quarta-feira, 3 de março de 2010

Competição nº 200 - Ultramaratona de 5 Pontões

Distância: 62 Kms;
Tempo: 08 Horas 37 Minutos e 29 Segundos;
Local: Laranja da Terra - ES;
Colocação Geral:;
Colocação na Categoria:; e
Total de Corredores: 58.

Amigo(a)s me desculpem pelo atraso da postagem, pois tive alguns contratempos. Com essa Ultra realizada chego a 200 corridas concluídas!!!

No domingo passado, dia 28 de fevereiro 2010, aconteceu a 1ª edição da Ultramaratona de 5 Pontões, na cidade de Laranja da Terra - ES. "Laranja da Terra é o paraíso do esporte de aventura no Espírito Santo, porém ainda pouco explorada. Na região é possível praticar diversas modalidades como: mountain bike, canoagem, escalada, parapente e agora também
Ultramaratonas". A pequena cidade tem mínima estrutura hospitaleira, mas os moradores são solidários e também receberam atletas em suas casas. A cidade fica aproximadamente 170 Km da capital de Vitória.
A prova ofereceu duas distâncias: a primeira com percurso de 70 Km (Long), pois na realidade este percurso foi alterado para 62 Km, segundo o Organizador desta prova (Thiago Mol) nos informou que a distância foi reduzida porque alguns fazendeiros não deixaram os corredores correrem dentro de suas fazendas e a segunda distância foi de 30 Km (Short). Os 108 participantes, se dividiram na disputa das duas distâncias (58 corredores correram o Long 62Km e 50 corredores correram o Short 30Km). O percurso da prova foi totalmente rústico, passando por ruas de terra, trilhas e até por um Rio no trecho final da prova (aproxidamente a 7 km do final).
A viagem até Laranja da Terra foi bastante cansativa para mim e não deu para descansar e se não bastasse o cansaço, no domingo de manhã levantei com uma baita dor de cabeça, resolvi não tomar remédio, porque iriamos correr muito tempo no sol e não sabia como o meu organismo iria reagir, corri todo o percurso sentido dores de cabeça.

Momentos antes da largada
Com temperatura quente e sol forte, às 7 horas da manhã foi dada à largada para os participantes dos 30 Km. Poucos minutos depois aconteceu à largada para os 62 Kms. E lá fomos nós para mais uma batalha, durante os 10 primeiros minutos da corrida se formou um pelotão, mas logo em seguida esse pelotão foi desfazendo, preferi não aumentar a velocidade e segui sozinho correndo, quando chegou a primeira subida, a seta pintada de kal no chão, indicando o caminho estava meio escondida no mato e não percebi o que me fez errar o percurso, e perder mais uma posição, retornei e com isso mais 3 corredores que estavam atrás de mim, conseguiram me alcançar e começamos a subir, numa parte da trilha, um corredor de Minas (agora não recordo o nome) me pergunta, aí Força Aérea, você é da faixa dos 40, eu disse que sim e isso me tirou atenção e acabei levando um tombo, ralando o joelho sem nenhuma gravidade, pois não tinha visto uns gravetos no chão, me levantei e continuei correndo com os dois, eles me perguntaram se estava tudo bem eu disse que sim, daí o pertinente do Mineiro fez a mesma pergunta (perguntando se ele era da faixa dos 40) para o outro corredor, pois o outro corredor respondeu para o Mineiro, que não era para ele ficar se preocupando com faixa e sim com a corrida, começamos a descida e logo em seguida com 25min 55seg, apareceu o 1º posto o posto de hidratação (5º Km), paramos hidratamos rápido e continuamos a correr, passamos por vários lugares e me desgarrei desse grupo de 2 e logo em seguida tinha uma seta indicando o caminho, só que a mesma estava indicando para uma entrada de uma fazenda com o portão aberto, daí entrei e um pequeno cachorro veio para cima de mim e falei para a senhora que apareceu na janela que tinha errado o caminho, retornei de novo e achando o caminho certo, pois a organização colocou a seta antes da curva e sendo que a curva que era para fazer estava mais a frente e como tinha uma cerca de plantas tampando a curva, não tinha dado para ver, não sei precisar em qual ponto do percurso, mas com o forte calor e a dor de cabeça, pela primeira vez me deu vontade desistir, não sei de onde veio as forças mas pensei direitinho e não desistir, diminui a velocidade e continuei correndo, o mineiro que tinha me perguntado mais atrás a minha faixa me ultrapassou e pela minha contagem fiquei em 8º lugar, nós íamos passando e os moradores olhavam para nós, dava bom dia para todos, alguns respondiam outros não, quando estava para se iniciar outra subida, passei por um bar e uns homens disseram, olha os corredores que passaram por aqui compraram coca cola, beberam e deixaram para vocês também, eu bebi um copo rapidamente, agradeci e saí correndo. Me lembro muito bem que não via a hora que chegasse o paredão dos 5 pontões (14 km de subidas bem íngreme), antes desta subida chegar passamos por mais um bairro em que a população nos olhavam nós correndo e tinha mais uma posto de hidratação e macarrão, peguei um prato de macarrão com carne moída (fria demais), saí comendo, quando a montanha apareceu, passei por mais um ponto de água e logo em seguida vinha um corredor e se emparelhou comigo e o mesmo me perguntou você é o Jorge Ultramaratonista, respondi que sim e perguntei de onde ele me conhecia e o nome dele (Daniel - Ipatinga), pois ele disse que me conhecia pelo blog, foi até bom ele me alcançar, pois a subida de 14kms dos 5 Pontões não foi nada fácil e um foi dando força ao outro, quando chegamos lá em cima já rolava 3horas e 45minutos de prova.
uma das subidas com a seta pintada de kal
Famosa montanha de pedra dos 5 Pontões
Descida da montanha de pedra 5 pontões bem ingreme
Quando veio a descida, também bastante íngreme, disse para o Daniel, olha vou aproveitar a descida para recuperar o tempo, daí ele me perguntou se conseguia eu disse que sim e me adiantei, 2kms abaixo quem eu vejo subindo pelo lado contrário o mineiro que tava preocupado com a faixa etária no início da prova, daí perguntei o que tinha acontecido e ele me respondeu que mais a frente tinha uma porteira e que a mesma estava fechada, ele tinha pensado que estava no caminho errado, eu respondi que o caminho estava certo que era só ele abrir a porteira e assim fizemos, aproveitei e acelerei, lá embaixo tinha 2 senhores com uma garrafa de água bem gelada que nos ofereceram a água que caiu muito bem, tão logo mais a frente apareceu outro posto de hidratação e frutas. O mineiro parecia que estava fazendo fartleck, quando me via acelerava e corria comigo por uns minutos, quando apareceu outro posto de hidratação e frutas paramos, enchi a garrafa de água, peguei um pedaço de melancia e saí correndo e o mineiro ficou para trás...Não sei precisar quantos Kms já tinha corrido, mas que o sol nos castigava muito ahhh e como e ainda por cima a estrada por ser de terra, quando passava algum carro levantava aquela poerada danada...rsss...

Não faltaram desafios para os atletas nesta prova. Além das dificuldades já conhecidas do percurso, o calor foi intenso até por volta de 6 horas e 30 minutos de prova, quando desabou uma chuva torrencial, aumentando ainda o desafio para todos atletas. Era água e mais água que não paravava de chover os pés ficaram com muita lama e pesado e tão logo começou a cair a chuva eu me lembrei dos amigo(a)s mas lentos que vinham atrás, pensando caracas como eles vão achar o percurso certo se as setas pintadas de kal no chão tinham se apagado com a chuva, durante todo o percurso em alguns pontos aparecia um carro e uma moto de apoio nos levando água. Quando apareceu o carro de apoio novamente eu perguntei para o condutor como iria achar o local marcado para para atravessar o rio, eles me falaram que tinha uma seta indicando, a minha sorte que logo mais a frente tinha uma seta pregada na madeira, atravessei o rio segurando em uma corda e na passagem pelo rio a água estava batendo na minha cintura (pena que não deu para levar a máquina para registra a cena), mais os amigos que vinha atrás me disseram que quando passaram o rio estava batendo no peito.

Olha como ficou o estado do tênis novinho e a meia...antes de passar pelo rio, tava bem pior, com muita lama...coitados...
Tão logo cumpri a etapa do Rio, veio mais um ponto de água e frutas, disse para o pessoal do apoio que só queria água e comecei a tirar o tênis e a meia o mais rápido possível para lavar e tirar a areia dos pés para que mais na frente não desse bolhas no pés...daí um dos rapaz que estava no ponto de apoio me disse, olha teve um corredor (Gomes) que acabou de passar por aqui agora e que deve estar a uns 200 metros a sua frente eu agradeci pelo apoio e fui tentar pegar este corredor, pensando é melhor alcançar ele, daí um vai dando força ao outro e não se perdemos, aumentei a velocidade para ve se alcançava mais que nada não deu para alcançar eu acho que o rapaz do ponto de apoio tinha errado nos 200metros...rsss...E quanto mais corria mais chuva com trovoadas caía, quando alcancei mais uma subida, tentei olhar bem mais a frente se via o centro de Laranja da Terra, mas a neblina tinha tampado tudo e o negócio era continuar correndo e torcendo para não errar o caminho e ainda bem que não errei o caminho, quando avistei a ponte que chegava na cidade, joguei a garrafa dágua fora e tinha uns meninos de bike mais a frente e quando cheguei perto deles eles iam me acompanhando até a chegada, faltando uns 500 metros tinha até torcida dos familiares dos corredores e dos moradores da cidade, eu passava e eles batiam palmas me parabenizando, dei aquela acelerada e fechei a prova dos 62Kms em 08 horas 37minutos e 29 segundos...Vibrei a beça, peguei a minha medalha, perguntei a menina que estava marcando a chegada, qual era a minha posição, ela me respondeu que eu era o 7º colocado na geral, fiquei muito contente pensando garanti mais um pódio...Tinha projetado esta Ultra para correr em 6 horas mais devido o calor e a dor não deu mas fiquei satisfeiro
Após a minha chegada com a medalha
Com a medalha e o troféu

AVALIAÇÃO DA PROVA
=> Inscrição: 129 reais;

=> Kit:
Bom - camiseta, número, chaveiro, almofada térmica e muitos adesivos;

=> Percurso:
Dificílimo - Altimetria pesada, chegamos a 980 metros de altura, também teve várias partes do percurso planos e muitas subidas, não teve placas de marcação de kms, também o que dificultou um pouco era a ida e vinha dos carros que levantavam muita poeira, pois a organização em vários pontos marcou o percurso com kal, só que com o passar dos carros e a chuva apagaram espero que na próxima isso não aconteça , que ponham placas ou staffs;

=> Posto de hidratação:
Bom - No congresso nos foi dito que a cada 5Km teria posto de hidratação, mas passei por 2 pontos na subida do paredão de 5 pontões, que não teve água, ainda bem que corri com uma garrafinha dágua, mas presenciei que alguns corredores correram sem uma garrafa dágua...Nos postos de hidratação, também teve água, sucos e também durante o percurso tinha carro e moto nos apoiando levando água o que faltou foi isotônico, ahhh durante o percurso vi uma nascente e aproveitei para me refrescar;

=> Posto com comida: Teve um, não da forma como foi distribuído o macarrão e a carne moída, pois como dito lá em cima estava frio e estava colocado nos pratos em cima da mesa, pois o ideal era que estivesse na panela;

=> Lanche: Na chegada não teve, mais a organização nos ofereceu um bom café da manhã antes da largada (bolo, pão com queijo, sucos, leite e café);

=> Medalha:
Boa - gostei feita de metal e no formato do desenho dos 5 Pontões;

=> Troféu:
Não gostei, feito de madeira e muito pequeno, os troféus foram iguais tanto para os ganhadores da geral, como das faixas etárias, só diferenciando as etiquetas e teve alguns que nem etiquetas tinham, já que fizemos um desafio difícil o troféu deveria ser bem maior;

=>Posto médico:
Não vi, mas fiquei sabendo do último corredor a concluir a prova que teve uma ambulância acompanhando os últimos corredores e também chegou ao meu conhecimento que os médicos que estavam na ambulância acompanhando os últimos colocados, tentaram fazer com que os últimos corredores desistissem da prova, falei com o corredor que era para comunicar o fato ao organizador;

=> Banheiro:
Não teve na largada;

=> Prova: Gostei pois revi alguns amigos, conheci novo(a)s amigo(a)s, tive a oportunidade de conhecer mais uma cidade a qual nem sabia que existia e tive o prazer de correr mesmo não sentindo bem. Pois a cidade de Laranja da Terra tem um visual magnifico, showww, finalizei a prova entre os 10 primeiros. Só não gostei dos pontos marcados com kal e da forma que foi feita a premiação. Como foi uma competição não deu para levar a máquina para ir registrando tudo que acontecia, foi uma pena o visal é magnifico, só quem esteve lá é quem sabe...

=> Mais uma vez torno a repetir o meu blog de corridas, não tem a intenção de difamar ninguém, pois todas as críticas aqui postadas são construtivas para que o organizador tome ciências das falhas acontecidas, para que na próxima corrija
.

Agradeço a todos que torceram por mim.

Valeu galera, boa semana e bons treinos!!!

19 comentários:

Thiago Melo disse...

O seu relato é muito motivador...parabéns!!!
Thiago Melo
http://corredoraprendiz.blogspot.com/

Estivison disse...

cara, eu tenho que ir nessas provas !!!
to chegando lá. já to correndo 21 km.
muito motivador !!!
em abril to no RJ. bora correr !!!

Leo Binda disse...

Jorge!

Primeiro de tudo, parabéns cara! 200 provas não é para qualquer um, e ainda mais com esse monte de ultra que você faz!

Adorei os comentários que você fez, principalmente da organização. Como você mesmo deve saber foi a primeira Ultra que os meninos aqui do estado realizaram e o seu toque com certeza vai ajudá-los mais ainda! Encaminhe esses pontos para o próprio Thiago Mol, que ele vai com certeza melhorar na próxima prova!

E mais uma vez, foi um puta prazer te conhecer! Agora só falta a gente fazer uma corrida ou um treino juntos (mesmo sabendo que vou comer poeira - ainda mais se for numa estrada de terra!!).

Abraços

Leo Binda
www.correndonailha.blogspot.com
www.twitter.com/leobinda

Fábio Namiuti disse...

E isso tudo com dor de cabeça, né? Imagina sem... Jorjão, você é monstro, cara! Parabéns por mais um grande, literalmente falando, desafio e por mais essa brilhante conquista na sua trajetória esportiva. Demorou, mas valeu esperar pela postagem da prova propriamente dita, ficou no capricho!

Abraço

Fábio

Diego da Costa disse...

Grande Jorge, meus parabéns pelas 200 corridas e por mais essa grande conquista. E o lugar realmente é muito lindo, deve ser muito bom correr em um lugar assim junto a natureza.

Abraços e bons treinos!!!

Anônimo disse...

Parabens Jorge pelas 200 corridas, tambem chego lá. A ultra 5 pontoes foi so minha primeira, realmente nao foi facil encarar a subida dos pontoes, ainda mais tendo de racionar a agua, foi importante mesmo o apoio mutuo naquela hora.

Valeu muito a experiencia.

abraço,
Daniel - Ipatinga

Ultra Sandrinha disse...

Grande relato. PARABÉNS. Vc é um vencedor. Grande abraço, que Deus continue protegendo você sempre...

Rinaldo disse...

Olá Jorge,

Ótima forma de comemorar 200 corridas! Bela paisagem, ótimo resultado e belo post!

Parabéns!

Claudio Rinaldo
http://numerodepeito.blogspot.com/

Charbele Correia disse...

Nossa Jorge cada vez mais tenho orgulho de ter te conhecido! =) meus parabéns A paisagem é de tirar o folego só pelas fotos.

Joka disse...

COMBATI O BOM COMBATE, TERMINEI A CARREIRA, GUARDEI A FÉ... (II TIMÓTEO 4:7)
Vc é o cara man, bom fds guerreiro...

japa disse...

Jorginho, ufa, foi muito dificil, mas parabéns, vc, venceu. mesmo com a dor de cabeça, aquele calor, quase virei um churrasco, engordei de tanto comer poeiras......mas um desafio, demorei mas cheguei. parabéns, Jorginho, vc é guerreiro. bjs. Tomiko.

Everaldo Motta disse...

Bom dia meu amigo!!!
Parabéns!! caramba!!que prova dura, heim!
Muito bom seu relato nos minimos detalhes, valeu!!!
Um forte abraço,
Everaldo

Carlos Lopes disse...

Cada vez mais sou teu fã.. és um guerreiro, uma pessoa de bom coração..

Antonio disse...

Grande Jorge!
Parabéns pelas 200 provas. Não sei de onde vc tira tanta energia para encarar tudo isso. Vc é um herói.

satrijoe disse...

Caramba Jorge.

Tanta coisa pra falar!

Parabéns pela prova #200!!! E tinha que escolher uma casca dura como essa! rs A altimetria dessa prova foi maluca. Definitivamente não era pra qq um. E todas as outras dificuldades...

Mas vc é um lutador e um vencedor!

Fica aqui minha admiração e respeito por tudo que vc já conseguiu alcançar na sua vida. Desejo que vc continue nessa caminhada, inspirando mais gente.

Jorge, vc é o cara!

Abração,
Shigueo

Ricardo Nishizaki disse...

Jorjão, quanto pior melhor, né? Hehehe... demais!! E mais um troféuzinho pra botar na prateleira, no armário... sua casa tem que ser meio grande pra guardar tanto troféu e medalha!!!

Dani disse...

Oi Jorge, como sempre vc está de parabéns. Correr 62kms com dor de cabeça, realmente, não é pra qualquer um.
Bjos e bons treinos,
Dani

tutta disse...

Olá Jorge, parabéns por mais esta ultra maratona concluída.
Pelas dificuldades citadas por você e por estar sentindo dores de cabeça ao início da prova você foi um verdadeiro guerreiro.
Abraço, tudo de bom e desde já desejo-te muita sorte nas próximas ultras.
Valeu.


tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com

Mayumi disse...

Oi, Jorge! Desculpe-me a demora desta visita! Estou muito devagar!
Parabéns pela façanha em Laranja da Terra!
Se eu fosse lá, iria ser uma das que iam se preder pelo caminho, com a falta de sinalização, levada pela enxurrada! Rsrsrs. Isto se eu chegasse àquele ponto, pois era capaz de desistir antes! Kkkk.