BLOG

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Até aonde vai a insanidade de um pai?

Dia 21.12.2008 (Domingo) passado, por volta das 20:00 horas, estava atualizando o meu Blog de corridas com o relato da corrida do domingo passado e de repente pego no controle remoto da TV, começo passar os canais e me deparo com o canal Discovery Channel e vejo um documentário que chamou muita atenção minha e de minha família, um menino de idade entre 7 e 8 anos correndo e logo atrás vinham alguns homens corredores que vinham acompanhando, cantando e incentivando o menino, era nada mais do que o menino Indiano chamado Budhia que também pratica Judô e estava correndo eu e minha família não estava acreditando no que estavámos vendo, o menino estava correndo sem parar e sem beber água e daqui a pouco o repórter da TV dizia que ele tava querendo quebrar o recorde para entrar para o Guinners Book (o livro dos recordes), como o mais novo ULTRAMARATONISTA que correu 70 Km sem parar e sem beber água, acreditem pessoal eu fiquei pasmo é mole e durante a corrida vinha um cara de bicicleta apoiando, oferecendo água e o menino não aceitava, durante todo o percursso que eles correram todas as pessoas veneravam e gritavam dando forças. O pai chamado Biranti incentivou a isto e impressionava-me a cara que o menino fazia quando corria vários Kms sem parar, derepente ele fatigado para de correr, o menino simplesmente correu nada menos do que 68 Kms sem parar, faltando 2 Kms para o recorde, o menino parou por uns instante todo fatigado querendo voltar a correr para completar os 70Kms, a polícia descobriu e interveio, não deixando correr mais e levaram o menino para o hospital, o mesmo ficou por lá por cerca de 01 hora para descansar, eu não sei como este menino não morreu, os médicos davam soro para ele e ele vomitava tudo, ele descansou e mesmo assim não quebrando o recorde o levaram para o estádio para receber o troféu e todos o aplaudiam e gritavam o nome de Budhia, depois do feito o menino foi levado para o hospital para fazer novos exames e os médicos davam suas explicações de que o menino teve sorte que não morreu, a polícia local descobriu o pai do menino e prendeu-o, ficando por uns tempos presos e o menino ficou inconformado e sempre falando que não iria parar de correr e que viraria um MARATONISTA e iria treinar para isso, quando o pai foi solto a Juíza o proibiu de treinar Budhia, se não ele iria ser preso de novo e o menino seria adotado por uma nova família e o menino taxativo, dizendo que queria treinar e que fizeram com o pai foi uma loucura e que não iria parar de correr, um Coronel do Exército ficou sabendo do caso e decidiu treiná-lo com assistência médica e psicológica. Ou seja o pai deste menino é um verdeiro louco e o menino teve muita sorte, o menino virou celebridade em programas de TV e em todos os lugares que passa.

Bom tirei mais de 200 fotos do documentário na TV mais algumas fotos não ficaram nítidas, veja nas fotos abaixo o sonho do menino:
VOU GANHAR MEDALHAS, E TALVEZ GANHE UMA BICICLETA DE PRÊMIO.
MEU DESEJO É CONTINUAR CORRENDO. VOU CONTINUAR CORRENDO A QUALQUER CUSTO.
O REPÓRTER O PERGUNTOU. E SE PROIBIREM DE CORRER? O MENINO RESPONDEU. SE PROIBIREM? VAMOS ESTRANGULAR ESSAS PESSOAS.

O CORONEL DO EXÉRCITO TREINANDO BUDHIA
O SONHO DO PEQUENO BUDHIA
Precisa dizer mais alguma coisa? O que você acha disso? deixe sua opinião?

18 comentários:

  1. Depois pra completar seu post, vc pode colocar os links desse documentário, mas estão em inglês.
    Está dividido em duas partes:
    Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?v=76neKMVE7HQ#

    Parte 2 - http://www.youtube.com/watch?v=C7kWzoEW96A&feature=related

    Abs,

    Felipe

    ResponderExcluir
  2. Ola meu amigo. Deixa-me corrigir o teu texto. Ele não é o pai da criança, é o pai adoptivo A família legitima da criança não tem condições para o sustento, e esse cara ai, tirou beneficio das qualidades do menino. Sendo a Índia um pais do 3 mundo, deixaram ir ate esse ponto do recorde do mundo, com o apoio da Policia. Eu conhecia esse menino, já tem 1 ano quando vi o mesmo documentário em Portugal. Olha este Post que eu coloquei no meu blog..

    http://aminhacorrida.blogspot.com/2007/08/menina-correu-3560-km.html

    ResponderExcluir
  3. Obrigado amigo Jorge pela História contada, eu não conhecia e fiquei impressionado com as imagens fotográficas. É desumano e inacreditável, não o feito em si mas o que a criança sofreu para chegar ali.
    Amigo Jorge desejo-lhe um Natal feliz junto dos seus familiares e amigos e que 2009 lhe traga muita saúde, paz, sorte e prosperidade.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Amigo Joaquim agradeço também pela sua participação.
    --------------
    Felipe obrigado pela sua colaboração já coloquei o link no blog...Valeu...
    -------------
    Carlos agradeço também pela colaboração mais no documentário de domingo passado, dizia que o Sr. Biranti era o pai biológico dele. E vc disse que teve apoio da Policia, mais no documentário dizia ao contrário.
    Bom será que eles mudaram uma parte do documentário.
    Um abraço e valeu pela dica.
    Bom Natal a todos.

    ResponderExcluir
  5. Jorge, isso realmente é um absurdo.

    Muito importante a sua divulgação para tentarmos evitar que coisas como essa.

    Abraços,
    Leandro.
    http://corromesmo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Nossa, isso é totalmente desumano. Fazer isso com uma criança é horrível. Estou chocada o.O

    bj
    Stéphanie
    http://tephyperrone.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Jorge,

    Eu já havia escutado a história desse menino, mais não sabia de detalhes como os que você contou.
    Isso é realmente desumano, que o menino tenha a ambição de ser corredor tudo bem, mais fazer com que uma criança seja capaz de comcluir um percuso desse é demais.
    Um grande abraço amigo e a sua colaboração foi demais.
    Renato
    www.corridaevida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Jorge! Realmente muito bom vc fazer essa divulgação, pois ultimante crianças tem realizado corridas longas junto a seus pais, inclusive presenciei no início do ano um menino de 10 anos que estava correndo 10Km numa das provas no Aterro e sofreu um ataque cardíaco...Isso é um ALERTA!!!
    As conseqüências do excesso de exercício são crescimento interrompido, cansaço, desânimo, deficiência de aprendizado, sistema imunológico debilitado e corpo mais suscetível a lesões.Por isso, o Colégio Americano de Medicina Esportiva e a Confederação Americana de Atletismo estabeleceram metragens para o treino de corrida e para a competição de acordo com a faixa-etária" e o limite máximo infantil é de 2500 metros.
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  9. Jorge,


    É de fundamental importância a divulgação que vc. está fazendo, muito bom o post.
    Quero desejar a vc. e aos seus um feliz natal e um excelente ano novo.
    Um forte abraço aqui de São Bernardo do Campo/SP para vc.

    ResponderExcluir
  10. Olá Jorge, Li o relato do menino Budhia e vi as fotos que vc publicou.
    É um absurdo que coisas como esta estão acontecendo nos dias de hoje.
    Mas fazer o que né?
    Infelizmente o mundo tá cada dia mais perdido.
    Um abraço, desejo a vc um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de felicidades e conquistas.
    Valeu...


    Ass.: tuttA.

    ResponderExcluir
  11. Também assisti a reportagem e fiquei impressionado por alguns aspectos. A exploração a que o garoto foi submetido com a conivência de muitas pessoas inclusive autoridades, e depois da capacidade do garoto ter conseguido correr quase 70 km fora as maratonas que já fez anteriormente.

    ResponderExcluir
  12. Olá Jorge, bom dia!
    Barbaridade, não tem outra palavra.
    O pequeno Budhia tem futuro, é determinado, mas não pode ser desse jeito, ele é apenas uma criança que ainda está em formação em todos os sentidos e não pode ser submetido a esse treinamento insano e desumano. O objetivo não pode ser alcançado a qualquer custo, a saúde está em primeiro lugar.
    Vamos torcer para que o pequeno Budhia tenha a proteção do Direito Internacional dos direitos humanos.
    Um forte abraço,
    Everaldo

    ResponderExcluir
  13. Olá Jorge
    De facto, já tinha passado por aqui a história do miúdo e as longas distâncias que se dispunha a percorrer para cumprir os estranhos incentivos do pai,ainda que adoptivo, e treinador.
    Retirando o que há de desumano neste caso - e é quase tudo - pode retirar-se uma conclusão, a que vários estudiosos já chegaram, que é a espantasa capacidade de endurance das crianças.
    Longe de mim estar a querer defender o que se passou, que é bárbaro. Ponto final.
    Mas aqui em Portugal assiste-se aoo extremo oposto : quem tiver menos de 18 anos não pode participar em provas com mais de 10km, medida que eu tenho contestado por entender que os jovens, ao serem arredados das provas que são mais populares (que têm distâncias superiores) abandonam a modalidade e optam por outras com menos restrições.
    O que é chato é não se encontrar um ponto de equilíbrio entre ambos os extremos. Para mim há um, que é o bom senso.
    Grande abraço, Jorge e restantes amigos que visitam este excelente blogue, e votos de um Bom 2009.

    FA

    ResponderExcluir
  14. Que coisa de maluco !!! Totalmente desumano. Inacreditável.

    ResponderExcluir
  15. Gosto de corrida quem me treina é o meu pai ,ele me conhece e sabe o meu limite ,afinal ele só quer o meu bem,ñ importa se vou chegar em primeiro ou em ultimo o importante é participar ,afinal ainda sou uma criança ,também gosto de futebol jogo numa escolinha daqui do meu bairro sou uma criança feliz porque meus pais ñ bebem e ñ fumam e ainda praticam esporte.

    ResponderExcluir
  16. Gosto de corrida quem me treina é o meu pai ,ele me conhece e sabe o meu limite ,afinal ele só quer o meu bem,ñ importa se vou chegar em primeiro ou em ultimo o importante é participar ,afinal ainda sou uma criança ,também gosto de futebol jogo numa escolinha daqui do meu bairro sou uma criança feliz porque meus pais ñ bebem e ñ fumam e ainda praticam esporte.

    ResponderExcluir

Sejam bem vindo(a)s ao meu Blog de Corridas. Participe seus comentários serão muito importantes para mim e para outros participantes interessados no mesmo tema.

Todos os comentários serão bem vindos, mas, reservo-me no direito de excluir eventuais mensagens com linguagens inadequadas ou ofensivas.

PS: Caso queira entrar em contato, me mande um e-mail para jmaratona@jmaratona.com

Obrigado,

Jorge Cerqueira
Ultramaratonista