segunda-feira, 17 de junho de 2013

Competição nº 303 - 3ª Ultra Desafio ASCOM 2013

Distância: 85 Km;
Tempo: 10 horas 53 minutos 09 segundos;
Local: Macaé - Rio de Janeiro;
Colocação Geral: 05;
Total de Corredores: 11 (Sendo 10 homens e 01 mulher).
Foi realizado neste último final de semana Sábado dia 15.06.2013 a 3ª Ultra Desafio ASCOM, mais uma Ultramaratona realizada pela Associação de Corredores de Macaé - Rio de Janeiro.

Fui para esta prova para tentar o bi-campeonato e a quebra do tempo recorde que fiz em 2011, sendo que não foi possível contarei os detalhes mas abaixo. Cheguei em Sana lugar da largada por volta das 18 horas onde me hospedei na Pousada Sanadum, após o chekin e um bom banho desci para jantar e participar do congresso no próprio local da pousada, onde já encontrava os amigos Ultramaratonistas, jantei e por volta das 20 horas iniciou o congresso e distribuição dos kit.
Jantando com os amigos
Com o Kit...número bom esse...rsss
Como em Dezembro do ano passado a largada foi às 07 horas da manhã e a temperatura chegou na casa dos 40 graus e pelo bem estar dos atletas a organização resolveu parar esta prova no Km 60 e com isso este ano colocou a mesma para o inverno e largando às 05 horas da manhã...Após o Congresso e o recebimento do Kit, subi para o quarto preparei o material da prova e fui dormir...Acordamos às 04 horas da manhã me preparei e fui com os outros atletas tomar o café da manhã, conversa vem, conversa vai, daí lembrei que tinha dado mole, acabei esquecendo a lanterna de cabeça para iluminar o percurso...Fomos para a largada e já que tinha esquecido a lanterna o jeito era acompanhar outros atletas que estavam com a lanterna, coloquei o Garmin em um braço e outro relógio em outro braço (fiz isso porque já sabia que o garmin duraria apenas 8 horas de bateria e para saber o tempo total da prova usei o outro relógio do cronômetro).
Na largada...ainda bem escuro
A largada deu-se às 05 horas da manhã e preferi correr esta prova sem levar a máquina digital e sem escutar música, foram todos correndo devagar, fui ao lado do corredor Amaral já que ele estava com a lanterna (obrigado) e foi iluminando o percurso, fui correndo bem cauteloso para não levar um tombo todos correram bem devagar no garmin o 01 Km bateu 6min 41 seg, tivemos que correr uns 05 Kms e retornar pelo mesmo local da largada, sendo que como estava escuro, ninguém percebeu que correu 02 Kms a mais, fomos até o portal de Sana, quando retornamos o dia começou a clarear e foi daí que aproveitei e comecei a imprimi um ritmo forte e quando cheguei em frente ao local de largada peguei a minha mochila de hidratação e fui embora, fiz esta estratégia para tentar a fuga dos demais atletas que acabou dando certo, durante o percurso dava algumas olhadas para trás para ver se vinha algum atleta e nada e fui no meu ritmo correndo subindo e descendo montanhas até que por volta de uma descida bem íngreme lá pelos 28 Km eis que sou surpreendido, quando estava descendo em uma curva vinha 02 fazendeiros em cima do cavalo fazendo sinal para eu parar, só que estava descendo numa velocidade tão forte na curva que quando percebi já era tarde os fazendeiros estava trazendo vários bois para cima da montanha e para não dar de cara com os bois e causar um acidente sério, me joguei para o lado freando foi quando sentir uma dor no joelho que começou a doer, acabei me lembrando do ano passado que tive que abandonar a prova mais a frente porque estava lesionado, daí disse nem a pau vou parar, fiz uma rápida massagem espraguejando e continuei correndo sentindo dor na lateral do joelho direito.
Foto registrada pelo amigo Wilson...
Cheguei no primeiro ponto de apoio no Km 31 ainda sentindo dores, parei tomei um guaravita, comi biscoito salgado e prossegui correndo com menos velocidade, e com medo de agravar a situação do joelho alternava com caminhadas e com corridas nas subidas e descidas...Com esse problema fui ultrapassado pelo Mauricio no Km 33 e pelo Jorge Luis no Km 38 e pensei comigo mesmo desta vez não vou desistir e prossegui correndo, lá pelo Km 45 fui ultrapassado pelo Amaral e quando cheguei no Km 50 parei em um bar comprei uma lata de coca cola, foi quando fui ultrapassado pelo corredor Geazi que me perguntou o que estava acontecendo comigo, informei e ele me emprestou o aerosol salompas o que aliviou a dor por uns instantes (obrigado), disse para ele continuar que iria caminhar por alguns instantes, depois de algum tempo fui ultrapassado pelo corredor Wilson...Com isso já era o 6° colocado,  mas não me desanimei e prossegui nesta duríssima Ultra...Quando cheguei no Km 65 o garmin começou a avisar que a bateria estava ficando fraca, que droga justamente no final que gostaria que marcasse não deu, ainda bem que estava com outro relógio para marcar pelo menos o tempo final da prova, foi quando vi mais a frente o corredor Wilson e quando cheguei nele perguntei o que tinha acontecido e ele disse que estava sentindo dores também nos joelhos e comentou comigo que já estava andando há um bom tempo, já que ele estava passando massageol no joelho dele pedi emprestado e passei também no meu para aliviar a dor e prosseguimos por um bom percurso conversando e caminhando até que começou a esfriar um pouco e disse que iria começar a correr para não deixar o corpo esfriar e assim fui, foi quando chegamos na última subida forte desta prova e o garmin acabou a bateria no Km 68 e nessa subida só da para fazer caminhando porque a mesma é bem íngreme e devido ter começado a chover a trilha estava bem escorregadia, foi quando o Wilson conseguiu chegar até a mim e o mesmo teve a idéia de pegar um pedaço de pau para ajudar na caminhada acima, mas a frente fiz o mesmo, estava bem escorregadio o percurso, o que me surpreendeu foi o Wilson o cara caminhou com uma alta velocidade nesta trilha que acabou me deixando para trás o cara é fera em trilhas...rsss...E quanto mais subia a neblina e a chuva caia que ficou até um pouco escuro...
Foto registrada pelo amigo Wilson...Eu começando a subir a última subida
Uma parte da Altimetria da prova...pedreira pura....
Quase chegando no topo da montanha eis que escuto uma voz e pensei será que deve ser algum corredor? E quando cheguei lá em cima vi que não era corredor e sim alguns motoqueiros que estavam fazendo trilhas nessa montanha e uma das motos estava atolada e um deles me perguntou opa chegou mais um para ajudar nós a empurrarmos a moto, e brinquei falando que não estava ali para empurrar moto e sim numa competição e foi daí que avistei o Erik que estava no apoio da organização, desci caminhando com ele por alguns metros porque não dava para correr a trilha estava muito escorregadia e acabei escorregando por duas vezes, consegui com muito esforço descer toda montanha e faltando mais ou menos uns 06 Kms para terminar a prova eis que avisto mais a frente o corredor Wilson caminhando, cheguei até a ele e perguntei bora tá acabando ele disse que não dava mais que as dores no joelho eram demais e prossegui correndo devagar até o final da prova completando a prova na 5ª colocação no geral fechando os 85 Km em 10 horas 53 minutos 09 segundos.
Sprint Tênis este é guerreiro aguentou muito
Resultado da Prova:
01° colocado: Mauricio
02° colocado: Amaral
03° colocado: Jorge Luís 
04° colocado: Geázi Peçanha
05° colocado: Jorge Cerqueira
06° colocado: Wilson Leal
07° colocado: Ricardo
08° colocado: Índio
09°/10°/11° colocados: Vera Motta, William Wiltgen e Ivanildo (chegaram juntos)
Hora da premiação...Mais um belo troféu para coleção...Showww
Galera toda reunida...Nós sofremos, mas todos foram campeões...Parabéns...
Avaliação da Prova:
=>Inscrição: R$ 250,00;
=>Kit: 01 camisa, 01 número de peito e 04 alfinetes;
=>Guarda Volumes: Foi usado o carro da organização e dos próprios corredores sem nenhum problemas;
=>Altimetria da prova e percurso: Dificílimo muitas subidas e descidas íngremes o percurso praticamente foi de 90% de terra batida, 05% de asfalto e 05% de paralelepípedo, com muita lama o atleta tem que estar bem preparado para realizar esta prova tanto mentalmente como fisicamente.
=>Posto de apoio durante a prova: No Km 31 teve um posto com água, suco, biscoito salgado, bananada, paçoca, durante a prova teve um jipe, moto, carro nos oferecendo água, biscoito, suco e também em vários trechos do percurso tinha fonte de água que dava para o atleta hidratar;
=>Posto médico: Não reparei se tinha;
=>Lanche: Na chegada tinha água e um sanduíche natural;
=>Premiação: Os organizadores premiou todos os corredores com lindos troféus medindo 73 cm de altura premiando os corredores por chegada;
=>Prova: Como já citado acima esta prova é difícilima o atleta tem que estar bem preparado psicologicamente e fisicamente bem para correr, todo o percurso é recheado de muita natureza e ar puro, para quem nunca correu esta prova recomendo...Esta prova é linda de se correr quem foi sofreu mais o lugar é lindo demais, espero que no próximo ano outros corredores e principalmente as mulheres corram essa prova, a única mulher guerreira mesmo foi a Vera que correu as 03 edições. Mais uma vez agradeço a Vera, Aprigio, Erick e pela guarda florestal pelo apoio.

Nenhum comentário: