domingo, 10 de fevereiro de 2008

O IMAGINÁRIO DE CORREDORAS DE LONGAS DISTÂNCIAS

Olá amigo(a)s bom já que no relato anterior eu postei uma livro sobre psicologia para corridas, estou divulgando mais um livro que tenho aqui em casa, esse livro é dirigido para as mulheres corredoras e fiquei curioso para saber o que se passa na cabeças das mulheres quando estão correndo, para quem não leu eu recomendo a ler o livro abaixo O IMAGINÁRIO DE CORREDORAS DE LONGAS DISTÂNCIAS e espero que gostem.

O livro acima é de autoria de Geovana Alves Coiceiro

Sobre a autora:

Geovana é carioca, começou a correr com 11 anos de idade na Universidade Gama Filho, ela é formada pela UFRJ em Licenciatura plena em Educação Física. Sua especialidade é a corrida de longa distância e também é autora do Livro 1000 Exercícios e Jogos para o Atletismo. Atualmente leciona a disciplina Atletismo em duas Universidades aqui no Rio de Janeiro: UNESA e UNIBENNET. A autora é uma eterna apaixonada pela corrida, da qual não abre mão de praticar no seu dia-a-dia.

Sobre o Livro:

Esta obra aborda a participação feminina em um esporte de alto rendimento, no qual as atletas percorrem um caminho de sacrifício e desafio, contrariando uma imagem de mulher construída ao longo dos tempos e indicando pistas de viverem uma realidade diferente. Organizado e desenvolvido na linha teórica do Imaginário Social, o estudo caminha na direção de algumas reflexões sobre os sentidos simbólicos que elas constroem em sua trajetória como atletas e as citações neste livro são frutos de experiências de longos anos de prática, estudos e dedicação com fervor ao atletismo, expostos aqui de forma objetiva e clara, sendo portanto de grande interesse para estudantes de escolas de educação física, técnicos e corredoras.

O que me chamou mais atenção neste livro foi a dedicatória da autora, quando eu leio um livro eu vejo que vários autores dedicam a obra a familiares e etc... e dessa vez foi um dedicação exclusiva as corredoras leiam abaixo:
“Dedico este estudo a todas as MULHERES, corredoras, profissionais ou amadoras, que com muita disciplina consagram horas de suas vidas para viver uma paixão: CORRER. Em especial, dedico às atletas que participaram desse estudo, possibilitando-me mergulhar na trama imaginária de suas vidas”.
A todas, obrigada.

Abaixo seguem alguns trechos do Livro:
- O Atletismo é um esporte de “homens” e “mulheres”, figuras heróicas, viris, cujas grandes virtudes passam pela coragem e pela subestimação da dor para alcançar o objetivo: VENCER.

- “Como explicar a luta entre a consciência e o corpo do atleta em duros momentos de competição, quando o tempo todo o corpo reclama e apela à consciência para que ela ceda à sua dor, que decline de seus propósitos e saia da luta? Quem segura esta consciência , impedindo-a de ceder ao corpo? Força de vontade. Mas de onde vem esta força que domina os apelos do corpo?”

- Durante a corrida, sou eu e Deus, a chegada é a recompensa de tanto sofrimento e graças a Deus estou aqui...Além da força interior que é exigida a cada treino a cada competição, sentimos a presença de uma outra força que está oculta e invisível, mas que as move e lhes dá esperança, numa intensidade tão grande que as faz continuar correndo. Esse discurso parece reforçar a necessidade do sofrimento diário e contínuo que presenciamos nas experiências das corredoras em seus treinamentos.

Bom adquirir esse livro numa loja especializada em tênis de corridas, aqui no Rio de Janeiro, na Loja RD Artigos Esportivos do meu amigo e corredor de equipe Genival que fica no bairro do Flamengo, este livro foi editado pela Editora Zouk http://www.editorazouk.com.br/ em Junho de 2006, 112 páginas e ainda está sendo vendido pela Editora por R$23,00.

3 comentários:

Wladimir Azevedo disse...

E ai Jorge,

além de corredor você é um leitor e tanto, heim !!!

Valeu por mais esta dica ....

Abcs

Carlos Lopes disse...

Bom trabalho amigo

Mayumi disse...

Olá, Jorge:
Obrigada pelas dicas preciosas. E obrigada por ter visitado o meu blog. Vou ajeitando-o aos poucos. Tenho visitado o seu blog tb periodicamente, mas nem sempre deixo "rastros"! Rsrsrs. Até mais.