terça-feira, 23 de agosto de 2016

Competição nº 375 - A Muralha Up And Down - Marathon 2016

Distância:  42,195 Km;
Tempo: 4 horas 00 minutos;
Local: Penedo à Visconde de Mauá - Rio de Janeiro;
Colocação Geral:  22;
Colocação Faixa Etária:  2; e
Total de Corredores: 150 corredores inscritos, mas só 134 concluíram.


Que tal correr uma maratona montanha acima com mais de 1.200 metros de altitude? O vento batendo no rosto, chovendo, fazendo frio, subidas íngremes e descidas pelo caminho, o pensamento longe e aquela sensação boa de superar os Kms e chegar ao destino final? É realmente mágico, não é mesmo? Foi atrás dessa motivação toda que fui encarar a 1ª edição da A Muralha Up And Down - Marathon 2016, com as seguintes distâncias 42,195 Km e 8 Km, prova organizada nesse Domingo dia 21 agosto 2016 pelo amigo Marco Campos. 

Prova inovadora com o símbolo da Triscele cujo símbolo era usado em muitas culturas da antiguidades e que representa poder, energia e movimento progressivo, ou evolução, a própria apresentação das pernas ligadas em formato circular reflete essa idéia de movimento de ação. Para a Muralha além de todas esses significados o próprio contexto histórico seria a subida, descida e a coroação pelos atletas dessas tarefas, como corpo, mente e coração!

Nessa empreitada fui com os amigos Marcos Jorge e Gilberto Canelas na 6ª feira passada, fomos dois dias antes que deu para descansar, chegamos em Visconde de Mauá por volta das 15 horas da tarde, fomos primeiro buscar o Kit da Maratona e depois nos hospedamos na Pousada Sabor da Serra. Já no Sábado os amigos acima pela manhã me convidaram para fazer um trote, preferi ficar descansando, guardando energias para o dia da prova...rsss. A tarde fomos novamente na entrega do kit para retirar uns kits de alguns amigos e foi até bom porque o organizador da prova nos reuniu em um auditório e comentou sobre a mesma tirando várias dúvidas dos corredores que estavam lá. O organizador da prova nos informou que por culpa dos corredores que correm de pipocas em várias provas, para uma melhor fiscalização todos tiveram que correr com camisa da prova.
Na entrega do Kit
Marco Campos falando sobre a prova
Já no domingo dia da prova levantamos às 3 horas da manhã nos preparamos e fomos pegar o ônibus da organização que nos levou ao ponto de largada em Penedo. Pois o ônibus acabou saindo de Visconde de Mauá às 04:30h, chegando em Penedo às 05:50horas, chegando lá procurei logo guardar o meus pertences no guada volumes porque à largada estava prevista para às 6 horas, só que organização da prova resolveu atrasar alguns minutos porque o Rodrigo que correu com seu filho Biel na cadeira de rodas estava acabando de arrumar a cadeira e também o ônibus da prova acabou chegando em cima da hora, foi bom ter atrasado porque muitos foram usar o banheiro químico da prova e deu para fazer um pouco de trote para esquentar o corpo porque o tempo estava fazendo muito frio, muitos corredores gostam desse tempo para correr, já eu prefiro o sol que o corpo esquenta mais rápido.
Na linha de largada pronto para mais um desafio
Por volta das 06:25h da manhã foi dada à largada, liguei o meu MP3 e lá fomos nós correndo por dentro da cidade de Penedo. A minha estratégia para essa prova foi correr forte em Penedo porque ali era plano para ganhar algumas posições, e até porque não queria ser cortado da prova nos pontos de cortes na montanha acima, também nessa cidade tinha alguns leves tobogans (pequenas subidas e descidas). Rodamos por cerca de 7 Km dentro da cidade de Penedo, foi quando começamos a iniciar uma subida leve em direção a Visconde de Mauá. Não lembro muito bem em qual Km, mas nessa subida começou a chover, acabei tirando os manguitos do meus braços porque estava começando a me incomodar esquentando e abafando os braços. Lá pelo Km 17,5 chegando num bairro chamado Capelinha a subida começou a se tornar íngreme, passei pelo primeiro ponto de corte da prova com o horário de folga e a todo momento ia olhando o relógio controlando o pace para não dar mole de chegar atrasado nos outros pontos de cortes. E quanto mais subíamos aparecia mais e mais curvas. Lembro que ao chegar lá pelo Km 21 a neblina caiu e não dava para quase enxergar quase nada, mas mantive o ritmo que estava correndo morro acima, quando cheguei no Km 24 estava um pouco cansado e comecei a andar um pouco, foi quando um corredor passou por mim e me deu forças falando comigo vamos comigo, disse que estava recuperando um pouco o fôlego andei por uns 200 metros e retornei a correr morro acima novamente.
Lá pelo Km 24, morro acima!
Cheguei no 2° ponto de corte e hidratação que era quase no Km 30 no alto da montanha com 2h 54min parei rapidamente peguei um copo de gatorade, meia tangerina, desci a montanha ingerindo o gatorade, comendo a tangerina e comecei a descer imprimindo um ritmo bem forte, para tirar o atraso da subida, teve um Km que bateu em 3min 57seg vindo a ultrapassar alguns corredores, quando cheguei no Km 32 já era no plano e continuei correndo, mais a frente avistei um corredor que estava correndo devagar ultrapassei ele e falei vamos tá acabando, lembro também que por volta do Km 35 corremos por uns tobogans e as forças estavam minadas que acabei alternando com poucos metros de caminhadas e voltava logo a correr até quando chegou no Km 41 tentei correr rápido para fechar antes de 4 horas mas as forças já eram e acabei terminando a Muralha em 4h 00 min. E assim foi mais uma maratona realizada nesse percurso de tirar o fôlego. E o melhor estava para acontecer, tinha pensado que nem iria dar pódio para mim devido o tempo de prova que tinha feito, mas quando o locutor me chamou no pódio para receber o meu troféu na minha faixa etária, foi alegria pura. Show.
Segue minhas parciais por Km:
01 Km4min 07seg;
10 Km4min 33seg - 46min 15seg;
30 Km6min 22seg - 2h 57min;
42 Km5min 20seg - 04h 00seg;
A consagração no pódio...Showww 
Obrigado meu Deus por mais essa vitória
Seção amigos
Valeu Gilberto e Marcos parabéns amigos
Valeu Marco Campos pela prova
Avaliação da Prova:
Inscrição: De R$250 à 280 reais de acordo com as datas dos lotes, um pouco cara;
Kit: Entregue 2 dias antes em Visconde de Mauá. Recebemos apenas 01 camisa de poliéster, 01 boné, 01 número, 01 chip descartável, acho que pagamos caro para receber um Kit simples. Pois bem não tive problemas para retirar o kit, mas os corredores que ficaram hospedados em Penedo reclamaram porque a organização tinha informado que também seria entregue em Penedo e depois resolveram entregar somente em Visconde de Mauá, ponto que precisa ser melhorado, mas no final deu tudo certo;
Guarda volumes: O organizador disponibilizou na largada da prova uma área para que nós guardássemos nossos pertences. As duas Staffs escreviam o nosso nome e número em um saco grande, colocavam nossos pertences dentro do saco e lacravam. Tanto na entrega como na devolução não tive problemas algum...Ponto Positivo;
Altimetria e Percurso da prova: Altimetria bem elevada em um percurso repleto de curvas que exigiu muito dos corredores, ainda mais quando subíamos ficava mais íngreme. Já o percurso foi 99% de asfalto e apenas 1% de paralelepípedo. O percurso tem um belo visual, como estava competindo foquei na prova e não deu para reparar muito nas belezas do local até porque quando chegamos lá em cima estava neblina pura. Pois à largada deu-se em Penedo, rodamos alguns Kms em Penedo e subimos a serra até chegar em Visconde de Mauá. Nos foi dito que o trânsito iria ser em meia pista, durante o percurso notei que não funcionou em meia pista, alguns motoristas quando subiam passavam para outro lado da pista, já outros continuavam na mesma pista e tivemos que ficar atentos, ponto que precisa ser melhorado;
Posto de hidratação: Muito bom, a organização colocou mais de 10 postos de hidratação durante o percurso com água gelada, gatorade, banana, maçã e tangerina. Porém  notei que a organização colocou copos grandes nos postos de hidratação e os Staffs encheram os copos quase até a boca, na hora que passei e pegava o gatorade e bebia entornava, também notei que muitos nem bebiam todo o gatorade vindo a desperdiçar jogando fora, sugiro para as próximas edições que se não for distribuído em garrafas que coloquem em copos menores por exemplo de 200 ml, também notei que todos os Staffs durante o percurso estavam nos servindo na hidratação e alimentação com luvas...Ponto Positivo;
Posto Médico: O organizador colocou na prova uma ambulância com equipe médica...Ponto Positivo;
Banheiros: O organizador colocou na largada, no Km 30 e na chegada alguns banheiros químicos...Ponto Positivo;
Lanche: Além das frutas distribuídas nos postos de hidratação durante o percurso ao concluirmos a prova recebemos água em copos, 01 garrafa pequena de refrigerante, 01 garrafa de cerveja, 01 garrafa de gatorade, bananas, maçãs e tangerinas...Ponto positivo;
Premiação: O organizador premiou os 05 primeiros colocados na geral Masculino/Feminino com troféus de acrílicos e premiou o primeiro corredor masculino e feminino com um pacote de viagem individual com passagem e hospedagem para a Maratona Internacional de Buenos Aires na Argentina em 2017...Ponto positivo;
Premiação na Faixa Etária: O organizador premiou os 03 primeiros colocados Masculino/Feminino com troféus pequenos de acrílico na frente vindo o logo e nome da prova, a faixa etária escrita, sendo que apenas premiou duas faixas de 20 à 49 anos e de 50 anos em diante, esse ponto precisa ser melhorado o certo é premiar as faixas etárias de 5 em 5 anos ou pelo menos de 10 em 10 anos;
Medalha de participação: Todos os atletas que cruzaram a linha de chegada de forma legal, receberam uma linda medalha de metal, de acordo com os horários estipulados ganhando medalha nas cores ouro, prata e bronze, na frente vindo o slogan e o nome da prova, a distância, o ano, os locais Penedo e Visconde de Mauá e vindo com uma fita personalizada escrito o nome da prova...Show...Ponto Positivo;
Resultado da Prova: A organização divulgou o resultado no site da prova www.amuralha.com.br ...Ponto Positivo;
Prova: A Muralha tem um lindo percurso, passamos correndo por uma área de conservação estadual o Parque da Pedra Selada e uma reserva da Mata Atlântica. Tem uma altimetria desafiadora, prova bem puxada, técnica e esse ano teve a dificuldade da chuva, frio e vento forte que nos acompanhou em sua grande parte. A prova exigiu muito dos corredores força, resistência e a mente bem treinada. Percebi em todos que correram essa prova não só o amor pelo esporte, mas a paixão por desafios. Ninguém ali que correu essa prova gosta do que é muito fácil, quanto mais desafiador melhor. O mais engraçado de tudo isso? Foi a superação e o sorriso no rosto de todos os corredores depois de cruzar a linha de chegada, foi bom demais. Também percebi que muitos corredores ficaram receosos de se inscrever para essa primeira edição dessa prova e acabaram não indo se arrependendo depois de  não ter ido nesse grande desafio...Perderam uma ótima prova. Pois a Muralha nasceu e em 2017 terá o percurso invertido (Visconde de Mauá x Penedo) sendo mais difícil ainda e quem concluir as duas edições ganhará a medalha back to back especial por completar os dois anos seguidos, então agora é se preparar melhor para completar bem em 2017. Parabenizo o Marco Campos e sua equipe por essa belíssima e desafiadora prova. E recomendo a todos à correrem a próxima edição.

Um comentário:

Anônimo disse...

Aeee showww parabéns Ultra.
Abs,

Kirlan Andrade