BLOG

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Fim do Sprint Tênis

Toda marca tem um começo...Mas porque tudo que é bom tem que acabar um dia hein??? É com pesar que informo que a fabricação do Sprint Tênis chegou ao fim, foram mais de 10 anos usando essa grande marca nos meus pés que me ajudou muito a conquistar várias vitórias nas corridas. Que pena😭😭😭.
Como nasceu o Sprint Tênis
Muitos já sabem que tudo começou em 1991 em uma corrida que era pra ser a corrida que consagraria tanto o treino e esforço, mas deu tudo errado. Roberto Corrêa conhecido como Robertinho. Ele estava entre os primeiros colocados na prova e tudo estava indo tão bem, mas de repente aconteceu o inevitável de realizar o seu sonho, um velho inimigo começou atacar, por ter os pés muito sensíveis os tênis sempre machucaram seus pés e esse dia não foi diferente. O incômodo começou a surgir, parecia mentira, mas não era e foi só aumentando e com isso seu rendimento foi caindo, foi quando o desespero tomou conta.

Desesperado Robertinho estava vendo tudo escapar entre os "pés" e em um ato de desespero tirou seus tênis e jogou-os fora, terminando a prova em uma colocação que nem quis saber, chorou esse dia e com isso jurou para si mesmo que iria fabricar o seu próprio tênis de corrida. Para alegria do Robertinho e mais tarde de milhares de corredores pelo Brasil afora nasceu o Sprint Tênis, que antes nem tinha esse nome era apenas o tênis do Robertinho. Sua idéia era simples, fazer um tênis que primeiramente não o machucasse e também que fosse leve, ventilado e que custasse barato pois desde aquela época os tênis já eram caros.

Sobre o Sprint Tênis ele foi desenvolvido para que não houvesse nenhum tipo de costuras em cima dos dedos para maior conforto possível. É construído com nylon aerado todo furadinho para ventilação dos pés evitando o aquecimento dos pés, além de evitar que os pés fiquem úmidos demais e em caso de chuva ele não encharca. Sua entressola é de EVA dando um maior amortecimento eficaz para as corridas. Me surpreendi com o cabedal a parte da frente do tênis tem a ponta larga, taí o diferencial para as demais outras marcas esportivas que são finos, impedindo que os dedos dos pés fiquem apertados evitando bolhas e dando um conforto maior para a corrida. Entre os pontos positivos, é um tênis que se  destaca pela leveza, maciez, confortável e custo-benefício para os corredores irem mais longe.

O Sprint foi usado em corridas de pequenas e longas distâncias, sem bolhas e sem machucados nos pés, dele e isso simplesmente o tornava Campeão da Prova, campeão de uma Ultramaratona de 24H com seu tênis fabricado com suas próprias mãos, seu sonho havia se realizado ele e seu Sprint em primeiro lugar.  Infelizmente em 2003 Robertinho sofreu um acidente que lhe tirou a visão. E daí entrou em cena seu filho Roberto Filho que assumiu a produção do Sprint Tênis.
Sprint Tênis na linha de produção em Paraguaçu - MG
Esse foi o meu primeiro par do Sprint Tênis
Alguns dos pares de Sprint que já corri
Mais tarde a Sprint criou também o Sprint Minimalista. Tênis muito bom para corridas em trilhas e montanhas da qual corri muito.
Não tem aquela música do cantor Roberto Carlos...Foram tantas emoções...São momentos que eu jamais vou esquecer e etc e etc...Pois então com o Sprint Tênis não foi diferente...Vivi tantas emoções, foram muitos momentos correndo com muita alegria que jamais vou esquecer. 😃😃😃
Treinando na areia da praia com Sprint Tênis
 Treinando com o Sprint no Campo do Gericinó
Correndo a Ultra de montanhas BR 135 - 217 Km
Bicampeão geral nas 12 horas de Macaé - 126 Km
Bicampeão geral nas 24 horas de Santa Maria - 208 Km
Segundo colocado geral nas 48 horas de Passa Quatro - 332 Km
A minha caricatura com o Sprint Tênis
Um dos motivos que o Roberto me informou sobre parar a produção do Sprint Tênis é que falta mão de obra qualificada e que por ser fabricado artesanalmente está difícil de achar profissionais que se enquadram. Depois de tantas vitórias nas ultramaratonas ainda assim tem pessoas que desconfiam do produto e preferem até uma marca desconhecida importada, pois a empresa ficou um bonzai, sem crescimento e para quem é um empreendedor não tem coisa pior do que isso.  Pois como o ramo esportivo é amplo e um dos segmentos que podem ser explorados é de produtos esportivos. Todo empreendedor quer ver a empresa crescer e desenvolver e os novos produtos de alta qualidade veio com as roupas de compressão com a tecnologia Emana onde estamos desenvolvendo aos poucos produtos de alta qualidade e estamos conseguindo também atender com maior velocidade os clientes e temos uma mão de obra mais fácil de moldarmos. Por enquanto a Sprint só ficará produzindo roupas esportivas. Mas na conversa que tive com ele o mesmo me falou que talvez para o futuro o Sprint Tênis volta a ser fabricado novamente, mas que por hora não será mais fabricado. Na torcida para que retorne um dia novamente.

Não é sempre que uma empresa valoriza o atleta. Obrigado de coração Robertinho que não cheguei a conhecer, mas cheguei conhecer a Ana Paula e Roberto Filho, além de fabricarem um material extraordinário e são gente do bem. Quem sabe um dia o Sprint retorna a ser fabricado novamente. Vai deixar uma legião de corredores pelo Brasil afora na mão, vai deixar não, já deixou!!!
Valeu Roberto e Ana...Muito obrigado!!!

Um comentário:

  1. Ubiracy Rezende21 de março de 2018 07:54
    Jorge, por ocasião do Treinão do Brasil, em 2015, recebemos um excelente apoio da Sprint nas figuras de Roberto e Ana. Com certeza o Sprint voltará mais forte... Quem viver verá

    Jorge Cerqueira21 de março de 2018 18:23
    Bira que bom que a Sprint pode apoiar o Treinão do Brasil. Vamos torcer para que a produção do Sprint retorne.
    Bons treinos!!!

    CARLOS ALBERTO ORTEGA23 de março de 2018 13:58
    Eu tenho um tênis Sprint todo branco e realmente é uma delícia. Não machuca os pés e além disso é super leve. Eu espero que a fabricação volte logo, pois esse tênis não pode ficar sem ser fabricado. Quem por um desses no pé, não troca por outro. É excelente. Que vocês encontrem ou preparem mão de obra especializada para retomar a fabricação. Peçam ajuda ao SEBRAE ou algum órgão do setor de calçados. Tenho a certeza que encontrarão e o tênis Sprint vai voltar com força total pela ruas e trilhas do país.

    Jorge Cerqueira23 de março de 2018 16:04
    Carlos Ortega sim na torcida para que o Sprint Tênis volte a ser fabricado. Bons treinos!

    Marcos Vinicius - UCRSM24 de abril de 2018 19:24
    Vamos ficar na torcida ter que usar outra marca para competir para mim é stress.

    Jorge Cerqueira
    Sim amigo.

    ResponderExcluir

Sejam bem vindo(a)s ao meu Blog de Corridas. Participe seus comentários serão muito importantes para mim e para outros participantes interessados no mesmo tema.

Todos os comentários serão bem vindos, mas, reservo-me no direito de excluir eventuais mensagens com linguagens inadequadas ou ofensivas.

PS: Caso queira entrar em contato, me mande um e-mail para jmaratona@jmaratona.com

Obrigado,

Jorge Cerqueira
Ultramaratonista