sábado, 4 de julho de 2009

História de Superação nas Corridas - Parte 06

O relato abaixo me foi enviado pelo meu amigo Corredor Yuri Habib daqui do Rio de Janeiro, que participou da Meia Maratona do Rio de Janeiro, que aconteceu no último Domingo dia 28.06.2009. Vale a pena ler...

Oi pra todo mundo,

Hoje eu tive um fato que vai ficar pro resto da minha vida. Desde 2007, quando tive a decisão de superar uma coisa que muitas pessoas se entregam: o mal que fazemos a nós mesmos.

Tive que ficar cara a cara comigo e pensar que da maneira que estava vivendo sedentário, sem disciplina, pensando em coisas futéis não chegaria a lugar nenhum.

De lá pra cá, minha vida mudou bastante. Conheci pessoas que se tornaram conhecidas, amigos de pequena ou grande intensidade e que se tornaram minha família por destino da vida. Mas também tem pessoas não eram para ser. Antes pensava que amigo era somente aquele que me ligava pra me chamar pra ir numa night, mas isso tudo na nossa juventude é festa mais a vida é passageira.

Aos poucos, fui mudando minha pessoa: quanto de corpo e alma. Desses amigos eu fiz uma seleção e poucos pude contar na mão quando precisei. Não é todo dia que a vida é so flor: existem dias que tudo dá errado em que dá uma vontade de descarregar nas pessoas nossa ira mais por causa de uma decisão errada acabamos afastando elas parcialmente ou totalmente perto da gente.

Dia ruim todo mundo tem: Faça desses dias em pensas que jamais teria que ter levantado da cama, tirar disso tudo uma lição para viver mais e melhor.

Chegou um dia que estava de baixo astral com a vida e fui andar quando vi pessoas correndo e fui procurar algo para melhorar minha socialização com as pessoas: A Corrida. Eu mal aguento correr pra pegar um ônibus vou aguentar uma Lagoa !?

Minha vida é ainda um paradoxo: sem decisão para ser alguém na vida, pulando de galo em galo então será que eu decidi correr vai ser fogo de palha ? Vou dar minha cara a tapa.

No ínicio foi duro e árduo conseguir correr mais não queria desistir por que ela começou a me proporcionar um bem que não tinha há algum tempo. Aos poucos fui conhecendo novas pessoas, ganhando regras e disciplinas e superando cada dia mais algum obstáculo.

Fiz duas corridas de 5 km e uma de 10 km quando me deu a loucura de me inscrever para Meia pensei junto comigo: Se você parar de correr, se parar no meio do caminho e etc... pensei que seria um fracassado pro resto da vida. Se superei tanta coisa com perseverança e dedicação resolvi correr provando a todos na minha vida não tem meio-termo: ou você faz uma coisa bem feita ou não faz.

Fui correndo atrás desse objetivo pensando como seria o dia 28 de Junho e claro completando a corrida.

Os meses foram se passando e me dedicando cada vez mais átras desse sonho que tinha. Muitas coisas boas e ruins aconteceram mais superei pois eu queria provar a mim mesmo que era capaz de chegar aos meus objetivos.

Os meses de 2009 foram passando e a ansiedade de correr a Meia era maior. Chegando cada vez mais perto da meia alguns empecilhos fizeram que parasse de correr, apareceu uma lesão no meu quadril do lado direito, resfriando e até na semana que antecede a meia fui atacado por um pit bull mais nada disso foi capaz de me derrubar em correr a Meia. Médicos e pessoas me aconselharam a adiar este sonho mais fui cabeça dura e uma pessoa me motivou a correr mostrando que era capaz acima de qualquer coisa.

Finalmente o dia chegou e a ansiedade era enorme. Mais eu estava calmo e concentrado naquilo que ia fazer. Na hora da largada, eu pensei comigo e disse: Vai que é tua essa corrida. Até uns kms foi tudo tranquilo quando nos kms finais senti um estalo no quadril e pensei: meu corpo vai dizer não e o que vou dizer as pessoas que me deram tanto conselhos e motivações a correr essa meia dizer que não deu. Fui frouxo ?!

Diminui o passo por uns minutos e acelerei de verdade pois cada vez mais a dor aumentava e meu sonho estava perto de ser concretizado. As lágrimas corriam do meu rosto pois eu não sabia se era de dor ou de felicidade que estava em transe naquele momento.

Ao passar da largada, um grande peso das minhas costas senti que havia saído: ressentimento, rancores e algumas coisas ruins do passado que estavam presas a mim até aquele momento. Minhas lágrimas passaram a ser só felicidade provando que se você passar dos seus limites, dar o de si mesmo podemos chegar aonde queremos.

Sei que o texto pode ser um pouco cansativo, mais meu relato é dizer que todos que estou enviando este email influenciaram bastante para conseguir uma coisa que não desisti em nenhum momento.

Como eu disse que deixei pra trás ressentimentos, rancores, remorços e pessoas que já não fazem parte da minha vida venho pedir desculpas pois eu sei que meu temperamento é duro e complicado de se aturar.

Ainda emocionado com tudo de positivo que aconteceu hoje posso agradecer a todos vocês pela amizade e existências marcantes que vocês passam na minha vida.

Yuri Habib

Amigo Yuri, já te parabenizei por E-mail e agora faço por aqui, Parabéns pela Superação que você teve, que você continue assim, galgando cada vez mas os degraus...

6 comentários:

José Alberto disse...

Amigo Jorge,

Fez muito bem em colocar aqui esta "experiência de vida". Pode servir de exemplo para muita gente que anda por aí errante, sem destino e ao sabor da maré.

É preciso, agora,não desistir.

Obrigado pelos comentários que tem feito no meu blog.

Abraço

José Alberto

Mayumi disse...

É, Jorge, cada um com uma experiência diferente! E quantas pessoas a corrida não ajudou a se superar, não é mesmo?

Joka disse...

Essa é a maior prova que ESPORTE É VIDA !!! Nos muda, nos faz pensar e entender que não é atoa que nosso corpo é santuário de Deus... Trabalhe o melhor p/ ele por ele,,, Bela postagem parabéns.

Pati Gomes disse...

Jorge,
A palavra principal da corrida para mim é superação. Em todas as nossas histórias, estamos nos superando...

Yuri, parabéns pela meia! Você é um vencedor!

Grande abraço!

...tuttA... disse...

Isso sim é um verdadeiro exemplo de força, garra e determinação.
Relatos como este é que nos motivão a continuar sempre neste mundo fantástico que só a corrida pode porporcionar.
Parabenizo ao Yuri e especialmente ao amigo Jorge por seder este espaço para que ele,Yuri, pudesse contar sobre esta sua esperiência de vida e com isso motivar outras pessoas sedentárias a adotar um novo estilo de vida para suas vidas.
Grande abraço.


---> tutta <---
ubiratã-pr.
www.correndocorridas.blogspot.com

cleia marques disse...

que linda relato isso sim é superação, Parabéns....