ele estava ao meu lado. 
No km 25, o vejo um pouca a minha frente. Na verdade, a sensação que eu tinha é que ele estava em todo lugar…

No KM 32 ele me diz seguramente que foi essa hora que 50 anos atrás eu nascia em Tabira, sertão do Pajeú Pernambucano.
Ele parece saber tudo…

No final, nos 42kms ele estava lá do meu lado. Cruzou a fita comigo, mas me confidenciou que passou também horas antes com o Queniano que ganhou a corrida. Muito exibido…

Eu lá, morto de cansado e ele todo mostrado, impassível...

O resultado???
O tempo que fizemos na corrida? 
Pouco importa. 
Perdi pra uns milhares de corredores desconhecidos mas ganhei mais  de uma dezena de novos amigos e fortaleci as amizades antigas. 

É isso que a gente leva…

Ele, o senhor TEMPO” me deu mais esse momento bom, essa oportunidade de ser melhor a cada dia. 

Eu entrei nessa competição pra fazer mais amigos e viver com qualidade de vida a minha outra metade. E “ele” me proporcionou isso mais uma vez. 

Ele, O TEMPO, sabe que eu sou apenas mais um que luta contra ele. 
Mas ele me conhece e sabe que eu luto diariamente pra ganhar e estar bem nesses outros 50. 

Então digamos que competimos em alto nível. O resultado foi um EMPATE. 

Ele muito benevolente, me deixou ganhar nos pênaltis, e agora passou a ser meu amigo e aliado. 

Já gastei exatamente 5 horas horas da outra metade que eu tenho até escrever esse texto aqui, e já sinto que essas horas pra mim , têm outra dimensão agora. 

Um sabor melhor de quem sabe que tem que aproveitar mais, cada momento bom que a vida nos reserva. 
A família e os amigos estarão agora cada vez mais próximos.

Me sinto um grande vencedor.

Essa vitória é NOSSA meu amigo TEMPO. 

Já ia esquecendo…
Obrigado pela metade de antes. 
Foram 50 anos muito felizes…

Agora sou eu que estou nesse rol dos cinquentões e poucos fazem essa loucura de correr maratonas.
E o melhor é que fazemos por amor, paixão, tesão…

Que essa contagem regressiva dos meus outros 50, seja repleta de mais histórias interessantes pra contar aos meus futuros netos e bisnetos.

Conto novamente com sua ajuda meu amigo, TEMPO. 

E viva a outra metade!!!

2 comentários:

  1. Esse Júlio é fantástico. Tanto como corredor, como escritor e como amigo então; nem se fala.
    Cara nota 101.

    Abraço e parabéns pela postagens Jorge.


    #tuttamaratonista

    ResponderExcluir

Sejam bem vindo(a)s ao meu Blog de Corridas. Participe seus comentários serão muito importantes para mim e para outros participantes interessados no mesmo tema.

Todos os comentários serão bem vindos, mas, reservo-me no direito de excluir eventuais mensagens com linguagens inadequadas ou ofensivas.

PS: Caso queira entrar em contato, me mande um e-mail para jmaratona@jmaratona.com

Obrigado,

Jorge Cerqueira
Ultramaratonista